Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Política
Balneário Camboriú tem quatro representantes na direção estadual do PDT

Terça, 22/10/2019 14:30.
Divulgação

Publicidade

Quatro representantes de Balneário Camboriú integram a direção estadual do PDT, que aclamou a nova executiva estadual no final de semana, em convenção realizada em Florianópolis, com o ex-deputado Manoel Dias na presidência, os deputados Ana Paula da Silva (Paulinha) e Rodrigo Minotto, na vice-presidente, respectivamente, pelos próximos dois anos.

O ex-candidato à presidência Ciro Gomes que na véspera palestrou para 400 pessoas em Balneário Camboriú, participou da convenção. Também estava presente o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi.

“As pessoas estão cansadas dessa política que não funciona”

A deputada Paulinha disse ao Página3 que a prioridade vai ser se voltar aos municípios, de olho nas eleições do próximo ano.

“Nosso propósito fundamental é conseguir vencer o desafio da limitação das alianças na proporcional nas pequenas cidades. Esse novo regramento vai ser imputado na eleição pela primeira vez e o PDT enxerga como estratégia fundamental eleger vereadores por intermédio da construção de nominatas e claro, participar das eleições majoritárias, com candidato a prefeito e vice-prefeito nas cidades em que tivermos um trabalho construído. Nós não temos essa meta de tomar candidatos nas maiores cidades, porque ter um candidato só para ter também não representa os anseios da população. O PDT vai preparar aqueles que têm condições, municípios que já tem um projeto em andamento. Eu e Rodrigo Minotto estamos muito juntos nessa missão, vamos nos organizar para visitar o maior número de cidades possível. Essa é uma primeira estruturação que temos e com o sentimento e o pensamento de trazer essa realidade de que os partidos políticos precisam enxergar, as pessoas querem resultados, estão cansadas de uma política que não funciona, que estabelece alianças apenas pelo objetivo do ‘ganhar e pegar’...estamos muito focados nesse propósito de reformular noos conceitos. Na direção o que ficou bom é que ampliamos o número de mulheres, somos em três na direção hoje, é bem importante essa questão de gênero respeitada nos 30%."

De Balneário

De Balneário integram o novo diretório o vereador Patrick Machado, Alan Schroeder, Ketlin da Rosa Talevi e Luiz Marcelo. Acompanhe a opinião dos pedetistas locais.

Patrick Machado - “As prioridades da nova direção começam com a ampliação dos núcleos de base dos municípios, a discussão, o debate, estar levando as ideias do PDT aos bairros e discutir com a comunidade, buscando assim uma ampliação no número de militantes, filiados e consequentemente preparando o partido no Estado todo para uma grande ampliação para 2020. Essa é a ideia do nosso presidente Manoel Dias, da Paulinha e do deputado Minotto. Hoje estamos com 70 vereadores, queremos duplicar ou triplicar esse número, assim como de prefeitos e vice também, hoje temos dois ou três vice e um prefeito no Estado, queremos ampliar isso, para que o partido venha muito forte em 2022, na questão estadual e nacional”.

Alan Schroeder - “Preparar o partido para 2020, que é a ante sala da disputa de 2022. Será a primeira eleição sem coligação proporcional..então os desafios são manter e ampliar o número de vereadores eleitos bem como a eleição de novos prefeitos, com candidaturas em municípios importantes para fortalecer o projeto do PDT de SC e do Brasil para 2022, quando novamente teremos a candidatura de Ciro Gomes pelo PDT”.

Ketlin da Rosa Talevi - “Vou fazer parte da executiva estadual, porque a gente tem uma resolução em nível nacional que qualquer diretório ou executiva precisa ter 30% de mulheres. Vou integrar o movimento de mulheres, que é a ação da mulher trabalhista, dentro da executiva nacional, junto com a deputada Paula e a Jéssica que iremos compor esse viés, o que é bem histórico para o nosso partido em nível de Estado”.

Luiz Marcelo Camargo - “Acima de tudo o foco central é a organização do partido, quando digo isso, é formal mesmo, é levar o PDT para um maior número de cidades, senão a todas até o fim desta gestão, mas acima de tudo é conseguir dar esta organicidade com um projeto claro: eleger vereadores e prefeitos em maior número em 2020 e com certeza auxiliar no processo de construção da eleição a governo do Estado, deputados e presidência da República, fechando esse ciclo em 2022, porque a nossa maior preocupação - e uma avaliação que o partido faz- é que o Ciro foi muito bem na última eleição, chegou a 12 milhões de votos, mas tivemos um problema muito sério no país todo, no partido como um todo, a gente fazia campanha nas capitais, e em uma ou outra cidade grande, mas não conseguia ecoar para o resto dos estados, para o interior, isso vale para Santa Catarina e para o país inteiro. Nossa intenção então é ter o partido bem organizado, bem construído e fortalecido, compreendendo o projeto, para que lá em 2022 possamos viabilizar o partido em todos os municípios, para que as propostas a governador, deputados, mas acima de tudo a proposta de Ciro Gomes, candidato a presidente possa chegar a todos os cidadãos no país e a todo catarinense, esta é a proposta central que pretende a nova direção”.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação

Balneário Camboriú tem quatro representantes na direção estadual do PDT

Publicidade

Terça, 22/10/2019 14:30.

Quatro representantes de Balneário Camboriú integram a direção estadual do PDT, que aclamou a nova executiva estadual no final de semana, em convenção realizada em Florianópolis, com o ex-deputado Manoel Dias na presidência, os deputados Ana Paula da Silva (Paulinha) e Rodrigo Minotto, na vice-presidente, respectivamente, pelos próximos dois anos.

O ex-candidato à presidência Ciro Gomes que na véspera palestrou para 400 pessoas em Balneário Camboriú, participou da convenção. Também estava presente o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi.

“As pessoas estão cansadas dessa política que não funciona”

A deputada Paulinha disse ao Página3 que a prioridade vai ser se voltar aos municípios, de olho nas eleições do próximo ano.

“Nosso propósito fundamental é conseguir vencer o desafio da limitação das alianças na proporcional nas pequenas cidades. Esse novo regramento vai ser imputado na eleição pela primeira vez e o PDT enxerga como estratégia fundamental eleger vereadores por intermédio da construção de nominatas e claro, participar das eleições majoritárias, com candidato a prefeito e vice-prefeito nas cidades em que tivermos um trabalho construído. Nós não temos essa meta de tomar candidatos nas maiores cidades, porque ter um candidato só para ter também não representa os anseios da população. O PDT vai preparar aqueles que têm condições, municípios que já tem um projeto em andamento. Eu e Rodrigo Minotto estamos muito juntos nessa missão, vamos nos organizar para visitar o maior número de cidades possível. Essa é uma primeira estruturação que temos e com o sentimento e o pensamento de trazer essa realidade de que os partidos políticos precisam enxergar, as pessoas querem resultados, estão cansadas de uma política que não funciona, que estabelece alianças apenas pelo objetivo do ‘ganhar e pegar’...estamos muito focados nesse propósito de reformular noos conceitos. Na direção o que ficou bom é que ampliamos o número de mulheres, somos em três na direção hoje, é bem importante essa questão de gênero respeitada nos 30%."

De Balneário

De Balneário integram o novo diretório o vereador Patrick Machado, Alan Schroeder, Ketlin da Rosa Talevi e Luiz Marcelo. Acompanhe a opinião dos pedetistas locais.

Patrick Machado - “As prioridades da nova direção começam com a ampliação dos núcleos de base dos municípios, a discussão, o debate, estar levando as ideias do PDT aos bairros e discutir com a comunidade, buscando assim uma ampliação no número de militantes, filiados e consequentemente preparando o partido no Estado todo para uma grande ampliação para 2020. Essa é a ideia do nosso presidente Manoel Dias, da Paulinha e do deputado Minotto. Hoje estamos com 70 vereadores, queremos duplicar ou triplicar esse número, assim como de prefeitos e vice também, hoje temos dois ou três vice e um prefeito no Estado, queremos ampliar isso, para que o partido venha muito forte em 2022, na questão estadual e nacional”.

Alan Schroeder - “Preparar o partido para 2020, que é a ante sala da disputa de 2022. Será a primeira eleição sem coligação proporcional..então os desafios são manter e ampliar o número de vereadores eleitos bem como a eleição de novos prefeitos, com candidaturas em municípios importantes para fortalecer o projeto do PDT de SC e do Brasil para 2022, quando novamente teremos a candidatura de Ciro Gomes pelo PDT”.

Ketlin da Rosa Talevi - “Vou fazer parte da executiva estadual, porque a gente tem uma resolução em nível nacional que qualquer diretório ou executiva precisa ter 30% de mulheres. Vou integrar o movimento de mulheres, que é a ação da mulher trabalhista, dentro da executiva nacional, junto com a deputada Paula e a Jéssica que iremos compor esse viés, o que é bem histórico para o nosso partido em nível de Estado”.

Luiz Marcelo Camargo - “Acima de tudo o foco central é a organização do partido, quando digo isso, é formal mesmo, é levar o PDT para um maior número de cidades, senão a todas até o fim desta gestão, mas acima de tudo é conseguir dar esta organicidade com um projeto claro: eleger vereadores e prefeitos em maior número em 2020 e com certeza auxiliar no processo de construção da eleição a governo do Estado, deputados e presidência da República, fechando esse ciclo em 2022, porque a nossa maior preocupação - e uma avaliação que o partido faz- é que o Ciro foi muito bem na última eleição, chegou a 12 milhões de votos, mas tivemos um problema muito sério no país todo, no partido como um todo, a gente fazia campanha nas capitais, e em uma ou outra cidade grande, mas não conseguia ecoar para o resto dos estados, para o interior, isso vale para Santa Catarina e para o país inteiro. Nossa intenção então é ter o partido bem organizado, bem construído e fortalecido, compreendendo o projeto, para que lá em 2022 possamos viabilizar o partido em todos os municípios, para que as propostas a governador, deputados, mas acima de tudo a proposta de Ciro Gomes, candidato a presidente possa chegar a todos os cidadãos no país e a todo catarinense, esta é a proposta central que pretende a nova direção”.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade