Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Política
Vereador Bola: “Políticos em Brasília não acreditam que Balneário precisa de recursos”

Quarta, 9/10/2019 18:17.
Divulgação
Bola e Moacir com a deputada federal Geovânia de Sá, todos tucanos.

Publicidade

O vereador Aldemar Bola Pereira usou a tribuna livre na sessão desta terça-feira (8), para falar sobre sua peregrinação em gabinetes de deputados catarinenses em Brasília, na semana passada, onde esteve acompanhado do colega tucano Moacir Schmidt. Ele disse que o objetivo da viagem foi pedir dinheiro para o hospital Ruth Cardoso, mas falou que foi bem difícil convencer os políticos de que Balneário Camboriú precisa mesmo de recursos e isso o surpreendeu bastante.

“Pedimos que incluam esse pedido nas emendas para o 202, mas não foi fácil convencê-los. Tem que perder essa marca de que Balneário não precisa de ajuda, precisa sim. Eles acham que é um município rico, mas o prefeito acabou de contrair um empréstimo de R$ 30 milhões para arrumar a cidade”, disse.

Entre os pedidos o vereador citou um novo tomógrafo, um novo raio X, dinheiro para custeio e para reforma do Ruth Cardoso.

“Também precisamos abrir o UPA/Nações que vai custar algo como R$ 800 mil mensais, abrir mais um pronto socorro, investimos R$ 50 milhões por ano no hospital. Foi preciso muita paciência para eles entenderem a nossa real necessidade”, disse o vereador.

O presidente do Legislativo, Omar Tomalih concordou com o vereador Bola, dizendo que é bastante cansativo ‘passar o chapéu’ em Brasília.

“Poucos deputados atendem. É preciso lembrar disso na hora do voto, porque nossa população vota em candidatos de outros cidades e é para lá que eles vão levar os recursos depois de eleitos”, falou.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
Bola e Moacir com a deputada federal Geovânia de Sá, todos tucanos.
Bola e Moacir com a deputada federal Geovânia de Sá, todos tucanos.

Vereador Bola: “Políticos em Brasília não acreditam que Balneário precisa de recursos”

Publicidade

Quarta, 9/10/2019 18:17.

O vereador Aldemar Bola Pereira usou a tribuna livre na sessão desta terça-feira (8), para falar sobre sua peregrinação em gabinetes de deputados catarinenses em Brasília, na semana passada, onde esteve acompanhado do colega tucano Moacir Schmidt. Ele disse que o objetivo da viagem foi pedir dinheiro para o hospital Ruth Cardoso, mas falou que foi bem difícil convencer os políticos de que Balneário Camboriú precisa mesmo de recursos e isso o surpreendeu bastante.

“Pedimos que incluam esse pedido nas emendas para o 202, mas não foi fácil convencê-los. Tem que perder essa marca de que Balneário não precisa de ajuda, precisa sim. Eles acham que é um município rico, mas o prefeito acabou de contrair um empréstimo de R$ 30 milhões para arrumar a cidade”, disse.

Entre os pedidos o vereador citou um novo tomógrafo, um novo raio X, dinheiro para custeio e para reforma do Ruth Cardoso.

“Também precisamos abrir o UPA/Nações que vai custar algo como R$ 800 mil mensais, abrir mais um pronto socorro, investimos R$ 50 milhões por ano no hospital. Foi preciso muita paciência para eles entenderem a nossa real necessidade”, disse o vereador.

O presidente do Legislativo, Omar Tomalih concordou com o vereador Bola, dizendo que é bastante cansativo ‘passar o chapéu’ em Brasília.

“Poucos deputados atendem. É preciso lembrar disso na hora do voto, porque nossa população vota em candidatos de outros cidades e é para lá que eles vão levar os recursos depois de eleitos”, falou.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade