Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Política
Em live, Bolsonaro diz que ainda não tem o resultado do teste de coronavírus

Quinta, 12/3/2020 20:01.
Reprodução
Mandetta e Bolsonaro

Publicidade

Por Julia Lindner e Pedro Caramuru

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que ainda não tem o resultado do exame que fez para testar se está com o novo coronavírus. Ele falou sobre o tema durante transmissão semanal nas redes sociais, ao lado do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Os dois estão usando máscaras cirúrgicas.

No início do vídeo, Bolsonaro afirmou que a covid-19 não possui "uma grande letalidade", mas apresenta risco maior para pessoas acima de 60 anos como ele. Há alguns dias, ele falou que muito do que era noticiado sobre coronavírus "é mais fantasia".

"(Esse vírus) Não tem uma grande letalidade, mas quem tem mais de 60 anos aumenta um pouquinho, na base de 15%. Pessoas acima de 60 anos, que é o meu caso, podem ter mais complicações", declarou nesta quinta.

Após as suspeitas iniciais de que o Secretário Especial de Comunicação, Fabio Wanjgarten, contraiu a covid-19, Bolsonaro passou a ser monitorado por médicos desde o retorno dos Estados Unidos, na madrugada de quarta-feira. Depois da confirmação, hoje, de que Wanjgarten está com a doença, antecipada pelo jornal O Estado de S. Paulo, o presidente fez o exame. O resultado deve sair amanhã.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Reprodução
Mandetta e Bolsonaro
Mandetta e Bolsonaro

Em live, Bolsonaro diz que ainda não tem o resultado do teste de coronavírus

Publicidade

Quinta, 12/3/2020 20:01.
Por Julia Lindner e Pedro Caramuru

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que ainda não tem o resultado do exame que fez para testar se está com o novo coronavírus. Ele falou sobre o tema durante transmissão semanal nas redes sociais, ao lado do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Os dois estão usando máscaras cirúrgicas.

No início do vídeo, Bolsonaro afirmou que a covid-19 não possui "uma grande letalidade", mas apresenta risco maior para pessoas acima de 60 anos como ele. Há alguns dias, ele falou que muito do que era noticiado sobre coronavírus "é mais fantasia".

"(Esse vírus) Não tem uma grande letalidade, mas quem tem mais de 60 anos aumenta um pouquinho, na base de 15%. Pessoas acima de 60 anos, que é o meu caso, podem ter mais complicações", declarou nesta quinta.

Após as suspeitas iniciais de que o Secretário Especial de Comunicação, Fabio Wanjgarten, contraiu a covid-19, Bolsonaro passou a ser monitorado por médicos desde o retorno dos Estados Unidos, na madrugada de quarta-feira. Depois da confirmação, hoje, de que Wanjgarten está com a doença, antecipada pelo jornal O Estado de S. Paulo, o presidente fez o exame. O resultado deve sair amanhã.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade