Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Política
Bolsonaro critica fechar rodovias e aeroportos: "economia não pode parar", diz

Sexta, 20/3/2020 17:31.
Carolina Antunes/PR
Jair Bolsonaro

Publicidade

Por Marlla Sabino, Felipe Frazão e Emilly Behnke

Em videoconferência com empresários do setor produtivo, o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a decisão de alguns governadores de fechar rodovias e aeroportos para conter a disseminação do novo coronavírus no País. Ele afirmou que não é o momento para criar pânico e que "a economia não pode parar".

O presidente ressaltou a necessidade da manutenção da produção de produtos, como remédios, da logística de transporte das cargas e da indústria alimentícia.

Segundo o presidente, o governo recebeu cerca de 35 propostas do setor produtivo nos últimos dias e que algumas foram acatadas com apoio do Congresso Nacional. Segundo ele, os parlamentares abriram mão de R$ 8 bilhões em emendas parlamentares e de bancada para custear medidas para enfrentar a epidemia de coronavírus.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Carolina Antunes/PR
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro

Bolsonaro critica fechar rodovias e aeroportos: "economia não pode parar", diz

Publicidade

Sexta, 20/3/2020 17:31.
Por Marlla Sabino, Felipe Frazão e Emilly Behnke

Em videoconferência com empresários do setor produtivo, o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a decisão de alguns governadores de fechar rodovias e aeroportos para conter a disseminação do novo coronavírus no País. Ele afirmou que não é o momento para criar pânico e que "a economia não pode parar".

O presidente ressaltou a necessidade da manutenção da produção de produtos, como remédios, da logística de transporte das cargas e da indústria alimentícia.

Segundo o presidente, o governo recebeu cerca de 35 propostas do setor produtivo nos últimos dias e que algumas foram acatadas com apoio do Congresso Nacional. Segundo ele, os parlamentares abriram mão de R$ 8 bilhões em emendas parlamentares e de bancada para custear medidas para enfrentar a epidemia de coronavírus.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade