- Publicidade -
- Publicidade -
23.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

CPI da Emasa pode ser aberta se mais um vereador apoiar e assinar o documento

“Quem assinar vai ter caráter de criação. É  uma resposta para a sociedade e não podem mais falar que assinar não vai fazer diferença”, diz o vereador proponente da CPI, André Meirinho

O vereador Alessandro Kuehne (Teco) assinou o documento que propõe a CPI da Emasa, nesta segunda-feira (1), faltando agora a sétima assinatura, para a iniciativa proposta pelo vereador André Meirinho, sair do papel.

Teco é membro da Comissão de Preservação do Meio Ambiente e Turismo, que presidiu até fevereiro deste ano e já estava em contato com o vereador Meirinho. 

“Eu estava esperando o último relatório da Emasa, sobre o mês de fevereiro, e os vereadores trouxeram ao conhecimento que foi somente 19% de eficiência na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), e anteriormente tínhamos eficiência de 97%. Isso já vem se arrastando há muito tempo, desde 2020. Fui procurado por vários moradores do Bairro Nova Esperança e da Barra Sul, que falam do cheiro insuportável. por mais que eu fale alguma coisa, que íamos atrás de informação para levar para a população, as pessoas ficavam chateadas porque é algo de muito tempo”, disse.

O vereador comentou que começou a fazer um compilado de informações, e que a falta de balneabilidade na Praia Central ocorrida neste verão, um risco à saúde, e ainda o acionamento judicial por parte da 5a Promotoria para a polícia investigar a situação, incentivaram para assinar pela abertura da CPI. Ele disse que tem conversado muito com o vereador Meirinho com relação à situação da balneabilidade da praia, referente também à própria Emasa, e que esperam agora conseguir a sétima assinatura. 

“Que os vereadores possam fazer avaliação e um deles possa assinar o quanto antes para a gente trazer clareza ao que vem acontecendo – por que essa demora toda, e que logo tenhamos a resposta para o que aconteceu lá [na ETE/Emasa]. Há a questão de indícios de privatização, temos que entender por que deixaram o sistema sucatear, são muitos questionamentos a serem feitos, a população também nos cobra, não temos informações suficientes, precisamos que venha à tona para que os moradores saibam. Não é nada pessoal contra os gestores, o Coronel Ronaldo assumiu agora, e sim para entender o que aconteceu lá”, completou.

- Publicidade -

O que diz o vereador proponente da CPI

Meirinho comemorou a sexta assinatura, afirmando que é perseverante e que mesmo esperando há um ano não desiste de conseguir abrir a CPI – agora mais próximo para isso acontecer. 

“Foi muito bacana a atitude do vereador Alessandro Teco, vínhamos conversando há um tempo, ele presidiu a Comissão de Meio Ambiente e Turismo e entendeu a importância da CPI. Saiu o relatório de fevereiro, que estavam escondendo há alguns dias, que mostrou apenas 19% de eficiência em relação ao período de fevereiro, quando a lagoa já estava funcionando”, pontuou.

Meirinho lembrou da problemática da ETE, que passa por problemas desde 2020 e que precisam abrir a CPI para conseguir investigar de fato o que aconteceu. Se a sétima assinatura surgir, a CPI é aberta. 

“O presidente [David Fernandes ‘LaBarrica’] anuncia na sessão seguinte [após conseguirem a sétima assinatura] e se constitui a CPI com membros proporcionalmente de acordo com a bancada dos partidos, depois se iniciam atividades, com definição de presidente e secretário, e então a abertura de inquérito para confrontar informações e tantas questões que temos, ouvindo as pessoas envolvidas. A CPI tem duração de 90 dias. Esperamos terminar o quanto antes para dar uma resposta para a sociedade, mas ainda é teoria, pois estamos em busca da última assinatura”, acrescentou.

Meirinho lembrou que neste momento quem mais pode ajudar é o povo, porque as pessoas podem e devem cobrar o seu vereador a assinar a CPI, já que agora só falta uma assinatura. 

“Quem assinar vai ter caráter de criação. É  uma resposta para a sociedade e não podem mais falar que assinar não vai fazer diferença, agora vai porque só falta uma. Peço para que todos assinem, faço esse pedido frequentemente na tribuna. Como devem vir mudanças de partidos e talvez de bancada, com tudo o que vem acontecendo nos bastidores, pode acontecer de a assinatura vir em breve, assim esperamos”, completou Meirinho.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -