Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Rapidinhas
Embaixador da França ironiza fala de Bolsonaro sobre vida 'insuportável' com imigrantes

Quinta, 20/12/2018 12:11.
Celia Pernot.

Publicidade

(FOLHAPRESS) - O embaixador francês nos EUA, Gérard Araud, ironizou nesta quarta-feira (19) declaração do presidente eleito, Jair Bolsonaro, de que a vida na França havia se tornado "simplesmente insuportável" por causa da imigração.

"63.880 homicídios no Brasil em 2017, 825 na França. Sem comentários", escreveu Araud em uma rede social.

A postagem foi em resposta a fala de Bolsonaro na quarta, durante transmissão ao vivo em seu Facebook, em referência ao pacto global de migração aprovado pela ONU e assinado pelo governo brasileiro. Ele diz que irá rejeitar o documento.

Antes, seu futuro chanceler, Ernesto Araújo, já havia dito que o Brasil deixará o pacto.

"Todo mundo sabe o que está acontecendo com a França. Está simplesmente insuportável viver em alguns locais da França. E a tendência é aumentar a intolerância. Os que foram para lá, o povo francês acolheu da melhor maneira possível. Mas vocês sabem da história dessa gente, né? Eles têm algo dentro de si que não abandonam as suas raízes e querem fazer valer a sua cultura, os seus direitos lá de trás, e os seus privilégios", disse o presidente eleito.

"Não somos contra imigrantes, mas, para entrar no Brasil, tem que ter um critério bastante rigoroso. Caso contrário, no que depender de mim, não entrarão", acrescentou.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Celia Pernot.

Embaixador da França ironiza fala de Bolsonaro sobre vida 'insuportável' com imigrantes

Publicidade

Quinta, 20/12/2018 12:11.

(FOLHAPRESS) - O embaixador francês nos EUA, Gérard Araud, ironizou nesta quarta-feira (19) declaração do presidente eleito, Jair Bolsonaro, de que a vida na França havia se tornado "simplesmente insuportável" por causa da imigração.

"63.880 homicídios no Brasil em 2017, 825 na França. Sem comentários", escreveu Araud em uma rede social.

A postagem foi em resposta a fala de Bolsonaro na quarta, durante transmissão ao vivo em seu Facebook, em referência ao pacto global de migração aprovado pela ONU e assinado pelo governo brasileiro. Ele diz que irá rejeitar o documento.

Antes, seu futuro chanceler, Ernesto Araújo, já havia dito que o Brasil deixará o pacto.

"Todo mundo sabe o que está acontecendo com a França. Está simplesmente insuportável viver em alguns locais da França. E a tendência é aumentar a intolerância. Os que foram para lá, o povo francês acolheu da melhor maneira possível. Mas vocês sabem da história dessa gente, né? Eles têm algo dentro de si que não abandonam as suas raízes e querem fazer valer a sua cultura, os seus direitos lá de trás, e os seus privilégios", disse o presidente eleito.

"Não somos contra imigrantes, mas, para entrar no Brasil, tem que ter um critério bastante rigoroso. Caso contrário, no que depender de mim, não entrarão", acrescentou.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade