Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Rapidinhas
Capacitação para melhorar atendimento de proteção a crianças

Quinta, 11/10/2018 10:49.

Publicidade

Profissionais de 19 instituições governamentais e não governamentais participaram de capacitação para melhorar o atendimento na rede de proteção de crianças e adolescentes e a forma como é trabalhada a ressocialização de adolescentes que cumprem medidas socioeducativas.

A iniciativa é da secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social e a capacitação foi ministrada pela empresa Epistemica, contratada através de processo licitatório, devido ao alto índice de evasão no cumprimento de medidas pelo jovens.

"O mais importante é que as instituições saibam o papel delas em uma ressocialização e na questão pedagógica. Na secretaria da Pessoa Idosa, por exemplo, recebemos adolescentes que cumpriam medidas socioeducativas, e lá os idosos tratavam eles como netos. Essa interação intergeracional criou vínculos, tanto que esse sentimento fez com que eles, mesmo após concluírem a medida, frequentassem e auxiliassem o espaço de forma voluntária", disse a secretária de Desenvolvimento e Inclusão Social, Christina Barichello.

Informações: Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social (47) 3363-2745


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinião

"Com estes valores, nenhuma unidade de saúde consegue se manter como PORTA ABERTA"


Cidade

Prefeitura é dona de terreno, próximo ao local, que poderia receber o Mercado


Brasil


Política

O vereador aproveitou que estava em Brasília pra falar sobre o saneamento básico de Camboriú


Cidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Capacitação para melhorar atendimento de proteção a crianças

Publicidade

Quinta, 11/10/2018 10:49.

Profissionais de 19 instituições governamentais e não governamentais participaram de capacitação para melhorar o atendimento na rede de proteção de crianças e adolescentes e a forma como é trabalhada a ressocialização de adolescentes que cumprem medidas socioeducativas.

A iniciativa é da secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social e a capacitação foi ministrada pela empresa Epistemica, contratada através de processo licitatório, devido ao alto índice de evasão no cumprimento de medidas pelo jovens.

"O mais importante é que as instituições saibam o papel delas em uma ressocialização e na questão pedagógica. Na secretaria da Pessoa Idosa, por exemplo, recebemos adolescentes que cumpriam medidas socioeducativas, e lá os idosos tratavam eles como netos. Essa interação intergeracional criou vínculos, tanto que esse sentimento fez com que eles, mesmo após concluírem a medida, frequentassem e auxiliassem o espaço de forma voluntária", disse a secretária de Desenvolvimento e Inclusão Social, Christina Barichello.

Informações: Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social (47) 3363-2745


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade