Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Rapidinhas
Posto de combustível de Itapema é fechado por fraude

Sexta, 19/10/2018 14:57.

Publicidade

A Divisão de Furtos e Roubos de Cargas da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC) deflagrou nesta quinta (18), operação para combater fraude em posto de combustível 150, localizado às margens da BR-101, em Itapema. Três pessoas foram presas.

A Operação visava desarticular grupo criminoso com atuação no estado de Santa Catarina, especializado em utilizar mecanismos para lesar consumidores que abastecem em postos de combustíveis.

Na inspeção realizada nas bombas constatou-se a instalação de dispositivos que alteravam o registro do volume de combustível efetivamente entregue ao consumidor, causando prejuízo de grande monta para a coletividade.

Não bastasse, tal prática também afeta a concorrência, causando prejuízos aos comerciantes que atuam dentro da legalidade, pois com a utilização da fraude, o estabelecimento conseguia praticar preços atraentes para o consumidor.

Conforme atestado pelos técnicos do INMETRO e Peritos do IGP - Institito Geral de Perícias, o estabelecimento contava com sofisticado sistema que permitia o acionamento do dispositivo para a fraude do interior do escritório, bem como a desativação quando da realização de fiscalização, como fizeram com a aproximação dos órgãos fiscalizadores.

Alguns funcionários do estabelecimento comercial aderiram à conduta criminosa, e operavam os dispositivos, bem como alertavam os demais para o acionamento. Alguns deles trabalhavam sem a utilização de uniforme para circular livremente dentre os clientes e não despertar a atenção.

Inspeção semelhante realizada em outros postos da rede, já havia detectado a mesma fraude, e após realização de perícia nos equipamentos apreendidos, constatou-se que os dispositivos registravam na bomba volume de 12% a 15% a mais de combustível, do que o efetivamente entregue ao cliente.

Após os procedimentos, e diante do resultado das investigações já realizadas, três funcionários do estabelecimento comercial foram presos em flagrante e conduzidos para a DEIC, onde foram autuados em flagrante pela prática do crime de estelionato e associação criminosa.

Durante a operação foram apreendidos documentos e equipamentos de informática que constituem o conjunto probatório.

Os clientes que foram lesados podem procurar o PROCON. Contudo, a arma mais eficaz dos consumidores é não frequentar estabelecimentos em que há suspeitas de irregularidades, além de repassar informações aos órgãos incumbidos da fiscalização.

As investigações e fiscalizações continuam no sentido de coibir esta prática criminosa, bem como idetificar e prender os demais envolvidos.

O estabelecimento foi inteditado cautelarmente.

A Polícia Civil destaca a importância da colaboração da sociedade, possibilitando que a Polícia Judiciária investigativa promova o enfrentamento qualificado ao crime.

Denúncias relacionadas a furtos e roubos de cargas podem ser encaminhadas para o e-mail deic-roubosdecargas@pc.sc.gov.br ou no telefone (48) 3281-4200 e pelo aplicativo WhatsApp (48) 98844-0011.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Posto de combustível de Itapema é fechado por fraude

Publicidade

Sexta, 19/10/2018 14:57.

A Divisão de Furtos e Roubos de Cargas da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC) deflagrou nesta quinta (18), operação para combater fraude em posto de combustível 150, localizado às margens da BR-101, em Itapema. Três pessoas foram presas.

A Operação visava desarticular grupo criminoso com atuação no estado de Santa Catarina, especializado em utilizar mecanismos para lesar consumidores que abastecem em postos de combustíveis.

Na inspeção realizada nas bombas constatou-se a instalação de dispositivos que alteravam o registro do volume de combustível efetivamente entregue ao consumidor, causando prejuízo de grande monta para a coletividade.

Não bastasse, tal prática também afeta a concorrência, causando prejuízos aos comerciantes que atuam dentro da legalidade, pois com a utilização da fraude, o estabelecimento conseguia praticar preços atraentes para o consumidor.

Conforme atestado pelos técnicos do INMETRO e Peritos do IGP - Institito Geral de Perícias, o estabelecimento contava com sofisticado sistema que permitia o acionamento do dispositivo para a fraude do interior do escritório, bem como a desativação quando da realização de fiscalização, como fizeram com a aproximação dos órgãos fiscalizadores.

Alguns funcionários do estabelecimento comercial aderiram à conduta criminosa, e operavam os dispositivos, bem como alertavam os demais para o acionamento. Alguns deles trabalhavam sem a utilização de uniforme para circular livremente dentre os clientes e não despertar a atenção.

Inspeção semelhante realizada em outros postos da rede, já havia detectado a mesma fraude, e após realização de perícia nos equipamentos apreendidos, constatou-se que os dispositivos registravam na bomba volume de 12% a 15% a mais de combustível, do que o efetivamente entregue ao cliente.

Após os procedimentos, e diante do resultado das investigações já realizadas, três funcionários do estabelecimento comercial foram presos em flagrante e conduzidos para a DEIC, onde foram autuados em flagrante pela prática do crime de estelionato e associação criminosa.

Durante a operação foram apreendidos documentos e equipamentos de informática que constituem o conjunto probatório.

Os clientes que foram lesados podem procurar o PROCON. Contudo, a arma mais eficaz dos consumidores é não frequentar estabelecimentos em que há suspeitas de irregularidades, além de repassar informações aos órgãos incumbidos da fiscalização.

As investigações e fiscalizações continuam no sentido de coibir esta prática criminosa, bem como idetificar e prender os demais envolvidos.

O estabelecimento foi inteditado cautelarmente.

A Polícia Civil destaca a importância da colaboração da sociedade, possibilitando que a Polícia Judiciária investigativa promova o enfrentamento qualificado ao crime.

Denúncias relacionadas a furtos e roubos de cargas podem ser encaminhadas para o e-mail deic-roubosdecargas@pc.sc.gov.br ou no telefone (48) 3281-4200 e pelo aplicativo WhatsApp (48) 98844-0011.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade