Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Rapidinhas
Baleia apareceu morta na Praia Brava, em Itajaí

Quarta, 3/10/2018 10:25.
Divulgação PMP-BS/Univali

Publicidade

Uma baleia Jubarte morta apareceu na Praia Brava, em Itajaí, na manhã desta quarta-feira (3). Segundo populares, ela está encalhada na altura do restaurante Baobá.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS)/Univali já foi acionado.

Ao chegar no local a equipe verificou que o animal, de aproximadamente sete metros de comprimento, já estava em avançado estado de decomposição.

Segundo Jeferson Dick, coordenador da Unidade de Estabilização de Animais Marinhos da Univali, é preciso esperar as condições da maré para conseguir retirar o animal da praia e dar a destinação correta.

“Estamos em contato com a FAMAI e Secretaria de Obras de Itajaí para auxiliar no que for preciso. Devido ao estado avançado de decomposição o animal não passará por processo de necropsia, apenas será coletado material biológico para a realização de DNA”, explica Jeferson.

Conforme o Projeto, esta já é a 11ª baleia encontrada morta no estado de Santa Catarina no ano de 2018. É comum nesta época este tipo de animal percorrer o litoral catarinense devido à migração anual.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

Com informações Deborah Boeira/Edição Página 3

Fotos:

Foto: Maila Reis

Foto: Mel Loretto


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Opinião

"Com estes valores, nenhuma unidade de saúde consegue se manter como PORTA ABERTA"


Cidade

Prefeitura é dona de terreno, próximo ao local, que poderia receber o Mercado


Brasil


Política

O vereador aproveitou que estava em Brasília pra falar sobre o saneamento básico de Camboriú


Cidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Baleia apareceu morta na Praia Brava, em Itajaí

Divulgação PMP-BS/Univali

Publicidade

Quarta, 3/10/2018 10:25.

Uma baleia Jubarte morta apareceu na Praia Brava, em Itajaí, na manhã desta quarta-feira (3). Segundo populares, ela está encalhada na altura do restaurante Baobá.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS)/Univali já foi acionado.

Ao chegar no local a equipe verificou que o animal, de aproximadamente sete metros de comprimento, já estava em avançado estado de decomposição.

Segundo Jeferson Dick, coordenador da Unidade de Estabilização de Animais Marinhos da Univali, é preciso esperar as condições da maré para conseguir retirar o animal da praia e dar a destinação correta.

“Estamos em contato com a FAMAI e Secretaria de Obras de Itajaí para auxiliar no que for preciso. Devido ao estado avançado de decomposição o animal não passará por processo de necropsia, apenas será coletado material biológico para a realização de DNA”, explica Jeferson.

Conforme o Projeto, esta já é a 11ª baleia encontrada morta no estado de Santa Catarina no ano de 2018. É comum nesta época este tipo de animal percorrer o litoral catarinense devido à migração anual.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

Com informações Deborah Boeira/Edição Página 3

Fotos:

Foto: Maila Reis

Foto: Mel Loretto


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade