Jornal Página 3

Prefeituras da região descartam surto de meningite

Segunda, 28/8/2017 18:01.

A Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, assim como os departamentos de Balneário Camboriú e Itajaí, negaram qualquer surto de meningite.

Em BC

Conforme a Secretaria de Saúde de Balneário Camboriú este ano foram notificados 41 casos na cidade, só 19 eram moradores, os outros eram de cidades vizinhas.

Dois dos casos evoluíram para óbito. Os dois eram idosos, com mais de 80 anos, e não tinham relação entre si, por isso se descarta o surto. A diretora da Vigilância local, Laís Emídio, atenta para a idade avançada, que os tornou mais vulneráveis, inclusive um com histórico de cirurgias e o outro lutava contra o câncer.

Em Itajaí

Conforme a Vigilância Epidemiológica de Itajaí, foram registrados 55 casos de meningite até o momento em 2017. Os casos eram isolados. A prefeitura lembra que os hospitais da cidade (Marieta e Pequeno Anjo) são referência para a região da Amfri nos casos de meningite, por isso o número elevado de pacientes.

Na quinta-feira (24), um paciente de 22 anos foi internado com suspeita de meningite bacteriana – doença que acabou se confirmando. Foram feitos todos os procedimentos necessários, porém o jovem morreu na tarde de sexta-feira (25).

A meningite

A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, vírus, parasitas e fungos, ou também por processos não infecciosos. 

Os sintomas mais comuns da meningite são: Febre alta repentina, Forte dor de cabeça, Pescoço rígido, Vômitos, Náusea, Confusão mental e dificuldade de concentração, Convulsões, Sonolência, Fotossensibilidade, Falta de apetite, Rachaduras e presença de manchas vermelhas na pele.


Publicidade


Colunistas
por Fernando Baumann
por Sonia Tetto
por Saint Clair Nickelle
por Augusto Cesar Diegoli
por Marcos Vinicios Pagelkopf
por Enéas Athanázio
Guia Legal BC

Banda se apresenta no dia 5 de janeiro


Geral

Consórcio pode ser o fato mais relevante desde que as duas cidades se separaram 53 anos atrás 


Publicidade