Jornal Página 3

Campanha de prevenção contra hepatites está em andamento
EBC.

Quarta, 26/7/2017 11:29.

O Ministério da Saúde estima que um grande número de brasileiros, nascidos entre 1945 e 1975, estejam contaminados pelo vírus da hepatite, mas não sabem. Isto porque naquele tempo não eram realizadas as práticas de esterilização de material e nem havia campanhas de prevenção da doença. A contaminação poderia acontecer através de uma transfusão de sangue ou pelo contato com material contaminado.

Por este motivo, a campanha de luta contra as hepatites (o Dia Mundial de Luta é sexta-feira, 28) está direcionada às pessoas desta faixa etária, a partir dos 40 anos, principalmente para o diagnóstico da hepatite C, que não existe vacina.

Sintomas

A hepatite é uma inflamação do fígado e em grande parte dos casos a doença é silenciosa, por isso é importante observar os sintomas mais comuns: febre, fraqueza, mal-estar, dor abdominal, enjoo/náuseas, vômitos, perda de apetite, urina escura (cor de café), icterícia (olhos e pele amarelados) e fezes esbranquiçadas.

Teste rápido

Em Balneário Camboriú, o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) está aplicando o teste rápido toda semana, para diagnosticar as hepatites B e C, no Posto Central também, mas nesta quinta e sexta-feira, o teste será ofertado em todas as unidades de saúde, no Núcleo de Atenção ao Idoso (NAI), no Núcleo de Atenção à Mulher (NAM) e no Laboratório de Especialidades do Hospital Ruth Cardoso.

A coordenadora do CTA, a psicóloga Jacheline Hoffmann, explicou que o teste é uma picada no dedo para coletar o sangue e diagnosticar. “Queremos ampliar as possibilidades de diagnóstico, conscientizando as pessoas a fazerem o teste, além das solicitações médicas de rotina”, disse Jacheline.

A hepatite B também é transmitida por contato sanguíneo além de relação sexual sem proteção. A vacinação é realizada em três doses. A hepatite A é transmitida via feco-oral, por ingestão de água e alimentos contaminados. O diagnóstico é feito por exame de sangue em laboratórios. Depois de diagnosticado o paciente é encaminhado ao Centro Integrado de Solidariedade e Saúde (CISS), para assistência e tratamento.

O CISS e o CTA estão localizados na Rua 2350, 560. Telefones: (47) 3360-0309 e (47) 3363-6741. 


Publicidade


Colunistas
por Fernando Baumann
por Sonia Tetto
por Saint Clair Nickelle
por Augusto Cesar Diegoli
por Marcos Vinicios Pagelkopf
por Enéas Athanázio
Guia Legal BC

Banda se apresenta no dia 5 de janeiro


Geral

Consórcio pode ser o fato mais relevante desde que as duas cidades se separaram 53 anos atrás 


Publicidade