Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Hospital Ruth Cardoso de Balneário Camboriú atenderá convênios e particulares

Retornando ao modelo original prefeitura prepara o terreno para a terceirização

Segunda, 12/8/2019 8:00.
Ivan Rupp / Ana Cláudia Sguário
Prefeito, vice e diversos vereadores no anúncio de mudanças no Ruth Cardoso.

Publicidade

Na entrevista coletiva da última sexta-feira o prefeito Fabrício Oliveira confirmou que o Hospital Municipal Ruth Cardoso deverá, dentro de 150 dias, começar a atender particulares e convênios.

Atender particulares, não atender municípios vizinhos e fechar a porta de entrada, admitindo pacientes apenas através dos postos de saúde, foram medidas idealizadas em 2006 pela Organização Mundial da Família (WFO), entidade que doou a maior parte do recursos para aquele hospital, e nunca colocadas em prática.

O desvirtuamento da forma do hospital funcionar, no governo anterior, levou Balneário Camboriú a gastar mais de R$ 60 milhões por ano com o Ruth Cardoso, sendo grande parte dessa quantia para suprir deficiências de cidades vizinhas.

Atender particulares e convênios fazia parte da estratégia da WFO para dar sustentação financeira ao hospital.

Havia também a ideia de construir e alugar consultórios e centro de imagens, criando uma espécie de centro comercial de atividades de saúde no entorno do hospital.

VAI TERCEIRIZAR

Os indícios são claros que o Ruth Cardoso será terceirizado e que não surgiram interessados ou os que se interessaram exigiram que o modelo de hospital fosse corrigido.

POLÍTICA

A decisão do prefeito Fabrício Oliveira põe no colo do governador Carlos Moisés da Silva o encargo -que já era dele- de repassar mais recursos aos hospitais de referência em Itajaí e Blumenau para que possam atender a sobrecarga decorrente do fechamento da porta do Ruth Cardoso às cidades vizinhas.

Carlos Moisés que tem feito planos para eleger o próximo prefeito de Balneário Camboriú, tem agora o desafio de mostrar que consegue cuidar da saúde da população.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Ivan Rupp / Ana Cláudia Sguário
Prefeito, vice e diversos vereadores no anúncio de mudanças no Ruth Cardoso.
Prefeito, vice e diversos vereadores no anúncio de mudanças no Ruth Cardoso.

Hospital Ruth Cardoso de Balneário Camboriú atenderá convênios e particulares

Retornando ao modelo original prefeitura prepara o terreno para a terceirização

Publicidade

Segunda, 12/8/2019 8:00.

Na entrevista coletiva da última sexta-feira o prefeito Fabrício Oliveira confirmou que o Hospital Municipal Ruth Cardoso deverá, dentro de 150 dias, começar a atender particulares e convênios.

Atender particulares, não atender municípios vizinhos e fechar a porta de entrada, admitindo pacientes apenas através dos postos de saúde, foram medidas idealizadas em 2006 pela Organização Mundial da Família (WFO), entidade que doou a maior parte do recursos para aquele hospital, e nunca colocadas em prática.

O desvirtuamento da forma do hospital funcionar, no governo anterior, levou Balneário Camboriú a gastar mais de R$ 60 milhões por ano com o Ruth Cardoso, sendo grande parte dessa quantia para suprir deficiências de cidades vizinhas.

Atender particulares e convênios fazia parte da estratégia da WFO para dar sustentação financeira ao hospital.

Havia também a ideia de construir e alugar consultórios e centro de imagens, criando uma espécie de centro comercial de atividades de saúde no entorno do hospital.

VAI TERCEIRIZAR

Os indícios são claros que o Ruth Cardoso será terceirizado e que não surgiram interessados ou os que se interessaram exigiram que o modelo de hospital fosse corrigido.

POLÍTICA

A decisão do prefeito Fabrício Oliveira põe no colo do governador Carlos Moisés da Silva o encargo -que já era dele- de repassar mais recursos aos hospitais de referência em Itajaí e Blumenau para que possam atender a sobrecarga decorrente do fechamento da porta do Ruth Cardoso às cidades vizinhas.

Carlos Moisés que tem feito planos para eleger o próximo prefeito de Balneário Camboriú, tem agora o desafio de mostrar que consegue cuidar da saúde da população.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade