Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Chef de cozinha organiza café da manhã para pacientes da Unacon de Itajaí

“Vi nesse café uma forma de trabalhar a integração com os pacientes..." disse a chef de cozinha Lara Luiza Becker

Quarta, 23/10/2019 13:07.
Fotos: Divulgação
Lara à direita do supervisor de Oncologia do hospital Henrique Gouveia, no centro, de rosa e colegas.

Publicidade

A chef de cozinha Lara Luiza Becker, de Balneário Camboriú, está organizando a segunda edição de um café da manhã de integração e humanização para pacientes que tratam câncer na Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) do Hospital Marieta Konder Bornhausen, de Itajaí. Com apoio da comunidade e empresários da região, o momento acontece na próxima quarta-feira (30) e contará com a participação de 150 pessoas, entre pacientes, acompanhantes e familiares celebrando ainda o Outubro Rosa e o Novembro Azul.

Socialização e integração

Lara conta que seu pai e sua mãe trataram câncer na Unacon de Itajaí. Inclusive a mãe dela ainda faz acompanhamento no local. Apesar da unidade ser bem amparada, a chef de cozinha percebeu que os pacientes possuem necessidade de uma maior socialização e interação com a sociedade.

“Vi nesse café uma forma de trabalhar a integração com os pacientes. Ano passado fiz um café lá com alguns colegas de faculdade, dentro de uma matéria onde precisávamos fazer algo altruísta. Fizemos para 250 pessoas, mas é a primeira vez que faço o café com doações e apoio da comunidade. O que me motiva principalmente é o amor à causa e o jeito que eu transbordo esse amor é a partir da alimentação”, diz.

O café da integração preparado por Lara ano passado

Dessa vez, o momento será para menos pacientes – 150 pessoas ao total, unindo ainda os acompanhantes e familiares de quem faz quimioterapia e consultas. Lara já conseguiu toda a doação necessária para a realização do evento. Ela está contando com apoio de uma enfermeira e de um professor de educação física, ‘a dona Lúcia e o seu Pedro’, além de voluntários que vão auxiliar a servir o café no dia 30.

“Uma amiga da faculdade também me ajudou, além de estabelecimentos, empresários e amigos mestrandos. Foram muitas pessoas que abraçaram essa causa. Planejo fazer mais edições, seria muito bacana se isso se tornasse um projeto contínuo”, afirma.

Lara aproveita para agradecer o apoio da equipe da Unacon do Hospital Marieta, contando que sempre foi muito bem recebida por nutricionistas, enfermeiros e recepcionistas. “Eles auxiliaram no cardápio. Tudo é voltado para o que os pacientes podem comer. Não tem nada de conserva e embutidos. A interação é o foco principal e tem sido muito bacana ver que as pessoas se sensibilizam e entendem a importância de ajudar e ter empatia em um momento como esse”, completa.

Unacon do Hospital Marieta

Ana Carolina Tolentino Claudino é nutricionista da Unacon do Hospital Marieta e diz que o momento possui muita relevância social e que inclusive já está sendo bastante esperado pelos pacientes, que ficam felizes com a atenção e carinho que vêm recebendo.

“É uma iniciativa muito bacana. A humanização é um grande gesto, principalmente para pacientes que sofrem de câncer. Alguns não comem sólidos, precisam de dieta pastosa... e a Lara está tendo todo o cuidado, inclusive fazendo essas opções diferenciadas”, diz.

Segundo Ana, na dieta dos pacientes há adaptações, como corte de açúcar branco, trocando-o por demerara ou mascavo, e a farinha branca por farinha de amêndoa, por exemplo.

“É permitido o consumo de frutas e iogurte, mas cuidamos para que não tenha embutidos. O ponto positivo do café é também para que os próprios pacientes vejam que há muitas opções para eles consumirem. Seria muito vantajoso para nós também que essa ação continuasse”, finaliza.

Unacon: 3.688 atendimentos/mês

O Hospital Marieta presta todo o atendimento aos pacientes oncológicos da região da AMFRI, tanto clínico quanto cirúrgico, além da realização de exames e biópsias para a definição do diagnóstico. São realizados 3.688 atendimentos mês, sendo 1.158 sessões de quimioterapias e hormonioterapia por mês, além de exames ambulatoriais e cirurgias. A administração da Quimioterapia tem abrangência de 20 leitos.

Todo o serviço prestado na Unacon é destinado para pacientes provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS), convênios e particulares. A Unidade realiza acompanhamento mensal de seus pacientes. O espaço passou por reformas recentes, para melhor atender aos pacientes, contando com as seguintes especialidades: Cirurgia geral, cirurgia torácica, ginecologia, mastologia, cabeça e pescoço, urologia, proctologia, gastrologia e ortopedia

A Unacon do Hospital Marieta disponibiliza nutricionistas, psicólogos, assistente social e enfermeiros especializados em Oncologia para melhor atendimento da população.

Mais informações: www.hospitalmarieta.com.br.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Fotos: Divulgação
Lara à direita do supervisor de Oncologia do hospital Henrique Gouveia, no centro, de rosa e colegas.
Lara à direita do supervisor de Oncologia do hospital Henrique Gouveia, no centro, de rosa e colegas.

Chef de cozinha organiza café da manhã para pacientes da Unacon de Itajaí

“Vi nesse café uma forma de trabalhar a integração com os pacientes..." disse a chef de cozinha Lara Luiza Becker

Publicidade

Quarta, 23/10/2019 13:07.

A chef de cozinha Lara Luiza Becker, de Balneário Camboriú, está organizando a segunda edição de um café da manhã de integração e humanização para pacientes que tratam câncer na Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) do Hospital Marieta Konder Bornhausen, de Itajaí. Com apoio da comunidade e empresários da região, o momento acontece na próxima quarta-feira (30) e contará com a participação de 150 pessoas, entre pacientes, acompanhantes e familiares celebrando ainda o Outubro Rosa e o Novembro Azul.

Socialização e integração

Lara conta que seu pai e sua mãe trataram câncer na Unacon de Itajaí. Inclusive a mãe dela ainda faz acompanhamento no local. Apesar da unidade ser bem amparada, a chef de cozinha percebeu que os pacientes possuem necessidade de uma maior socialização e interação com a sociedade.

“Vi nesse café uma forma de trabalhar a integração com os pacientes. Ano passado fiz um café lá com alguns colegas de faculdade, dentro de uma matéria onde precisávamos fazer algo altruísta. Fizemos para 250 pessoas, mas é a primeira vez que faço o café com doações e apoio da comunidade. O que me motiva principalmente é o amor à causa e o jeito que eu transbordo esse amor é a partir da alimentação”, diz.

O café da integração preparado por Lara ano passado

Dessa vez, o momento será para menos pacientes – 150 pessoas ao total, unindo ainda os acompanhantes e familiares de quem faz quimioterapia e consultas. Lara já conseguiu toda a doação necessária para a realização do evento. Ela está contando com apoio de uma enfermeira e de um professor de educação física, ‘a dona Lúcia e o seu Pedro’, além de voluntários que vão auxiliar a servir o café no dia 30.

“Uma amiga da faculdade também me ajudou, além de estabelecimentos, empresários e amigos mestrandos. Foram muitas pessoas que abraçaram essa causa. Planejo fazer mais edições, seria muito bacana se isso se tornasse um projeto contínuo”, afirma.

Lara aproveita para agradecer o apoio da equipe da Unacon do Hospital Marieta, contando que sempre foi muito bem recebida por nutricionistas, enfermeiros e recepcionistas. “Eles auxiliaram no cardápio. Tudo é voltado para o que os pacientes podem comer. Não tem nada de conserva e embutidos. A interação é o foco principal e tem sido muito bacana ver que as pessoas se sensibilizam e entendem a importância de ajudar e ter empatia em um momento como esse”, completa.

Unacon do Hospital Marieta

Ana Carolina Tolentino Claudino é nutricionista da Unacon do Hospital Marieta e diz que o momento possui muita relevância social e que inclusive já está sendo bastante esperado pelos pacientes, que ficam felizes com a atenção e carinho que vêm recebendo.

“É uma iniciativa muito bacana. A humanização é um grande gesto, principalmente para pacientes que sofrem de câncer. Alguns não comem sólidos, precisam de dieta pastosa... e a Lara está tendo todo o cuidado, inclusive fazendo essas opções diferenciadas”, diz.

Segundo Ana, na dieta dos pacientes há adaptações, como corte de açúcar branco, trocando-o por demerara ou mascavo, e a farinha branca por farinha de amêndoa, por exemplo.

“É permitido o consumo de frutas e iogurte, mas cuidamos para que não tenha embutidos. O ponto positivo do café é também para que os próprios pacientes vejam que há muitas opções para eles consumirem. Seria muito vantajoso para nós também que essa ação continuasse”, finaliza.

Unacon: 3.688 atendimentos/mês

O Hospital Marieta presta todo o atendimento aos pacientes oncológicos da região da AMFRI, tanto clínico quanto cirúrgico, além da realização de exames e biópsias para a definição do diagnóstico. São realizados 3.688 atendimentos mês, sendo 1.158 sessões de quimioterapias e hormonioterapia por mês, além de exames ambulatoriais e cirurgias. A administração da Quimioterapia tem abrangência de 20 leitos.

Todo o serviço prestado na Unacon é destinado para pacientes provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS), convênios e particulares. A Unidade realiza acompanhamento mensal de seus pacientes. O espaço passou por reformas recentes, para melhor atender aos pacientes, contando com as seguintes especialidades: Cirurgia geral, cirurgia torácica, ginecologia, mastologia, cabeça e pescoço, urologia, proctologia, gastrologia e ortopedia

A Unacon do Hospital Marieta disponibiliza nutricionistas, psicólogos, assistente social e enfermeiros especializados em Oncologia para melhor atendimento da população.

Mais informações: www.hospitalmarieta.com.br.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade