Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Ruth Cardoso registrou forte movimento no final de semana

Leitor ligou para a redação para dizer que ‘ouviu falar’ que em janeiro somente moradores de Balneário Camboriú poderão ser atendidos no hospital.

Quarta, 23/10/2019 12:58.
Divulgação/PMBC

Publicidade

O Hospital Ruth Cardoso registrou 615 atendimentos neste final de semana, dos quais 356 adultos, 192 crianças e 67 idosos. Deste total 411 pacientes são de Balneário Camboriú e 204 de municípios da região (120 de Camboriú, 35 de Itapema, 11 de Itajaí, seis de Porto Belo, cinco de Bombinhas, um de Navegantes, um de Balneário Piçarras e 25 são pacientes de municípios mais distantes).

O Centro Obstétrico do HMRC também registrou alto índice de nascimentos, totalizando 29 no fim de semana., dos quais 20 de parto normal e nove cesarianas. Camboriú registrou o maior número de recém-nascidos: 12. Os outros bebês são oito de Balneário, sete de Itapema e dois de Porto Belo.

Até janeiro

Um leitor que acompanhou um destes pacientes no final de semana, ligou para a redação para dizer que ‘ouviu falar’ que em janeiro somente moradores de Balneário Camboriú poderão ser atendidos no hospital. Mas que não viu nenhum, aviso em lugar algum sobre isso.

A reportagem procurou a secretária da Saúde, Andressa Haddad em busca de uma resposta ao leitor. Ela disse que a informação é repassada aos gestores de cada município. Eles são responsáveis para avisar seus munícipes.

“A cada 30 dias reenviamos o ofício, que foi enviado no dia 12 de agosto, informando o prazo sobre o fechamento da porta a partir de janeiro de 2020 aos gestores das pastas, ao secretário de Estado, ao governador e secretários municipais e estaduais. Não podemos colocar avisos no hospital, porque ainda estamos com a porta aberta e até janeiro temos obrigação de atender todo paciente que entrar na porta do pronto socorro do Ruth Cardoso. Por isso, o único comunicado oficial é enviado diretamente aos gestores de cada pasta”, informou a secretária.


Informações - secretaria de Saúde (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/PMBC

Ruth Cardoso registrou forte movimento no final de semana

Leitor ligou para a redação para dizer que ‘ouviu falar’ que em janeiro somente moradores de Balneário Camboriú poderão ser atendidos no hospital.

Publicidade

Quarta, 23/10/2019 12:58.

O Hospital Ruth Cardoso registrou 615 atendimentos neste final de semana, dos quais 356 adultos, 192 crianças e 67 idosos. Deste total 411 pacientes são de Balneário Camboriú e 204 de municípios da região (120 de Camboriú, 35 de Itapema, 11 de Itajaí, seis de Porto Belo, cinco de Bombinhas, um de Navegantes, um de Balneário Piçarras e 25 são pacientes de municípios mais distantes).

O Centro Obstétrico do HMRC também registrou alto índice de nascimentos, totalizando 29 no fim de semana., dos quais 20 de parto normal e nove cesarianas. Camboriú registrou o maior número de recém-nascidos: 12. Os outros bebês são oito de Balneário, sete de Itapema e dois de Porto Belo.

Até janeiro

Um leitor que acompanhou um destes pacientes no final de semana, ligou para a redação para dizer que ‘ouviu falar’ que em janeiro somente moradores de Balneário Camboriú poderão ser atendidos no hospital. Mas que não viu nenhum, aviso em lugar algum sobre isso.

A reportagem procurou a secretária da Saúde, Andressa Haddad em busca de uma resposta ao leitor. Ela disse que a informação é repassada aos gestores de cada município. Eles são responsáveis para avisar seus munícipes.

“A cada 30 dias reenviamos o ofício, que foi enviado no dia 12 de agosto, informando o prazo sobre o fechamento da porta a partir de janeiro de 2020 aos gestores das pastas, ao secretário de Estado, ao governador e secretários municipais e estaduais. Não podemos colocar avisos no hospital, porque ainda estamos com a porta aberta e até janeiro temos obrigação de atender todo paciente que entrar na porta do pronto socorro do Ruth Cardoso. Por isso, o único comunicado oficial é enviado diretamente aos gestores de cada pasta”, informou a secretária.


Informações - secretaria de Saúde (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade