Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Creche no Municípios será transformada para abrigar leitos de isolamento

A rede de saúde pública de Balneário Camboriú tem hoje 9 leitos de UTI, 9 leitos de semi-UTI, 1 sala de estabilização e 1 sala cirúrgica.

Sexta, 3/4/2020 18:51.
Divulgação/PMBC
Creche será transformada para abrigar pacientes

Publicidade

Na segunda-feira, a creche Sementes do Amanhã, que fica na Rua Angelina, ao lado do Hospital Ruth Cardoso e do Centro de Acolhimento e Tratamento do Coronavírus (Covid-19) começará a ser adaptada para receber 77 leitos de isolamento para casos suspeitos de coronavírus que não tenham condições de manter o isolamento doméstico.

A determinação partiu do prefeito Fabrício Oliveira que planeja preparar o máximo de estruturas possíveis, correndo contra o tempo.

O novo local deverá estar pronto em 10 dias. Os 77 leitos serão utilizados para fazer o isolamento adequado de quem tem sintomas, mas não tem condições de fazer o isolamento como deve ser.

“Ali as pessoas cumprirão isolamento social de forma correta. Quando esse paciente é avaliado pela equipe médica e apresenta evolução da doença, ele é encaminhado ao Central Municipal do Covid, que fica ao lado”, explicou o prefeito.

Uma equipe de 43 profissionais de saúde atenderão os pacientes.

“O acompanhamento deles será feito conforme protocolo da OMS e, caso o quadro de algum se agrave ele será imediatamente transferido para o Centro de Covid-19”, acrescentou o prefeito.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/PMBC
Creche será transformada para abrigar pacientes
Creche será transformada para abrigar pacientes

Creche no Municípios será transformada para abrigar leitos de isolamento

A rede de saúde pública de Balneário Camboriú tem hoje 9 leitos de UTI, 9 leitos de semi-UTI, 1 sala de estabilização e 1 sala cirúrgica.

Publicidade

Sexta, 3/4/2020 18:51.

Na segunda-feira, a creche Sementes do Amanhã, que fica na Rua Angelina, ao lado do Hospital Ruth Cardoso e do Centro de Acolhimento e Tratamento do Coronavírus (Covid-19) começará a ser adaptada para receber 77 leitos de isolamento para casos suspeitos de coronavírus que não tenham condições de manter o isolamento doméstico.

A determinação partiu do prefeito Fabrício Oliveira que planeja preparar o máximo de estruturas possíveis, correndo contra o tempo.

O novo local deverá estar pronto em 10 dias. Os 77 leitos serão utilizados para fazer o isolamento adequado de quem tem sintomas, mas não tem condições de fazer o isolamento como deve ser.

“Ali as pessoas cumprirão isolamento social de forma correta. Quando esse paciente é avaliado pela equipe médica e apresenta evolução da doença, ele é encaminhado ao Central Municipal do Covid, que fica ao lado”, explicou o prefeito.

Uma equipe de 43 profissionais de saúde atenderão os pacientes.

“O acompanhamento deles será feito conforme protocolo da OMS e, caso o quadro de algum se agrave ele será imediatamente transferido para o Centro de Covid-19”, acrescentou o prefeito.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade