Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Contra covid, Morastoni propõe aplicações de ozônio por via retal em Itajaí

Com iniciativas à margem da ciência, cidade é vice-líder em mortes no Estado

Terça, 4/8/2020 6:56.
Facebook
Morastoni, ontem, anunciando sua nova ideia.

Publicidade

Em transmissão ao vivo pela internet nesta segunda-feira (3) o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, apresentou mais uma das suas idéias à margem da ciência para tratamento de covid-19, a aplicação de 10 sessões de ozônio, pelo reto dos pacientes.

O tratamento da covid-19 com ozônio não é referendado pela Associação Brasileira de Infectologia e o Conselho Federal de Medicina considera que “não há evidências científicas que permitam seu uso médico no Brasil”.

Além do ozônio, o prefeito itajaiense, que é médico, vem aplicando em massa outros dois medicamentos, a ivermectina, remédio para carrapatos, vermes e piolhos e cânfora, uma homeopatia.

Itajaí registrou mais quatro mortes nesta segunda-feira, totalizando 105 e se mantendo na segunda posição como cidade com mais mortes por habitante no Estado.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Facebook
Morastoni, ontem, anunciando sua nova ideia.
Morastoni, ontem, anunciando sua nova ideia.

Contra covid, Morastoni propõe aplicações de ozônio por via retal em Itajaí

Com iniciativas à margem da ciência, cidade é vice-líder em mortes no Estado

Publicidade

Terça, 4/8/2020 6:56.

Em transmissão ao vivo pela internet nesta segunda-feira (3) o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, apresentou mais uma das suas idéias à margem da ciência para tratamento de covid-19, a aplicação de 10 sessões de ozônio, pelo reto dos pacientes.

O tratamento da covid-19 com ozônio não é referendado pela Associação Brasileira de Infectologia e o Conselho Federal de Medicina considera que “não há evidências científicas que permitam seu uso médico no Brasil”.

Além do ozônio, o prefeito itajaiense, que é médico, vem aplicando em massa outros dois medicamentos, a ivermectina, remédio para carrapatos, vermes e piolhos e cânfora, uma homeopatia.

Itajaí registrou mais quatro mortes nesta segunda-feira, totalizando 105 e se mantendo na segunda posição como cidade com mais mortes por habitante no Estado.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade