Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Duas vacinas substituirão a pentavalente que está em falta no país.

Segunda, 13/1/2020 18:04.
Divulgação

Publicidade

A Vigilância Epidemiológica está alertando pais e responsáveis por crianças a partir dos dois meses que não foram vacinadas, para comparecer às unidades de saúde do município. O Ministério da Saúde comunicou à secretaria da Saúde sobre a falta temporária da vacina pentavalente em toda a rede pública do país. Enquanto o estoque não for normalizado, esta vacina será substituída por outras duas: a vacina DTP, para as crianças menores de um ano e a vacina contra Hepatite B. A vacinação será feita nas Unidades Básicas de Saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

A pentavalente que está em falta imuniza contra difteria, tétano, pertússis, hepatite B e Haemophilus influenza do tipo B. A DTP protege contra a difteria, tétano e pertússis.

A diretora da Vigilância Epidemiológica, Adriana Ribeiro disse nesta segunda-feira (13) ao Página3 que ainda não chegaram as pentavalentes.

“Por ordem do Ministério da Saúde temporariamente faremos DTP mais Hepatite B. Quando chegar as doses de penta continuaremos o esquema vacinal”, disse Adriana.

Ela explicou que os agentes de saúde estão fazendo a busca ativa de crianças a partir de 2 meses que não receberam nenhuma dose.

“Elas estão sendo chamadas a vir para começar esquema vacinal. A busca ativa é o método de controle das ESF”, acrescentou.

O Ministério da Saúde distribuiu mais de 4,7 milhões de doses da pentavalente aos estados de todo país no ano passado. Deste total, 154.580 mil para Santa Catarina. A última remessa feita em outubro enviou 885 mil doses para todo o país e 22 mil para Santa Catarina.

Na semana passada, o Ministério da Saúde começou a distribuição da pentavalente aos Estados, que repassarão aos municípios.

Informações: secretaria de Saúde (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação

Duas vacinas substituirão a pentavalente que está em falta no país.

Publicidade

Segunda, 13/1/2020 18:04.

A Vigilância Epidemiológica está alertando pais e responsáveis por crianças a partir dos dois meses que não foram vacinadas, para comparecer às unidades de saúde do município. O Ministério da Saúde comunicou à secretaria da Saúde sobre a falta temporária da vacina pentavalente em toda a rede pública do país. Enquanto o estoque não for normalizado, esta vacina será substituída por outras duas: a vacina DTP, para as crianças menores de um ano e a vacina contra Hepatite B. A vacinação será feita nas Unidades Básicas de Saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

A pentavalente que está em falta imuniza contra difteria, tétano, pertússis, hepatite B e Haemophilus influenza do tipo B. A DTP protege contra a difteria, tétano e pertússis.

A diretora da Vigilância Epidemiológica, Adriana Ribeiro disse nesta segunda-feira (13) ao Página3 que ainda não chegaram as pentavalentes.

“Por ordem do Ministério da Saúde temporariamente faremos DTP mais Hepatite B. Quando chegar as doses de penta continuaremos o esquema vacinal”, disse Adriana.

Ela explicou que os agentes de saúde estão fazendo a busca ativa de crianças a partir de 2 meses que não receberam nenhuma dose.

“Elas estão sendo chamadas a vir para começar esquema vacinal. A busca ativa é o método de controle das ESF”, acrescentou.

O Ministério da Saúde distribuiu mais de 4,7 milhões de doses da pentavalente aos estados de todo país no ano passado. Deste total, 154.580 mil para Santa Catarina. A última remessa feita em outubro enviou 885 mil doses para todo o país e 22 mil para Santa Catarina.

Na semana passada, o Ministério da Saúde começou a distribuição da pentavalente aos Estados, que repassarão aos municípios.

Informações: secretaria de Saúde (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade