Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Dos 1544 atendidos no Ruth Cardoso e no PA da Barra 1022 eram moradores de Balneário Camboriú

Terça, 21/1/2020 16:45.
Divulgação/PMBC

Publicidade

O Hospital Ruth Cardoso atendeu 747 pessoas e o Pronto Atendimento da Barra acolheu 797 pacientes durante o final de semana. Moradores de Balneário Camboriú somaram somaram 1022 atendimentos nas duas casas de saúde.

O Ruth Cardoso atendeu 447 moradores de Balneário Camboriú, 157 de Camboriú, 29 de Itapema, sete de Porto Belo, nove de Bombinhas, seis de Itajaí, um de Palhoça e 91 de outros municípios, sendo 75 turistas, todos com classificação azul e verde, que poderiam ser atendidos no PA da Barra.

O Centro Obstétrico do Ruth realizou 28 nascimentos: 10 de Balneário, sete de Camboriú, sete de Itapema, um de Porto Belo e três de Bombinhas, totalizando 19 partos normais e nove cesarianas.

O PA da Barra atendeu 575 pacientes de Balneário Camboriú, 79 de Camboriú, um de Navegantes, cinco de Itajaí, 13 de Itapema, um de Porto Belo, três de Bombinhas e 120 são turistas de outras cidades.

Situação sem solução

Na semana passada a secretária da Saúde, Andressa Hadad publicou comunicado à população, falando mais uma vez da situação e informando de novo que a estrutura do hospital é comprovadamente insuficiente para atender a demanda de toda a região.

“A mudança do sistema de atendimento do Hospital Ruth Cardoso, cujas despesas são bancadas quase que exclusivamente pelo Município, é questão vital para garantia de atendimento de qualidade ao morador de Balneário Camboriú”, diz a nota.

Andressa lembra que em meados de janeiro acabou o prazo de 150 dias para mudar o sistema de atendimento do hospital, anunciado pelo prefeito Fabrício Oliveira, em coletiva à imprensa, em agosto do ano passado. A partir deste ano, o Ruth Cardoso atenderia somente pacientes do municipio, mas abriria mais duas UPA´s (Nações e Municípios).

Ocorre que três prefeitos, Bombinhas, Porto Belo e Itapema, questionaram a decisão do prefeito judicialmente.

“O novo sistema de atendimento referenciado a ser implantado no hospital já poderia começar a funcionar não fosse liminar judicial postergando para mais 120 dias o funcionamento do Ruth Cardoso como ‘porta aberta’ para toda região”, diz o comunicado.

O município recorreu desta liminar do Tribunal de Justiça e aguarda o julgamento do recurso.

“O prefeito Fabrício Oliveira mantém convicta sua posição em relação à mudança de atendimento no Hospital Ruth Cardoso para melhorar o atendimento aos pacientes, garantindo a qualidade, e retornando o hospital à condição para o qual foi dimensionado, ou seja, para atendimento dos pacientes do município de Balneário Camboriú”, segue a nota à população, assinada pela secretária da Saúde.

Informações - secretaria de Saúde (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/PMBC

Dos 1544 atendidos no Ruth Cardoso e no PA da Barra 1022 eram moradores de Balneário Camboriú

Publicidade

Terça, 21/1/2020 16:45.

O Hospital Ruth Cardoso atendeu 747 pessoas e o Pronto Atendimento da Barra acolheu 797 pacientes durante o final de semana. Moradores de Balneário Camboriú somaram somaram 1022 atendimentos nas duas casas de saúde.

O Ruth Cardoso atendeu 447 moradores de Balneário Camboriú, 157 de Camboriú, 29 de Itapema, sete de Porto Belo, nove de Bombinhas, seis de Itajaí, um de Palhoça e 91 de outros municípios, sendo 75 turistas, todos com classificação azul e verde, que poderiam ser atendidos no PA da Barra.

O Centro Obstétrico do Ruth realizou 28 nascimentos: 10 de Balneário, sete de Camboriú, sete de Itapema, um de Porto Belo e três de Bombinhas, totalizando 19 partos normais e nove cesarianas.

O PA da Barra atendeu 575 pacientes de Balneário Camboriú, 79 de Camboriú, um de Navegantes, cinco de Itajaí, 13 de Itapema, um de Porto Belo, três de Bombinhas e 120 são turistas de outras cidades.

Situação sem solução

Na semana passada a secretária da Saúde, Andressa Hadad publicou comunicado à população, falando mais uma vez da situação e informando de novo que a estrutura do hospital é comprovadamente insuficiente para atender a demanda de toda a região.

“A mudança do sistema de atendimento do Hospital Ruth Cardoso, cujas despesas são bancadas quase que exclusivamente pelo Município, é questão vital para garantia de atendimento de qualidade ao morador de Balneário Camboriú”, diz a nota.

Andressa lembra que em meados de janeiro acabou o prazo de 150 dias para mudar o sistema de atendimento do hospital, anunciado pelo prefeito Fabrício Oliveira, em coletiva à imprensa, em agosto do ano passado. A partir deste ano, o Ruth Cardoso atenderia somente pacientes do municipio, mas abriria mais duas UPA´s (Nações e Municípios).

Ocorre que três prefeitos, Bombinhas, Porto Belo e Itapema, questionaram a decisão do prefeito judicialmente.

“O novo sistema de atendimento referenciado a ser implantado no hospital já poderia começar a funcionar não fosse liminar judicial postergando para mais 120 dias o funcionamento do Ruth Cardoso como ‘porta aberta’ para toda região”, diz o comunicado.

O município recorreu desta liminar do Tribunal de Justiça e aguarda o julgamento do recurso.

“O prefeito Fabrício Oliveira mantém convicta sua posição em relação à mudança de atendimento no Hospital Ruth Cardoso para melhorar o atendimento aos pacientes, garantindo a qualidade, e retornando o hospital à condição para o qual foi dimensionado, ou seja, para atendimento dos pacientes do município de Balneário Camboriú”, segue a nota à população, assinada pela secretária da Saúde.

Informações - secretaria de Saúde (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade