Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Secretaria da Saúde adota placas visuais para facilitar comunicação com pacientes em estado grave

Quarta, 22/7/2020 17:29.
Divulgação

Publicidade

Um projeto desenvolvido por uma equipe multidisciplinar da Universidade Federal do Rio Grande do Sul(UFRGS), para facilitar a comunicação dos profissionais de saúde com pacientes em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), através de placas visuais, foi adotado pelo Hospital Municipal Ruth Cardoso e pelo Centro de Acolhimento e Tratamento do Coronavírus.

Os profissionais de saúde começaram a utilizar as pranchas de comunicação alternativa, na sexta-feira (17). Através delas, melhora a possibilidade dos pacientes expressarem o que sentem e as suas necessidades.

O enfermeiro e coordenador da UTI, Wilem Daminelli, disse que na maioria das vezes a dificuldade da comunicação está associada ao estado do paciente ou relacionada à intubação e à traqueostomia.

“Na maioria das vezes, esses casos são encontrados em unidade de cuidados intensivos, o uso das pranchas de comunicação alternativa farão com que o cuidado realizado fique mais amplo e humanizado, atendendo as necessidades básicas humanas”, disse.

As pranchas são impressas frente e verso, sendo um dos lados com letras e números e o outro, com figuras. Através destes sinais, o paciente pode responder perguntas feitas pelos profissionais, indicando o que precisa ou o que está sentindo naquele momento.

Informações - Secretaria de Saúde (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Divulgação

Secretaria da Saúde adota placas visuais para facilitar comunicação com pacientes em estado grave

Publicidade

Quarta, 22/7/2020 17:29.

Um projeto desenvolvido por uma equipe multidisciplinar da Universidade Federal do Rio Grande do Sul(UFRGS), para facilitar a comunicação dos profissionais de saúde com pacientes em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), através de placas visuais, foi adotado pelo Hospital Municipal Ruth Cardoso e pelo Centro de Acolhimento e Tratamento do Coronavírus.

Os profissionais de saúde começaram a utilizar as pranchas de comunicação alternativa, na sexta-feira (17). Através delas, melhora a possibilidade dos pacientes expressarem o que sentem e as suas necessidades.

O enfermeiro e coordenador da UTI, Wilem Daminelli, disse que na maioria das vezes a dificuldade da comunicação está associada ao estado do paciente ou relacionada à intubação e à traqueostomia.

“Na maioria das vezes, esses casos são encontrados em unidade de cuidados intensivos, o uso das pranchas de comunicação alternativa farão com que o cuidado realizado fique mais amplo e humanizado, atendendo as necessidades básicas humanas”, disse.

As pranchas são impressas frente e verso, sendo um dos lados com letras e números e o outro, com figuras. Através destes sinais, o paciente pode responder perguntas feitas pelos profissionais, indicando o que precisa ou o que está sentindo naquele momento.

Informações - Secretaria de Saúde (47) 3261-6200


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade