Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Saúde
Dengue segue crescendo. Aproveite o isolamento e elimine possíveis criadouros

Balneário Canboriú tem 523 focos do mosquito

Segunda, 30/3/2020 12:54.
Divulgação/PMBC

Publicidade

Balneário Camboriú tem hoje 523 focos do Aedes aegypti, que transmite dengue, zika vírus e chikungunya, e 16 casos confirmados da doença. Os números seguem crescendo como em todo o país.

Segundo o último boletim divulgado pela secretaria de Estado da Saúde, até 21 de março, estavam confirmados 1935 casos em Santa Catarina, aumento de 47% em relação ao mesmo período do ano passado, quando havia 1317 casos.

Por isso, o combate não pode parar, mas vem encontrando barreiras, por conta do coronavírus.

A diretora da Vigilância Ambiental, Eliane Guedes Casatti, disse que o Programa Municipal de Combate a Dengue não parou com as visitas, mas está encontrando dificuldades.

“A população está receosa em receber a visita do agente, com medo que o mesmo possa transmitir o coronavírus. Mas eles estão vistoriando apenas a parte externa da casa, para não haver nenhum contato. Além disso estão equipados com máscaras, luvas e álcool”, afirmou.

Atualmente o programa está trabalhando com uma equipe no bairro das Nações.

“Importante que a população receba o agente e elimine os criadouros. Só assim para diminuir a quantidade de mosquitos e consequentemente a doença. Todos tem que fazer a sua parte e aproveitar que está em casa, limpar piscina, colocar tela nos ralos, eliminar pratos de plantas, lavar o pote de água dos animais de estimação. Limpar calhas e caixa d'água manter limpa e fechada”, pediu Eliane.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação/PMBC

Dengue segue crescendo. Aproveite o isolamento e elimine possíveis criadouros

Balneário Canboriú tem 523 focos do mosquito

Publicidade

Segunda, 30/3/2020 12:54.

Balneário Camboriú tem hoje 523 focos do Aedes aegypti, que transmite dengue, zika vírus e chikungunya, e 16 casos confirmados da doença. Os números seguem crescendo como em todo o país.

Segundo o último boletim divulgado pela secretaria de Estado da Saúde, até 21 de março, estavam confirmados 1935 casos em Santa Catarina, aumento de 47% em relação ao mesmo período do ano passado, quando havia 1317 casos.

Por isso, o combate não pode parar, mas vem encontrando barreiras, por conta do coronavírus.

A diretora da Vigilância Ambiental, Eliane Guedes Casatti, disse que o Programa Municipal de Combate a Dengue não parou com as visitas, mas está encontrando dificuldades.

“A população está receosa em receber a visita do agente, com medo que o mesmo possa transmitir o coronavírus. Mas eles estão vistoriando apenas a parte externa da casa, para não haver nenhum contato. Além disso estão equipados com máscaras, luvas e álcool”, afirmou.

Atualmente o programa está trabalhando com uma equipe no bairro das Nações.

“Importante que a população receba o agente e elimine os criadouros. Só assim para diminuir a quantidade de mosquitos e consequentemente a doença. Todos tem que fazer a sua parte e aproveitar que está em casa, limpar piscina, colocar tela nos ralos, eliminar pratos de plantas, lavar o pote de água dos animais de estimação. Limpar calhas e caixa d'água manter limpa e fechada”, pediu Eliane.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade