Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Tecnologia
Blogueira mirim de BC faz sucesso nas redes com vídeo sobre cães-guia

Malu Altmann cria e edita os próprios filmes

Terça, 7/3/2017 15:34.
Vivi Peixoto

Publicidade

O mundo dos youtubers está a cada dia mais disputado. Mas não é só de humor ou maquiagem que são alimentados os canais das redes sociais. A pequena Malu Altmann, 11, de Balneário Camboriú, vem chamando a atenção com temas cheios de informação.

O último vídeo do Canal da Malu, publicado há três dias, já alcançou mais de 6 mil visualizações. Ela se inspirou na história da turista Olga Souza, que é deficiente visual e foi denunciada para a polícia por banhistas que desconheciam a lei do cão-guia.

Malu se sensibilizou com a situação e resolveu abordar o assunto. Ela visitou a escola de cães-guia Helen Keller, que fica em Balneário e depois viveu na pele a experiência de circular com um cão pela cidade e com os olhos vendados, para ter a noção maior sobre as dificuldades que os deficientes enfrentam.

"Foi um vídeo muito diferente de todos que eu já fiz, foi uma experiência nova, eu tive que ir para vários lugares gravar, entrevistar as pessoas, levei quase o dia inteiro para editar. E eu aprendi muitas coisas novas sobre os cães-guia e a importância que eles têm na vida de uma pessoa que não pode enxergar", disse Malu ao Página 3.

A blogueira mirim já tem mais de 55 mil inscritos no seu canal do Youtube e um total de mais de 1,7 milhões de visualizações, mas confessa que está feliz com o desempenho desse vídeo em especial. “"Eu estou muito feliz com os comentários positivos. Eu me envolvi também, porque quando me coloquei no lugar de um cego consegui perceber e sentir a importância dessa causa", completou.

Conforme a lei do cão-guia, a pessoa com deficiência visual usuária de cão-guia tem o direito de ingressar e permanecer com o animal em todos os locais públicos ou privados de uso coletivo. A jornalista Luciana Altmann, mãe de Malu, defendeu a criação de uma corrente do bem via redes sociais, para que o vídeo sirva como fonte de esclarecimento e informação. Compartilhe também.

Confira o vídeo abaixo:


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Vivi Peixoto

Blogueira mirim de BC faz sucesso nas redes com vídeo sobre cães-guia

Malu Altmann cria e edita os próprios filmes

Publicidade

Terça, 7/3/2017 15:34.

O mundo dos youtubers está a cada dia mais disputado. Mas não é só de humor ou maquiagem que são alimentados os canais das redes sociais. A pequena Malu Altmann, 11, de Balneário Camboriú, vem chamando a atenção com temas cheios de informação.

O último vídeo do Canal da Malu, publicado há três dias, já alcançou mais de 6 mil visualizações. Ela se inspirou na história da turista Olga Souza, que é deficiente visual e foi denunciada para a polícia por banhistas que desconheciam a lei do cão-guia.

Malu se sensibilizou com a situação e resolveu abordar o assunto. Ela visitou a escola de cães-guia Helen Keller, que fica em Balneário e depois viveu na pele a experiência de circular com um cão pela cidade e com os olhos vendados, para ter a noção maior sobre as dificuldades que os deficientes enfrentam.

"Foi um vídeo muito diferente de todos que eu já fiz, foi uma experiência nova, eu tive que ir para vários lugares gravar, entrevistar as pessoas, levei quase o dia inteiro para editar. E eu aprendi muitas coisas novas sobre os cães-guia e a importância que eles têm na vida de uma pessoa que não pode enxergar", disse Malu ao Página 3.

A blogueira mirim já tem mais de 55 mil inscritos no seu canal do Youtube e um total de mais de 1,7 milhões de visualizações, mas confessa que está feliz com o desempenho desse vídeo em especial. “"Eu estou muito feliz com os comentários positivos. Eu me envolvi também, porque quando me coloquei no lugar de um cego consegui perceber e sentir a importância dessa causa", completou.

Conforme a lei do cão-guia, a pessoa com deficiência visual usuária de cão-guia tem o direito de ingressar e permanecer com o animal em todos os locais públicos ou privados de uso coletivo. A jornalista Luciana Altmann, mãe de Malu, defendeu a criação de uma corrente do bem via redes sociais, para que o vídeo sirva como fonte de esclarecimento e informação. Compartilhe também.

Confira o vídeo abaixo:


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade