Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Tecnologia
Netflix anuncia série original brasileira 'Ninguém Tá Olhando', dirigida por Daniel Rezende

Terça, 29/5/2018 14:27.

Publicidade

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Netflix anunciou nesta terça-feira (29) a produção de uma nova série original brasileira chamada "Ninguém Tá Olhando".

A comédia dramática contará a história de Uli, um anjo da guarda inconformado com a arbitrariedade das ordens que recebe diariamente de sua chefia e que certo dia decide se rebelar.

Será o primeiro projeto solo de Daniel Rezende na plataforma, após ter dirigido dois dos oito episódios de "O Mecanismo", de José Padilha.
O diretor tem carreira destacada também como editor, como nos filmes "Cidade de Deus" e "Tropa de Elite" e "Ensaio Sobre a Cegueira".

Além do valor que vê em empregar humor ácido para dissolver nós complexos da natureza humana, o diretor destaca o potencial da trama de relativizar conceitos, como os de "bem", "certo" e "verdade".

"A ideia é subverter concepções preestabelecidas para refletirmos sobre elas, logo após recuperarmos o fôlego de boas risadas", diz Rezende.

A atração será a sexta produção nacional da Netflix, somando-se a "3%" e "O Mecanismo", já disponíveis na plataforma, e a produções que ainda vão estrear.

Entre elas, a sitcom "Samantha!", que estreia em 6 de julho, a série "Sintonia", parceria com o diretor Kondzilla, e o drama de época "Coisa Mais Linda".

Entre as produções brasileiras, há ainda documentários, como "Laerte-se", especiais de comédia com nomes como Felipe Neto e Clarice Falcão e o longa-metragem "O Matador".


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3

Netflix anuncia série original brasileira 'Ninguém Tá Olhando', dirigida por Daniel Rezende

Publicidade

Terça, 29/5/2018 14:27.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Netflix anunciou nesta terça-feira (29) a produção de uma nova série original brasileira chamada "Ninguém Tá Olhando".

A comédia dramática contará a história de Uli, um anjo da guarda inconformado com a arbitrariedade das ordens que recebe diariamente de sua chefia e que certo dia decide se rebelar.

Será o primeiro projeto solo de Daniel Rezende na plataforma, após ter dirigido dois dos oito episódios de "O Mecanismo", de José Padilha.
O diretor tem carreira destacada também como editor, como nos filmes "Cidade de Deus" e "Tropa de Elite" e "Ensaio Sobre a Cegueira".

Além do valor que vê em empregar humor ácido para dissolver nós complexos da natureza humana, o diretor destaca o potencial da trama de relativizar conceitos, como os de "bem", "certo" e "verdade".

"A ideia é subverter concepções preestabelecidas para refletirmos sobre elas, logo após recuperarmos o fôlego de boas risadas", diz Rezende.

A atração será a sexta produção nacional da Netflix, somando-se a "3%" e "O Mecanismo", já disponíveis na plataforma, e a produções que ainda vão estrear.

Entre elas, a sitcom "Samantha!", que estreia em 6 de julho, a série "Sintonia", parceria com o diretor Kondzilla, e o drama de época "Coisa Mais Linda".

Entre as produções brasileiras, há ainda documentários, como "Laerte-se", especiais de comédia com nomes como Felipe Neto e Clarice Falcão e o longa-metragem "O Matador".


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade