Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Turismo
Sindisol refuta em nota a possibilidade de 50% de demissões na hotelaria de Balneário Camboriú

Sexta, 17/4/2020 16:57.
Atracadouro Barra Sul.

Publicidade

O Sindisol, sindicato que congrega restaurantes, hotéis, bares e similares em Balneário Camboriú, emitiu nota refutando pesquisa do Convention Bureau que estima em até 50% as demissões no setor em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

NOTA OFICIAL

Em relação à matéria veiculada em 15 de abril na imprensa, intitulada “Balneário Camboriú deverá demitir 50% dos empregados no Turismo”, vimos a público esclarecer:

A entidade oficial para se pronunciar a respeito dos setores hoteleiro e gastronômico em Balneário Camboriú é o Sindisol.

É precoce traçar cenários de demissão da magnitude reportada na matéria em questão.

Desde os primeiros dias do isolamento social, o Sindisol tem trabalhado em negociações com o Sechobar (Sindicato Laboral) no intuito de reduzir os impactos da Covid-19. Tais alinhamentos resultaram em acordo histórico entre as duas instituições, com incentivo à manutenção dos empregos, estímulo às férias dos colaboradores e redução de carga horária.

O setor hoteleiro e gastronômico de Balneário Camboriú é extremamente forte e tradicional, tendo convicção que passará por este delicado momento da melhor maneira possível, e isso não inclui demitir 50% de sua mão de obra.

Neste momento, nosso olhar se volta para o pós-crise. Nossa instituição tem promovido videoconferências com Secretaria de Turismo, empresários do trade e técnicos de diversas áreas, já desenhando futuras ações de divulgação do nosso destino quando as medidas de isolamento social não se fizerem mais necessárias.

Balneário Camboriú é feita de empreendedores fortes e trabalhadores de alta qualificação, pessoas que estarão preparadas e de braços abertos esperando os visitantes de todo o Brasil e do Exterior quando este triste momento passar.

Balneário Camboriú (SC), 17 de abril de 2020.

Isaac Pires
Presidente do Sindisol


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Atracadouro Barra Sul.

Sindisol refuta em nota a possibilidade de 50% de demissões na hotelaria de Balneário Camboriú

Publicidade

Sexta, 17/4/2020 16:57.

O Sindisol, sindicato que congrega restaurantes, hotéis, bares e similares em Balneário Camboriú, emitiu nota refutando pesquisa do Convention Bureau que estima em até 50% as demissões no setor em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

NOTA OFICIAL

Em relação à matéria veiculada em 15 de abril na imprensa, intitulada “Balneário Camboriú deverá demitir 50% dos empregados no Turismo”, vimos a público esclarecer:

A entidade oficial para se pronunciar a respeito dos setores hoteleiro e gastronômico em Balneário Camboriú é o Sindisol.

É precoce traçar cenários de demissão da magnitude reportada na matéria em questão.

Desde os primeiros dias do isolamento social, o Sindisol tem trabalhado em negociações com o Sechobar (Sindicato Laboral) no intuito de reduzir os impactos da Covid-19. Tais alinhamentos resultaram em acordo histórico entre as duas instituições, com incentivo à manutenção dos empregos, estímulo às férias dos colaboradores e redução de carga horária.

O setor hoteleiro e gastronômico de Balneário Camboriú é extremamente forte e tradicional, tendo convicção que passará por este delicado momento da melhor maneira possível, e isso não inclui demitir 50% de sua mão de obra.

Neste momento, nosso olhar se volta para o pós-crise. Nossa instituição tem promovido videoconferências com Secretaria de Turismo, empresários do trade e técnicos de diversas áreas, já desenhando futuras ações de divulgação do nosso destino quando as medidas de isolamento social não se fizerem mais necessárias.

Balneário Camboriú é feita de empreendedores fortes e trabalhadores de alta qualificação, pessoas que estarão preparadas e de braços abertos esperando os visitantes de todo o Brasil e do Exterior quando este triste momento passar.

Balneário Camboriú (SC), 17 de abril de 2020.

Isaac Pires
Presidente do Sindisol


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade