Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Turismo
Nova licitação para o Centro de Eventos deve ser lançada na próxima semana

Empresários do turismo querem R$ 30 milhões do orçamento municipal

Sábado, 1/8/2020 8:58.
Google.

Publicidade

O presidente do Conselho Municipal de Turismo de Balneário Camboriú, Osny Maciel Júnior, disse ao Página 3 na tarde desta sexta-feira (31) que a expectativa do trade turístico, com informações da Santur (Agência de Desenvolvimento de Turismo de Santa Catarina), é que a licitação para a empresa que irá gerenciar o Centro de Eventos seja relançada na próxima semana.

“Acreditamos que agora tudo vai caminhar. Fizemos recentemente também uma reunião para tratar das licenças municipais, e se tudo der certo a empresa vencedora estará com as chaves e os alvará em outubro, com o contrato sendo assinado até fim de novembro”, explica o otimista Osny.

Ele disse que está acompanhando as obras semanalmente e que uma visita técnica está prevista para acontecer no fim de agosto – era para ser em julho, mas foi adiada poque a pandemia do covid-19 piorou na região.

“Está andando. As câmeras de vigilância já foram instaladas, a sala de monitoramento já está em funcionamento, estão sendo instaladas as tubulações e maquinário para o ar-condicionado. Há uma estrutura do aparelho que chega até o final de setembro porque foi comprado nos Estados Unidos e como as indústrias pararam houve atraso na entrega”, explicou o presidente do Conselho.

O cabeamento dos quatro elevadores, segundo Osny, também está sendo instalado, faltando agora os motores e as cabines. As salas do andar inferior estão prontas, com teto de gesso, divisórias, pisos, banheiros e cozinha prontas.

“As salas superiores da ala sul também já estão com gesso, iluminação, carpete e portas, faltando as tomadas no chão. Neste momento a equipe está trabalhando nas salas superiores da ala norte. A prefeitura também irá trabalhar no estacionamento, onde falta limpeza e as plantas ornamentais”, acrescentou.

Querem mais dinheiro

Aconteceu na tarde desta sexta-feira audiência pública para discutir a Lei de Diretrizes Orçamentárias e o trade turístico quer que a prefeitura aumente o orçamento do setor de 0,39% (R$ 4,9 milhões) para 2,5% (R$ 30 milhões),mas a administração sugeriu que o valor continue o mesmo de 2020.

“Vamos chamar uma reunião com o prefeito Fabrício Oliveira e vereadores, porque não podemos mais suportar termos somente 0,39%, considerando que as despesas da passarela do Bairro da Barra também estão dentro desse orçamento. Não podemos promover bem a cidade dessa forma, a Secretaria de Turismo acaba sendo fraca, sem poder, ainda mais quando sairmos da pandemia”, afirmou Osny.

Previsão para a temporada de verão

O secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Valdir Walendowsky, já disse em outras ocasiões para a reportagem do Página 3 que acredita que o turismo tende a ser, quando retornar, mais regionalizado e rodoviário, o que foi citado pelo presidente do Comtur, Osny.

“Nesse primeiro momento, sem vacina, o turismo será mais contido e regional. As pessoas não querem ficar longe de suas casas e nem fazer viagens longas, de muitos dias, principalmente de avião. Antes da pandemia tínhamos 30 vôos diários no Aeroporto de Navegantes, agora são só seis, e a expectativa é de que até dezembro chegue a 12 ou 15, os 30 novamente só no segundo semestre de 2021”, diz.

Reveillon

A realização ou não do Réveillon de Balneário Camboriú ainda não está sendo discutida. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, por exemplo, o evento já foi cancelado. O presidente do Conselho acredita que haverá uma decisão até setembro. “Mas neste momento o turismo na cidade está sendo zero, posso falar isso como gerente do Hotel Sibara. Porém, está havendo a questão dos aluguéis, que é algo que entramos com um pedido para o prefeito, porque não adianta o setor turístico estar trabalhando em prol da segurança da população através de protocolos de segurança se não houver regulamentação dos aluguéis na cidade. As pessoas vão continuar alugando e fazendo festas, como vem acontecendo”, completou.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Google.

Nova licitação para o Centro de Eventos deve ser lançada na próxima semana

Empresários do turismo querem R$ 30 milhões do orçamento municipal

Publicidade

Sábado, 1/8/2020 8:58.

O presidente do Conselho Municipal de Turismo de Balneário Camboriú, Osny Maciel Júnior, disse ao Página 3 na tarde desta sexta-feira (31) que a expectativa do trade turístico, com informações da Santur (Agência de Desenvolvimento de Turismo de Santa Catarina), é que a licitação para a empresa que irá gerenciar o Centro de Eventos seja relançada na próxima semana.

“Acreditamos que agora tudo vai caminhar. Fizemos recentemente também uma reunião para tratar das licenças municipais, e se tudo der certo a empresa vencedora estará com as chaves e os alvará em outubro, com o contrato sendo assinado até fim de novembro”, explica o otimista Osny.

Ele disse que está acompanhando as obras semanalmente e que uma visita técnica está prevista para acontecer no fim de agosto – era para ser em julho, mas foi adiada poque a pandemia do covid-19 piorou na região.

“Está andando. As câmeras de vigilância já foram instaladas, a sala de monitoramento já está em funcionamento, estão sendo instaladas as tubulações e maquinário para o ar-condicionado. Há uma estrutura do aparelho que chega até o final de setembro porque foi comprado nos Estados Unidos e como as indústrias pararam houve atraso na entrega”, explicou o presidente do Conselho.

O cabeamento dos quatro elevadores, segundo Osny, também está sendo instalado, faltando agora os motores e as cabines. As salas do andar inferior estão prontas, com teto de gesso, divisórias, pisos, banheiros e cozinha prontas.

“As salas superiores da ala sul também já estão com gesso, iluminação, carpete e portas, faltando as tomadas no chão. Neste momento a equipe está trabalhando nas salas superiores da ala norte. A prefeitura também irá trabalhar no estacionamento, onde falta limpeza e as plantas ornamentais”, acrescentou.

Querem mais dinheiro

Aconteceu na tarde desta sexta-feira audiência pública para discutir a Lei de Diretrizes Orçamentárias e o trade turístico quer que a prefeitura aumente o orçamento do setor de 0,39% (R$ 4,9 milhões) para 2,5% (R$ 30 milhões),mas a administração sugeriu que o valor continue o mesmo de 2020.

“Vamos chamar uma reunião com o prefeito Fabrício Oliveira e vereadores, porque não podemos mais suportar termos somente 0,39%, considerando que as despesas da passarela do Bairro da Barra também estão dentro desse orçamento. Não podemos promover bem a cidade dessa forma, a Secretaria de Turismo acaba sendo fraca, sem poder, ainda mais quando sairmos da pandemia”, afirmou Osny.

Previsão para a temporada de verão

O secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Valdir Walendowsky, já disse em outras ocasiões para a reportagem do Página 3 que acredita que o turismo tende a ser, quando retornar, mais regionalizado e rodoviário, o que foi citado pelo presidente do Comtur, Osny.

“Nesse primeiro momento, sem vacina, o turismo será mais contido e regional. As pessoas não querem ficar longe de suas casas e nem fazer viagens longas, de muitos dias, principalmente de avião. Antes da pandemia tínhamos 30 vôos diários no Aeroporto de Navegantes, agora são só seis, e a expectativa é de que até dezembro chegue a 12 ou 15, os 30 novamente só no segundo semestre de 2021”, diz.

Reveillon

A realização ou não do Réveillon de Balneário Camboriú ainda não está sendo discutida. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, por exemplo, o evento já foi cancelado. O presidente do Conselho acredita que haverá uma decisão até setembro. “Mas neste momento o turismo na cidade está sendo zero, posso falar isso como gerente do Hotel Sibara. Porém, está havendo a questão dos aluguéis, que é algo que entramos com um pedido para o prefeito, porque não adianta o setor turístico estar trabalhando em prol da segurança da população através de protocolos de segurança se não houver regulamentação dos aluguéis na cidade. As pessoas vão continuar alugando e fazendo festas, como vem acontecendo”, completou.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade