Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Variedades
Culinária da Cássia Oliani na Academia de Letras de BC

Quinta, 23/2/2017 7:15.
Isaque Borba Corrêa.

Publicidade

Vou republicar antigas colunas de culinária escritas para o Página 3 impresso. Começo com esta, publicada originalmente no dia 18 de setembro de 2010.

No sábado tive a satisfação de participar de um jantar de casais promovido pela Academia de Letras de Balneário Camboriú e, além da companhia das pessoas agradáveis, a comida ficou de primeira.

Quem preparou foi a Cássia Oliani que “nasceu” na peixaria da família e depois colheu ensinamentos com sua ex-sogra, a lendária chefe de cozinha Sinhá Maria. Confira parte do cardápio:

Linguado ao molho de champignons

Tempere um quilo de filés de linguado com sal, alho e pimenta e deixe pegando gosto por 20 minutos. Passe os filés por ovo batido, trigo, ovo e farinha de rosca. Frite em óleo bem quente.

Para o molho: aqueça duas colheres de oliva e duas de manteiga, refogue uma cebola picada e um pouco de cebolinha verde, junte uma cenoura ralada, acerte o sal.

Depois de refogar, acrescente champignons em lasca e, após cinco minutos, creme de leite.

Camarão trovador

Lave, tempere com sal e pimenta e deixe pegando gosto um quilo de camarões médios sem casca. Aqueça duas colheres de margarina para refogar dois tomates e duas cebolas picadas; depois junte três colheres de extrato de tomates, mexa bem, acrescente três colheres de leite de coco e um cálice de cachaça ou vinho branco.

Junte os camarões e cozinhe por 15 minutos em fogo baixo, sem tampar a panela.

Coloque um pouco de Maisena dissolvida em água, espere mais cinco minutos mexendo de vez em quando e retire do fogo.

Prepare purê de batatas da maneira habitual.

Forre o refratário com uma camada de purê, espalhe camarão por cima, mais uma camada de purê, queijo ralado, batata palha e forno para gratinar.

Garanto que ficou ótimo.

Moqueca de peixe

(Foto:Cozinha Nestlé)

É difícil encontrar moqueca bem feita por esses lados, o pessoal carrega num tempero ou outro e estraga o prato, o paladar sulista é mais delicado do que no Espírito Santo ou Bahia. A moqueca da Cássia ficou de primeira, equilibrada.

Tempere um quilo e meio de peixe de carne firme em postas com sal e pimenta.

Depois de pegar gosto frite as postas em óleo de soja e de oliva até dourar. Misturar manteiga e óleo ou dois óleos diferentes é usado por bons cozinheiros, evita que um ou outro queime por causa das diferenças químicas entre eles e dá sabor diferenciado.

Em outra panela refogue em dois óleos duas cebolas e três tomates picados. Junte sal, pimenta e coentro (aí que mora o perigo, o coentro em demasia costuma estragar a moqueca), picados.

Depois, cinco colheres de extrato de tomates.

Após refogar bem, juntar à panela do peixe, levar em fogo baixo alguns minutos, colocar dendê (outro perigo) e leite de coco.

Após 20 minutos em fogo baixo, adicionar quatro pimentões (dois verdes e dois vermelhos) duas cebolas, tudo em rodelas finas, e dois copos de água quente.

Mais 10 minutos de fogo e está pronto.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3
Isaque Borba Corrêa.

Culinária da Cássia Oliani na Academia de Letras de BC

Publicidade

Quinta, 23/2/2017 7:15.

Vou republicar antigas colunas de culinária escritas para o Página 3 impresso. Começo com esta, publicada originalmente no dia 18 de setembro de 2010.

No sábado tive a satisfação de participar de um jantar de casais promovido pela Academia de Letras de Balneário Camboriú e, além da companhia das pessoas agradáveis, a comida ficou de primeira.

Quem preparou foi a Cássia Oliani que “nasceu” na peixaria da família e depois colheu ensinamentos com sua ex-sogra, a lendária chefe de cozinha Sinhá Maria. Confira parte do cardápio:

Linguado ao molho de champignons

Tempere um quilo de filés de linguado com sal, alho e pimenta e deixe pegando gosto por 20 minutos. Passe os filés por ovo batido, trigo, ovo e farinha de rosca. Frite em óleo bem quente.

Para o molho: aqueça duas colheres de oliva e duas de manteiga, refogue uma cebola picada e um pouco de cebolinha verde, junte uma cenoura ralada, acerte o sal.

Depois de refogar, acrescente champignons em lasca e, após cinco minutos, creme de leite.

Camarão trovador

Lave, tempere com sal e pimenta e deixe pegando gosto um quilo de camarões médios sem casca. Aqueça duas colheres de margarina para refogar dois tomates e duas cebolas picadas; depois junte três colheres de extrato de tomates, mexa bem, acrescente três colheres de leite de coco e um cálice de cachaça ou vinho branco.

Junte os camarões e cozinhe por 15 minutos em fogo baixo, sem tampar a panela.

Coloque um pouco de Maisena dissolvida em água, espere mais cinco minutos mexendo de vez em quando e retire do fogo.

Prepare purê de batatas da maneira habitual.

Forre o refratário com uma camada de purê, espalhe camarão por cima, mais uma camada de purê, queijo ralado, batata palha e forno para gratinar.

Garanto que ficou ótimo.

Moqueca de peixe

(Foto:Cozinha Nestlé)

É difícil encontrar moqueca bem feita por esses lados, o pessoal carrega num tempero ou outro e estraga o prato, o paladar sulista é mais delicado do que no Espírito Santo ou Bahia. A moqueca da Cássia ficou de primeira, equilibrada.

Tempere um quilo e meio de peixe de carne firme em postas com sal e pimenta.

Depois de pegar gosto frite as postas em óleo de soja e de oliva até dourar. Misturar manteiga e óleo ou dois óleos diferentes é usado por bons cozinheiros, evita que um ou outro queime por causa das diferenças químicas entre eles e dá sabor diferenciado.

Em outra panela refogue em dois óleos duas cebolas e três tomates picados. Junte sal, pimenta e coentro (aí que mora o perigo, o coentro em demasia costuma estragar a moqueca), picados.

Depois, cinco colheres de extrato de tomates.

Após refogar bem, juntar à panela do peixe, levar em fogo baixo alguns minutos, colocar dendê (outro perigo) e leite de coco.

Após 20 minutos em fogo baixo, adicionar quatro pimentões (dois verdes e dois vermelhos) duas cebolas, tudo em rodelas finas, e dois copos de água quente.

Mais 10 minutos de fogo e está pronto.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade