Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Variedades
Jane Fonda conta que foi estuprada e sofreu abuso quando criança

Sexta, 3/3/2017 15:21.

Publicidade

(FOLHAPRESS) - Ao 79 anos, a atriz americana Jane Fonda decidiu contar sobre episódio traumático em sua vida e afirmou que quando criança foi vítima de estupro e abuso sexual.

Durante entrevista para a atriz Brie Larson, Fonda disse que resolveu contar sobre o episódio para mostrar "até que ponto um patriarcado prejudica mulheres."

"Eu sei que jovens meninas que já foram estupradas nem sabem que aquilo foi um estupro", disse a atriz, que entende que muitas mulheres acham que foram molestadas porque disseram "não" da forma errada.

Segundo Fonda, sua carreira foi marcada por diversas atitudes machistas que a prejudicaram, como quando foi demitida por se recusar a dormir com o chefe. "Levou 60 anos até que eu conseguisse dizer 'não'. Se alguém me oferecesse algo, eu dizia 'sim'. Eu aceitei papeis para os quais eu não era adequada e tiraram vantagem de mim. Eu não sabia como enfrentar uma situação", contou a atriz.

Conhecida por forte ativismo social na luta contra a Guerra do Vietnã, Fonda participou da "Woman's March" (Marcha pelas Mulheres), protesto que contou com diversas atrizes, como Scarlett Johansson, Emma Watson, Natalie Portman, Jessica Biel e Mandy Moore, após a posse do presidente Donald Trump.

Junto com Lily Tomlin, Jane Fonda protagoniza a série da Netflix "Gracie and Frankie", na qual as duas têm suas vidas viradas de cabeça para baixo quando seus respectivos maridos revelam que estão apaixonados um pelo outro e planejam se casar.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Publicidade














Página 3

Jane Fonda conta que foi estuprada e sofreu abuso quando criança

Publicidade

Sexta, 3/3/2017 15:21.

(FOLHAPRESS) - Ao 79 anos, a atriz americana Jane Fonda decidiu contar sobre episódio traumático em sua vida e afirmou que quando criança foi vítima de estupro e abuso sexual.

Durante entrevista para a atriz Brie Larson, Fonda disse que resolveu contar sobre o episódio para mostrar "até que ponto um patriarcado prejudica mulheres."

"Eu sei que jovens meninas que já foram estupradas nem sabem que aquilo foi um estupro", disse a atriz, que entende que muitas mulheres acham que foram molestadas porque disseram "não" da forma errada.

Segundo Fonda, sua carreira foi marcada por diversas atitudes machistas que a prejudicaram, como quando foi demitida por se recusar a dormir com o chefe. "Levou 60 anos até que eu conseguisse dizer 'não'. Se alguém me oferecesse algo, eu dizia 'sim'. Eu aceitei papeis para os quais eu não era adequada e tiraram vantagem de mim. Eu não sabia como enfrentar uma situação", contou a atriz.

Conhecida por forte ativismo social na luta contra a Guerra do Vietnã, Fonda participou da "Woman's March" (Marcha pelas Mulheres), protesto que contou com diversas atrizes, como Scarlett Johansson, Emma Watson, Natalie Portman, Jessica Biel e Mandy Moore, após a posse do presidente Donald Trump.

Junto com Lily Tomlin, Jane Fonda protagoniza a série da Netflix "Gracie and Frankie", na qual as duas têm suas vidas viradas de cabeça para baixo quando seus respectivos maridos revelam que estão apaixonados um pelo outro e planejam se casar.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade