Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Pintura a óleo é leiloada pelo preço recorde de R$ 262,4 milhões na China
Reprodução Sotheby's.

Segunda, 1/10/2018 9:42.

(FOLHAPRESS) - Uma pintura a óleo do artista sino-francês Zao Wou-Ki foi vendida por US$ 65 milhões (R$ 262,4 mi) neste domingo (30).

Trata-se de um dos valores mais altos já pagos em leilões asiáticos.

A pintura "Juin-Octobre 1985" é agora a obra de arte mais cara vendida em leilão em Hong Kong. A obra possui 2,8 metros de altura e dez metros de largura.

Na noite de domingo, foram vendidos, ao todo, o equivalente a US$ 200 milhões (R$ 807,4 mi) em obras de arte na casa de leilões Sotheby's.

O pintor Zao Wou-Ki nasceu em Pequim, mas se mudou para Paris em 1948, antes da invasão comunista de seu país.

Foi inspirado por artistas como Paul Klee, Alberto Giacometti e Joan Miró e teve a sua primeira exposição individual em Nova York, em 1959. Suas obras são conhecidas por combinarem influências chinesas e europeias. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Pintura a óleo é leiloada pelo preço recorde de R$ 262,4 milhões na China

Reprodução Sotheby's.

Publicidade

Segunda, 1/10/2018 9:42.

(FOLHAPRESS) - Uma pintura a óleo do artista sino-francês Zao Wou-Ki foi vendida por US$ 65 milhões (R$ 262,4 mi) neste domingo (30).

Trata-se de um dos valores mais altos já pagos em leilões asiáticos.

A pintura "Juin-Octobre 1985" é agora a obra de arte mais cara vendida em leilão em Hong Kong. A obra possui 2,8 metros de altura e dez metros de largura.

Na noite de domingo, foram vendidos, ao todo, o equivalente a US$ 200 milhões (R$ 807,4 mi) em obras de arte na casa de leilões Sotheby's.

O pintor Zao Wou-Ki nasceu em Pequim, mas se mudou para Paris em 1948, antes da invasão comunista de seu país.

Foi inspirado por artistas como Paul Klee, Alberto Giacometti e Joan Miró e teve a sua primeira exposição individual em Nova York, em 1959. Suas obras são conhecidas por combinarem influências chinesas e europeias. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade