Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

As novas portas do turismo em Balneário Camboriú
Foto: Waldemar Cezar Neto

Quinta, 24/1/2019 9:15.

Balneário Camboriú vem buscando reiventar a matriz econômica do turismo com iniciativas privadas e do poder público, em busca de novos mercados e visitantes.

O sucesso dos cruzeiros

Em sua segunda temporada de cruzeiros turísticos, Balneário Camboriú começa a sentir com mais intensidade os impactos que essa nova atividade traz e ainda trará à economia local.

No verão passado aconteceram 19 desembarques no Atracadouro Barra Sul. Nesta temporada 2018/2019 serão 28 escalas.

Segundo o empreendedor Júlio Tedesco, a temporada que vem terá mais de 32 escalas. “Estamos muito entusiasmados e considerando a operação dos navios um sucesso”, destacou.

Os cruzeiros são uma nova porta para o turismo regional porque muitos desses turistas nem viriam à praia, devido à hotelaria super disputada em períodos de férias e feriados, além dos gargalos viários e aéreos.

Os navios surgem no horizonte como uma alternativa, trazendo um turista (a maioria vem pela primeira vez) que deixa claro que quer voltar.

Para o secretário interino de Turismo, Nelson Oliveira, este é o maior legado que essa nova atividade deixará. Em pesquisas com passageiros em todos os desembarques, é quase unanimidade o desejo de retornar à cidade, desta vez para ficar entre cinco e sete dias.

Isso é muito, mas não é tudo. Os elogios à parada Balneário Camboriú e ao Atracadouro Barra Sul se acumulam.

Em dezembro fundeou em Balneário o maior navio de cruzeiros que já veio ao Brasil. O comandante do MSC Seaview, Giuseppe Gallano, 35 anos de serviço na MSC e 11 anos de experiência como comandante, afirmou que esta é a melhor parada da América Latina.

E isso se reflete nos números. Segundo dados do Atracadouro Barra Sul, em média mais de 60% dos passageiros dos cruzeiros desembarcam na cidade. É um número alto, considerando que dentro do transatlântico os turistas têm tudo, conforto, lazer e restaurantes internacionais.

Mesmo assim, quando chegam aqui ficam maravilhados e acabam conhecendo não só a cidade como a região.

Entendendo a necessidade de receber bem e apoiar a iniciativa do empreendedor, o município passou a adotar paradas mais festivas em todos os desembarques. Há recepção com feirinha, bandas escolares e serviços de utilidade para o turista. “O governo entendeu que tem que apoiar e fomentar, para que venham outras parcerias”, comentou Nelson.

Há algumas semanas o governo municipal publicou um edital para colher propostas para construção de um Mercado Público na Barra, o que deve fortalecer no futuro aquele eixo como uma opção para o turista. Hoje o bairro, especialmente nos arredores da Passarela, já se organiza e apresenta novos empreendimentos, de food trucks a barzinhos.

Na Barra Sul isso também acontece, com empreendimentos diferenciados. As pesquisas apontam que há, no entanto, demanda por novos estabelecimentos naquela região, como caixas eletrônicos e farmácia, por exemplo, não só para passageiros dos cruzeiros, como para a tripulação, que desce em busca de reabastecimento.

O empreendedor Júlio Tedesco declarou que os resultados positivos só dão força para seguir em busca de melhorias e que o objetivo é o alfandegamento, para que possa haver embarques do Atracadouro, o que precisa do trabalho em conjunto com Receita e Polícia Federal.


Bandeira Azul

Foto: Divulgação/PMBC

Nesta temporada, pela primeira vez na história, duas praias de Balneário Camboriú e uma marina ostentam a certificação Bandeira Azul, o que coloca a cidade em um seleto time de destinos em busca da excelência ambiental - um novo apelo para captar novos turistas.

Marina Tedesco, na Barra Sul e as praias do Estaleiro e Estaleirinho, na região das agrestes, fazem parte do Bandeira Azul.

O selo internacional é exclusividade de apenas nove praias em todo território nacional e coloca Balneário em um seleto time de municípios preocupados com a questão ambiental, o que também terá reflexos positivos para o turismo.

A certificação é uma conquista porque são muitas as exigências do programa, que vão desde estruturas integradas à natureza, acessibilidade e saneamento.

Conforme a coordenadora nacional do programa, Leana Bernardi, a Bandeira Azul será hasteada só durante a temporada. Ela será retirada quando os guarda-vidas saírem das duas praias. “A bandeira hasteada é um sinal para o banhista que o local tem qualidade de água e é seguro”, comenta Leana. No verão a bandeira é retirada à noite e recolocada de manhã. 

Centro de Eventos

Foto: Ivan Raupp

Outra porta de entrada para o turismo em Balneário Camboriú ainda está em fase de finalização, mas promete impulsionar a econom,ia da região. O Centro de Eventos ainda tem uma série de pendências para ser entregue e falta agora um acordo com o Governo do Estado para conclui-las.

Até agora não se sabe como será a gestão, se direta pelo Estado ou licitada à iniciativa privada.

O Centro de Eventos de Balneário Camboriú é o maior do gênero no sul do país e tende a trazer notável impulso ao turismo da cidade na baixa temporada. 


 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

As novas portas do turismo em Balneário Camboriú

Foto: Waldemar Cezar Neto

Publicidade

Quinta, 24/1/2019 9:15.

Balneário Camboriú vem buscando reiventar a matriz econômica do turismo com iniciativas privadas e do poder público, em busca de novos mercados e visitantes.

O sucesso dos cruzeiros

Em sua segunda temporada de cruzeiros turísticos, Balneário Camboriú começa a sentir com mais intensidade os impactos que essa nova atividade traz e ainda trará à economia local.

No verão passado aconteceram 19 desembarques no Atracadouro Barra Sul. Nesta temporada 2018/2019 serão 28 escalas.

Segundo o empreendedor Júlio Tedesco, a temporada que vem terá mais de 32 escalas. “Estamos muito entusiasmados e considerando a operação dos navios um sucesso”, destacou.

Os cruzeiros são uma nova porta para o turismo regional porque muitos desses turistas nem viriam à praia, devido à hotelaria super disputada em períodos de férias e feriados, além dos gargalos viários e aéreos.

Os navios surgem no horizonte como uma alternativa, trazendo um turista (a maioria vem pela primeira vez) que deixa claro que quer voltar.

Para o secretário interino de Turismo, Nelson Oliveira, este é o maior legado que essa nova atividade deixará. Em pesquisas com passageiros em todos os desembarques, é quase unanimidade o desejo de retornar à cidade, desta vez para ficar entre cinco e sete dias.

Isso é muito, mas não é tudo. Os elogios à parada Balneário Camboriú e ao Atracadouro Barra Sul se acumulam.

Em dezembro fundeou em Balneário o maior navio de cruzeiros que já veio ao Brasil. O comandante do MSC Seaview, Giuseppe Gallano, 35 anos de serviço na MSC e 11 anos de experiência como comandante, afirmou que esta é a melhor parada da América Latina.

E isso se reflete nos números. Segundo dados do Atracadouro Barra Sul, em média mais de 60% dos passageiros dos cruzeiros desembarcam na cidade. É um número alto, considerando que dentro do transatlântico os turistas têm tudo, conforto, lazer e restaurantes internacionais.

Mesmo assim, quando chegam aqui ficam maravilhados e acabam conhecendo não só a cidade como a região.

Entendendo a necessidade de receber bem e apoiar a iniciativa do empreendedor, o município passou a adotar paradas mais festivas em todos os desembarques. Há recepção com feirinha, bandas escolares e serviços de utilidade para o turista. “O governo entendeu que tem que apoiar e fomentar, para que venham outras parcerias”, comentou Nelson.

Há algumas semanas o governo municipal publicou um edital para colher propostas para construção de um Mercado Público na Barra, o que deve fortalecer no futuro aquele eixo como uma opção para o turista. Hoje o bairro, especialmente nos arredores da Passarela, já se organiza e apresenta novos empreendimentos, de food trucks a barzinhos.

Na Barra Sul isso também acontece, com empreendimentos diferenciados. As pesquisas apontam que há, no entanto, demanda por novos estabelecimentos naquela região, como caixas eletrônicos e farmácia, por exemplo, não só para passageiros dos cruzeiros, como para a tripulação, que desce em busca de reabastecimento.

O empreendedor Júlio Tedesco declarou que os resultados positivos só dão força para seguir em busca de melhorias e que o objetivo é o alfandegamento, para que possa haver embarques do Atracadouro, o que precisa do trabalho em conjunto com Receita e Polícia Federal.


Bandeira Azul

Foto: Divulgação/PMBC

Nesta temporada, pela primeira vez na história, duas praias de Balneário Camboriú e uma marina ostentam a certificação Bandeira Azul, o que coloca a cidade em um seleto time de destinos em busca da excelência ambiental - um novo apelo para captar novos turistas.

Marina Tedesco, na Barra Sul e as praias do Estaleiro e Estaleirinho, na região das agrestes, fazem parte do Bandeira Azul.

O selo internacional é exclusividade de apenas nove praias em todo território nacional e coloca Balneário em um seleto time de municípios preocupados com a questão ambiental, o que também terá reflexos positivos para o turismo.

A certificação é uma conquista porque são muitas as exigências do programa, que vão desde estruturas integradas à natureza, acessibilidade e saneamento.

Conforme a coordenadora nacional do programa, Leana Bernardi, a Bandeira Azul será hasteada só durante a temporada. Ela será retirada quando os guarda-vidas saírem das duas praias. “A bandeira hasteada é um sinal para o banhista que o local tem qualidade de água e é seguro”, comenta Leana. No verão a bandeira é retirada à noite e recolocada de manhã. 

Centro de Eventos

Foto: Ivan Raupp

Outra porta de entrada para o turismo em Balneário Camboriú ainda está em fase de finalização, mas promete impulsionar a econom,ia da região. O Centro de Eventos ainda tem uma série de pendências para ser entregue e falta agora um acordo com o Governo do Estado para conclui-las.

Até agora não se sabe como será a gestão, se direta pelo Estado ou licitada à iniciativa privada.

O Centro de Eventos de Balneário Camboriú é o maior do gênero no sul do país e tende a trazer notável impulso ao turismo da cidade na baixa temporada. 


 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade