Jornal Página 3
PÁGINA 3 / Variedades
Balneário Camboriú ganha museu com foco na produção de conteúdo digital

O Fun Museu é a nova atração cultural e turística que Balneário Camboriú ganhará no final desse mês.

Quarta, 19/2/2020 13:36.
Divulgação
Caça palavras, simulação em computador

Publicidade

O Fun Museu oferece a possibilidade de pessoas, principalmente as conectadas nas coisas boas da vida e nas redes sociais, terem experiências divertidas que contribuam com sua relação de conectividade.

São 25 cenários ideais para produção de conteúdo criativo para as diferentes plataformas.

Este será o primeiro espaço permanente do Brasil para diversão com produção de fotos e vídeos em espaços que prometem aflorar a criatividade para poses diferentes, para compartilhar posteriormente na internet e deixar todo mundo curioso como foi feito tal clique.

O Fun Museu tem um apelo forte a todas as redes sociais, como Facebook, Tiktok e Pinterest.

O empresário Ricardo Ruas, criador do museu, disse que Balneário Camboriú foi escolhida pela relação turística da cidade durante o ano todo.

“Apesar de que um dos nossos objetivos é manter a relação com moradores, realizando cursos e workshops que melhorem a relação das pessoas com as ferramentas digitais. O Fun Museu é o espaço para qualquer pessoa que esteja nas redes sociais frequentar”,disse Ruas.

O projeto levou cerca de seis meses para ficar pronto. Foi concebido pelo próprio fundador com um forte trabalho de pesquisa de tendências em espaços referência pelo mundo.

O idealizador contou também com o suporte de profissionais da arquitetura, comunicação e cenografia. Maria Júlia Ruschel Wirth desenvolveu o projeto de fluxo e mobilidade do Fun Museu. Da Caza Comunicação partiu a criação de marca e a comunicação interna do projeto. A diretora de arte Josiane Silva assina o detalhamento e a execução dos cenários.

“O grande desafio desta obra foi pensar de maneira criativa em cada cenário. É muito grande o volume criativo diferenciado para garantir muita experiência aos usuários”, explica.

O trabalho de conteúdo digital com foco no reforço da marca junto ao público, campanhas de ads e vendas e assessoria de imprensa ficará sob responsabilidade da Oficina das Palavras Inteligência em Comunicação.

A relação digital do Fun Museu com o público é a grande chave para garantir o sucesso do projeto inovador que escolheu Balneário Camboriú como primeira base.

Ingressos

Os ingressos devem ser adquiridos diretamente no local. Crianças de até seis anos acompanhadas de um adulto pagante entram gratuitamente. Pessoas de sete a 17 anos pagam sempre meia-entrada, mesmo sem documento que confirme serem estudantes. A partir de 18 anos vale a lei da meia-entrada àqueles que são estudantes (desde que com documento de comprovação) e idosos (mais de 60 anos). O espaço terá ingressos diferenciados para diárias a fotógrafos e produtores de conteúdo.

Serviço

O quê: abertura do Fun Museu

Quando: sábado - 29/2/20 (estimado)

Onde: Rua Gaturamo, 63, Bairro Ariribá

Funcionamento: de quarta-feira a domingo, das 14h às 22h

Ingressos: a partir de R$ 30 (gratuito para crianças de até seis anos acompanhadas de um adulto pagante; meia-entrada para pessoas de sete a 17 anos, meia entrada para estudantes acima de 18 anos e idosos, munidos com documento de comprovação).

Piscina de bolinha, simulação em computador


Fonte: Oficinas das Palavras


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade













Página 3
Divulgação
Caça palavras, simulação em computador
Caça palavras, simulação em computador

Balneário Camboriú ganha museu com foco na produção de conteúdo digital

O Fun Museu é a nova atração cultural e turística que Balneário Camboriú ganhará no final desse mês.

Publicidade

Quarta, 19/2/2020 13:36.

O Fun Museu oferece a possibilidade de pessoas, principalmente as conectadas nas coisas boas da vida e nas redes sociais, terem experiências divertidas que contribuam com sua relação de conectividade.

São 25 cenários ideais para produção de conteúdo criativo para as diferentes plataformas.

Este será o primeiro espaço permanente do Brasil para diversão com produção de fotos e vídeos em espaços que prometem aflorar a criatividade para poses diferentes, para compartilhar posteriormente na internet e deixar todo mundo curioso como foi feito tal clique.

O Fun Museu tem um apelo forte a todas as redes sociais, como Facebook, Tiktok e Pinterest.

O empresário Ricardo Ruas, criador do museu, disse que Balneário Camboriú foi escolhida pela relação turística da cidade durante o ano todo.

“Apesar de que um dos nossos objetivos é manter a relação com moradores, realizando cursos e workshops que melhorem a relação das pessoas com as ferramentas digitais. O Fun Museu é o espaço para qualquer pessoa que esteja nas redes sociais frequentar”,disse Ruas.

O projeto levou cerca de seis meses para ficar pronto. Foi concebido pelo próprio fundador com um forte trabalho de pesquisa de tendências em espaços referência pelo mundo.

O idealizador contou também com o suporte de profissionais da arquitetura, comunicação e cenografia. Maria Júlia Ruschel Wirth desenvolveu o projeto de fluxo e mobilidade do Fun Museu. Da Caza Comunicação partiu a criação de marca e a comunicação interna do projeto. A diretora de arte Josiane Silva assina o detalhamento e a execução dos cenários.

“O grande desafio desta obra foi pensar de maneira criativa em cada cenário. É muito grande o volume criativo diferenciado para garantir muita experiência aos usuários”, explica.

O trabalho de conteúdo digital com foco no reforço da marca junto ao público, campanhas de ads e vendas e assessoria de imprensa ficará sob responsabilidade da Oficina das Palavras Inteligência em Comunicação.

A relação digital do Fun Museu com o público é a grande chave para garantir o sucesso do projeto inovador que escolheu Balneário Camboriú como primeira base.

Ingressos

Os ingressos devem ser adquiridos diretamente no local. Crianças de até seis anos acompanhadas de um adulto pagante entram gratuitamente. Pessoas de sete a 17 anos pagam sempre meia-entrada, mesmo sem documento que confirme serem estudantes. A partir de 18 anos vale a lei da meia-entrada àqueles que são estudantes (desde que com documento de comprovação) e idosos (mais de 60 anos). O espaço terá ingressos diferenciados para diárias a fotógrafos e produtores de conteúdo.

Serviço

O quê: abertura do Fun Museu

Quando: sábado - 29/2/20 (estimado)

Onde: Rua Gaturamo, 63, Bairro Ariribá

Funcionamento: de quarta-feira a domingo, das 14h às 22h

Ingressos: a partir de R$ 30 (gratuito para crianças de até seis anos acompanhadas de um adulto pagante; meia-entrada para pessoas de sete a 17 anos, meia entrada para estudantes acima de 18 anos e idosos, munidos com documento de comprovação).

Piscina de bolinha, simulação em computador


Fonte: Oficinas das Palavras


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade