Dia dos Namorados: o primeiro pós-pandemia, mas com o romantismo de sempre

- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -
- Publicidade -

A data mais romântica do ano, o Dia dos Namorados, é comemorada neste domingo (12), e será a primeira pós-pandemia, que criou expectativa de forte movimento nos restaurantes de Balneário Camboriú e região. 

Uma boa opção é reservar uma mesa antes (ou antecipar o pedido do delivery, comodidade que alguns restaurantes estão oferecendo) ou preparar o jantar em casa, porque o frio anunciado será forte e um fondue é uma boa dica. Nos mercados há variedade de opções pré-prontas.

- Publicidade -

O Página 3 conversou com casais que contam o que significa a data e compartilham um pouco de suas histórias de amor… acompanhe e se inspire!

“Que todo dia 12 de junho seja celebrado o amor!”

(Arquivo Pessoal)

A médica Fabiana Rutes Zabudowski acaba de se casar com o engenheiro Lucas Loro e passarão o primeiro Dia dos Namorados como marido e mulher. 

A data foi, inclusive, a ‘chave’ para o casamento dos dois – Lucas pediu Fabi no Dia dos Namorados, em 2021. 

O casal voltou recentemente de Lua de Mel, onde passearam em Miami e fizeram um cruzeiro pelo Caribe, e se preparam agora para o Dia, que ainda será comemorado. 

- Publicidade -

“Apesar de já não sermos mais “namorados”, achamos sempre válido comemorar o amor, então vai ter Dia dos Namorados sim! Especialmente esse em que fará exatamente um ano em que noivamos. Que a gente sempre siga relembrando os bons momentos e a empolgação do começo para alimentar e fazer crescer o amor de agora. Que a rotina do dia-a-dia nunca nos faça esquecer de celebrar as pequenas coisas. Que, dentro dos nossos relacionamentos, nunca nos falte a paixão dos primeiros encontros. Que todo dia 12 de junho seja celebrado o amor!”, diz.

A médica salienta que, em sua opinião, independente do tipo ou status de relacionamento que possuem, em casa, no restaurante, no barzinho, pela internet… O que vale é comemorar esse sentimento tão único. 

“Sorte grande quem o tem! Esse ano vamos comemorar em casa porque o frio vai estar grande!”, acrescenta.

12 anos sempre comemorando o Dia dos Namorados

(Arquivo Pessoal)
- Publicidade -

Jéssica Rodrigues Procopio Belo, diretora de marketing com formação em Relações Públicas, 28 anos, é casada com o empresário Josias Custódio da Silva, 32 anos, há cinco anos, mas a história dos dois já dura 12 anos. 

Ela relembra que eles se conheceram através do aplicativo de mensagens MSN, por onde conversaram muito, até que um dia o rapaz a convidou para ver um filme (Shrek) e depois lanchar. Os dois não se beijaram neste primeiro date. 

“Até achei que ele não estava afim (risos). Mas me mandou uma mensagem e marcamos a segunda saída, e foi ali no deck do Pontal Norte, onde tudo começou e nos beijamos a primeira vez”, relembra.

Porém, Jéssica não foi fácil – ela chegou a recusar um pedido de namoro do agora marido, porque não se sentia preparada. “Até que um dia eu pedi ele em namoro (risos). E depois de quatro anos ele me pediu em casamento no mesmo lugar que nos beijamos. Já estamos há 12 anos juntos, sendo cinco anos casadinhos. Com dois anos de casados eu engravidei em uma ‘rapidinha’ de Carnaval e foi a maior felicidade da nossa vida. Comemoramos sempre o Dia dos Namorados, agora com o nosso filho, Theo, sempre é um café da manhã recheado e cheio de amor”, acrescenta.

“Amo ter alguém para compartilhar a vida”

(Arquivo Pessoal)

A estudante Ana Laura Fronza, 20 anos, estudante de Odontologia, namora há seis anos com o produtor artístico Matheus Jacomel, 24 anos. Os dois se conheceram através de amigos em comum e chegaram a namorar à distância por três anos, se encontrando apenas a cada 30 dias, depois Ana começou a fazer faculdade e mudou-se para Itajaí, ficando mais perto. 

“Dia 12, além do Dia dos Namorados, é o dia em que começamos a namorar (achamos que sim!), o que torna o dia muito mais especial! Gostamos de comemorar indo a lugares especiais e restaurantes que gostamos. Amo ter alguém para compartilhar a vida e ter bons momentos”, conta.

Da Alemanha para Balneário: Manu e Victor começaram a namorar no intercâmbio

(Arquivo Pessoal)

A história de Manuela Sartori Castanheira, 26 anos, Mkt e Designer, e do cirurgião-dentista Victor Hugo Koerich, 24 anos, começou em dezembro/2019, na Alemanha, onde Manu estava fazendo intercâmbio. 

Ela era vizinha de um amigo de Victor, a quem ele resolveu visitar nas férias de um ano – era para ser 15 dias de viagem, que acabaram se tornando 60. 

Nesse período, os dois se apaixonaram. 

Victor precisou viajar para o Brasil, e Manu ficou para terminar o intercâmbio. 

Os dois continuaram a conversar e, após um mês que o dentista voltou para casa, iniciou a pandemia de Covid-19. “Fiquei mais em casa, nos falávamos sempre, e com a pandemia o nosso contato aumentou. Um dia ele falou ‘ah, porque você é minha namorada’ e eu respondi ‘eu sou?’ (risos). Faziam três meses que a gente não se via, e um mês depois disso, voltei para o Brasil, para Balneário, onde aluguei um apartamento e começamos a morar juntos. Moramos juntos durante toda a pandemia”, conta a designer.

Em 2021, Victor recebeu uma proposta para assumir um consultório em Indaial e precisou se mudar para Blumenau. “Vivemos o contrário, logo no começo já morávamos juntos e agora estamos longe, mas ele vem sempre aos finais de semana. Nosso primeiro beijo foi em um dia 18 e desde então comemoramos sempre no dia 18, mas claro que o Dia dos Namorados é especial e também comemoramos, sempre procuramos fazer algo diferente. Já comprei o presente dele e espero que ele goste”, completa.

- Publicidade -
spot_imgspot_img
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: