- Publicidade -
21.2 C
Balneário Camboriú

Balneário Camboriú terá 100% de cobertura em saneamento

Implantação da rede de esgoto no Estaleiro e Estaleirinho começou nessa quinta-feira (17)

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A obra de instalação da rede de esgoto nos dois únicos bairros que ainda não tem saneamento, começou nesta quinta-feira (17) e foi comemorada pelo prefeito Fabrício Oliveira nas redes sociais.

Somos a cidade mais saneada do Estado e uma das mais saneadas do país e com a rede nestes dois bairros, os únicos que ainda não tem, vamos nos tornar uma cidade 100% saneada.

Fabrício Oliveira

O diretor geral da Emasa, Douglas Costa Beber disse que a importância disso terá longo alcance e trará benefícios ao meio ambiente e à saúde.

“Estamos dando exemplo não só para Santa Catarina, mas para todo o país, especialmente na preocupação com o meio ambiente. Enquanto nossa cidade vizinha tem zero porcento de rede coletora, nós chegaremos ao final do ano que vem com 100%. Isso não se reflete só no meio ambiente, mas é um exemplo de proteção e saúde pública que oferecemos aos nossos munícipes”, enfatizou o diretor da Emasa.

Todos ligados

- Publicidade -

A cobertura total com rede coletora que Balneário Camboriú conquistará ao final desta obra nas duas praias, implica na consciência da população, para que liguem seus imóveis na rede externa. Esse ano a Emasa completou a ampliação do sistema de esgotamento sanitário em 53 ruas de vários bairros.

Douglas disse que a Emasa está fazendo um ‘pente fino’ de todo o sistema, para fazer a segunda etapa dos complementos.

“Com esta obra teremos esgotos em todos os bairros, mas eventualmente um final de rede, alguma ponta, alguma rua, por algum motivo, não tem a rede ou pelo fato da rede ter chegado a uma altura e depois terem construído novas residências além, então precisamos esses pontos e desta forma complementar a rede. Isso é uma outra licitação, que faremos nesse primeiro semestre. Esse complemente é o exemplo do que fizemos ano passado que deu 16km de rede finalizando esse ano”, disse Douglas, acrescentando que feito esse complemento, a cobertura dos bairros atingirá 100% e também 100% dos imóveis.

Então fechamos o ciclo do saneamento no nosso município

concluiu o chefe da Emasa.

Camboriú = 0% de esgoto

A comemoração poderia ser ainda maior, mas Balneário Camboriú continuará recebendo a demanda de esgoto não tratado da cidade vizinha, através do rio Peroba e do rio Camboriú.

“A falta de saneamento é um aspecto negativo, que provoca muitas vezes um odor fétido na Barra Sul e na Via Gastronômica e o despejo como destino final em nossa praia”, reconhece o diretor da Emasa.

A obra nas praias

As obras começaram nesta quinta-feira (17) pela Avenida Rodesindo Pavan (Interpraias) – próximo a BR 101 – no Estaleirinho, com a instalação de Poço de Visita (PV) e escavação para assentamento da tubulação nesse primeiro trecho, que compreende cerca de 250 metros.
Desde a última semana, a equipe já está na mobilização e montagem do canteiro de obras.

- Publicidade -

A obra é de responsabilidade da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA), sendo executada pela CFO – Construtora Fonseca e Oliveira LTDA e compreende a implantação de 32.706 metros de rede coletora e adutora de esgoto; estações elevatórias; poços de visita; emissários e ligações de esgoto nos bairros Estaleiro e Estaleirinho, que levarão os dejetos até a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), reduzindo a poluição nos rios e praias.

O valor licitado foi de R$ 9.983.766,44 e o prazo previsto para a execução é de 18 meses.

Sobre o período da obra, a Emasa lembra que será preciso a compreensão dos moradores durante a execução, pois haverá movimentação de máquinas e operários trabalhando nas ruas e isso poderá alterar a rotina das pessoas. Também informa que para a execução dos serviços, em alguns momentos serão necessárias interrupções programadas ou até emergenciais no abastecimento de água, que são comunicadas via site e Fala Emasa – WhatsApp comercial (47) 3261-0000, onde os moradores podem se cadastrar. Essas interferências na rede pluvial podem gerar turbidez da água, então pedimos a atenção e compreensão de todos.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -