- Publicidade -
21.4 C
Balneário Camboriú

Circulação de pessoas e embarcações está proibida na área do alargamento da praia Central de Balneário Camboriú

Prefeitura pede que moradores e turistas colaborem

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

A área de trabalho da obra de alargamento na faixa de areia está interditada. A prefeitura colocou placas e pede a colaboração de moradores e turistas – a circulação de pessoas e de embarcações na orla está proibida tanto na água quanto no mar, até que a dragagem esteja concluída e a tubulação seja retirada (isso vale também para a prática de esportes aquáticos, como o surf).

Da Rua 4.000 até a Barra Sul a área alargada liberada para uso do público, mas o local está sendo monitorado por guarda-vidas do 13º Batalhão de Bombeiros Militar – que pretendem instalar ‘cadeirões’ ao longo da orla já que agora os postos ficarão bem mais longe da água [saiba mais aqui].

2,5km recuperados

(Foto @zaer360graus)

Até quinta-feira (30), mais de 1 milhão de metros cúbicos de areia nova foram trazidos pela draga Galileo Galilei para o alargamento da faixa de areia da praia central de Balneário Camboriú. Com este volume, foram recuperados 2,5 km de praia.

A obra chegou na Rua 2.800. Quando alcançar a Rua 2.200, a tubulação que traz a areia da draga até a praia será flutuada e removida a ponta que fica em terra até o trecho de praia diante desta rua, começando em seguida a dragagem daquele ponto em direção ao Pontal Norte, até completar o preenchimento de toda praia – o que deve acontecer até final de novembro.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -