- Publicidade -
- Publicidade -
23.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Juliana Pavan indica a criação da Vila do Artesanato na Praia de Laranjeiras

Artesãs que atuam na Praia de Laranjeiras procuraram a vereadora Juliana Pavan, nesta semana, para pedir apoio para melhorar as condições de trabalho. A praia Laranjeiras está passando por obra de revitalização desde 2023. As obras não terminaram e o cenário encontrado no local está bem longe do ideal.

Artesãos preocupados com a atual situação

Segundo a vereadora, os trabalhadores que atuam em Laranjeiras, como as artesãs que a procuraram, enfrentam desafios que não apenas afetam sua sustentabilidade, mas também comprometem a experiência dos visitantes. 

Uma delas, Kelli Cruz, representante da segunda geração de artesãos locais, está preocupada com a situação da área, especialmente após a conclusão das obras de recuo dos restaurantes, que iniciaram no primeiro semestre do ano passado e ainda não foram concluídas. 

“As chuvas frequentes comprometem nossos materiais, o piso sem pavimento e cheio de pedras aumenta o risco de acidentes. A poeira é constante. Isso incomoda tanto nós trabalhadores como também os turistas, que reclamam diariamente”, lamentou Kelli. 

- Publicidade -

Criação da Vila do Artesanato

Como era o Calçadão antes…. (Foto Gabinete Juliana Pavan)

Após visitar as seis famílias de artesãos, a vereadora propôs a criação de uma Vila do Artesanato no local, visando não apenas resolver os problemas imediatos, mas também promover a preservação do patrimônio cultural e histórico da região. 

“Infelizmente, eles [os trabalhadores] estão em péssimas condições, quando chove precisam colocar tapume porque se não molha tudo. É um cenário lindo, milhares de turistas e moradores frequentam, mas agora vivem uma triste condição. É uma falta de responsabilidade deixar os artesãos dessa forma – não levar segurança e condição de trabalho. Estão abandonados pelo poder público”, disse Juliana.

“Sem informação, largados…”

A vereadora ouviu artesãos na praia de Laranjeiras (Foto Gabinete Vereadora)

A vereadora salientou que o que lhe causa ‘estranheza’ é o silêncio do governo municipal, que fala tanto de história cultural de Balneário Camboriú, sobre o turismo, e simplesmente deixam ‘à mercê’ os trabalhadores de Laranjeiras, que diariamente contribuem com o turismo, economia e cultura local. 

“Estão deixando-os sem informação, largados… eles estão fazendo o que podem para continuar com o trabalho deles. Por isso, propus a criação da Vila do Artesanato. Fiz via indicação, para melhorar o trabalho dos artesãos e atrair cada vez mais visitantes, gerando renda, emprego e valorizando a cultura local, em todas as regiões e não somente em um lugar específico. Temos que lutar para que aquela área tenha melhor condições de trabalho e segurança para atender artesãos e todos que por lá passam e esperam encontrar um local organizado, adequado e além de curtir a praia, comprar artesanatos e movimentar a economia da nossa região”, acrescentou.

Juliana apontou ainda que Laranjeiras têm restaurantes, comércios e moradores que ‘lutam e muito’ para valorizar cada vez mais aquela região. 

“Todos preocupados em trazer cada vez mais vida para aquela região, um destino turístico que tem história e cultura e que precisa de um olhar mais sensível, para fortalecer a cultura, economia e história de nossa cidade”, completou.

Sambaquis em pauta

Além das preocupações imediatas sobre as condições de trabalho, a área também enfrenta questões relacionadas à preservação do patrimônio cultural e histórico. 

Reconhecida como patrimônio da União pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a Praia de Laranjeiras é uma reserva de sambaquis, que são grandes montes de conchas dispersos, com vestígios arqueológicos que fornecem informações valiosas sobre a vida, os costumes e a dieta dos povos que viveram nessas regiões.

Com a obra de Laranjeiras houve preocupação de que os sambaquis não estivessem sendo respeitados. O assunto foi tema de reportagem feita pelo Página 3 em 2023, e ainda foi encaminhado ao Ministério Público e IPHAN (relembre aqui).

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -