- Publicidade -
20.7 C
Balneário Camboriú

Prefeitura analisa possibilidade de podar árvores dos mirantes

Turistas reclamaram que vegetação impede a vista da cidade

- publicidade -

Leia também

- Publicidade -

As secretarias de Obras e Meio Ambiente estão analisando a possibilidade de podar a vegetação dos mirantes, que está impedindo a vista da cidade.

Na semana passada, turistas questionaram a situação nos mirantes da Interpraias, em matéria publicada pelo Página 3 (relembre aqui).

Esta semana o secretário de Obras de Balneário Camboriú, Osmar de Souza Nunes Filho (Mazoca), procurou o jornal para dizer que, em sua visão, o turista reclamou da falta de visão nos mirantes e não que estariam em estado de abandono [porém, os denunciantes de fato destacaram o estado de abandono dos locais]. 

“Não está abandonado, mas não é possível ver a paisagem, eu vejo desta forma. Segundo informações que tenho, nunca foi realizado qualquer tipo de corte ou poda nestas árvores. Estamos solicitando à Secretaria do Meio Ambiente a devida autorização. Deverá ser algo além de poda normal, algo mais radical, para poder ter visão de toda a paisagem. O local está limpo e pintado, inclusive com bancos novos que foram colocados neste ano, em abril”, disse. 

Nada impede

- Publicidade -

A secretária do Meio Ambiente, Maria Heloísa Lenzi,  consultada pela reportagem, disse que não existe nenhuma legislação que impede a poda de árvores – sejam elas nativas ou exóticas, e que assim que conferir a solicitação da secretaria de Obras, um técnico da secretaria irá até o local para ver se é possível fazer as podas. 

Heloísa não soube informar se alguma vez já foram podadas as árvores dos mirantes. 

“Também é importante cuidar se existe ou não ninhos de passarinhos, porque isso impede ou retarda a poda até que o ninho esteja vazio, mas a gente entende que, por Balneário ser uma cidade turística, ter a possibilidade de fazer essa observação da vista é muito importante, então assim que chegar a solicitação da secretaria de Obras nós vamos analisar junto com os técnicos”, afirmou.

- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -