- Publicidade -
17.8 C
Balneário Camboriú
Waldemar Cezar Neto
Waldemar Cezar Neto
O autor é jornalista
- Publicidade -
- Publicidade -

Argentinos elegem o louco para escapar do mentiroso

Na cobertura da Globo sobre a eleição argentina, neste domingo, o repórter pediu a um taxista buenairense  que comentasse sobre os dois candidatos que disputavam a Presidência da República e o motorista tascou na lata: “um é louco e o outro mentiroso”.

O mentiroso é Sergio Massa que pretendia presidir o País, mesmo sendo Ministro de uma Economia atolada numa inflação de 140% em 12 meses. 

Fizeram bem os argentinos em se livrar de alguém que, o próprio currículo indica, seria mais do mesmo, até a situação econômica passar de estado desesperador a terminal.

Preferiram eleger um maluco, Javier Milei, que acredita que os problemas do seu País são os outros, inclusive o Brasil, sobre o qual ele declarou que não quer relações.

Ele também não quer conversar com os chineses porque, na sua transtornada cabeça de osso para sopa, são países comandados por comunistas.

Não custa lembrar que China e Brasil são os dois principais parceiros comerciais de uma Argentina com a economia estruturalmente arruinada.

Os argentinos continuarão vindo às praias brasileiras e nós seguiremos visitando os vizinhos, a convivência entre os dois povos, noves fora as disputas futebolísticas, sempre foi a melhor possível.

Milei vai passar, como passaram tantos outros cretinos, mas não consigo olhar para ele sem me lembrar do Jânio Quadros, o maluco que colocou o Brasil no caminho da ditadura.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -