- Publicidade -
27.5 C
Balneário Camboriú
Waldemar Cezar Neto
Waldemar Cezar Neto
O autor é jornalista
- Publicidade -
- Publicidade -

Institutos de pesquisas erraram gravemente e devem explicações à sociedade

Todos os institutos de pesquisas erraram os resultados do primeiro turno e, dos 10 mais conhecidos, nove previram para Jair Bolsonaro uma votação muito abaixo da que ele conquistou nas urnas.

Em alguns Estados, como Santa Catarina e São Paulo, os erros para governador e senador beiraram o absurdo.

Todos os institutos de pesquisas conceituados não conseguiram fazer uma leitura do cenário, o que reforça a ideia de que a forma como esses levantamentos são feitos não oferece a confiabilidade necessária.

Nesta segunda-feira, Bolsonaro mais uma vez reclamou da imprensa, mas agora com razão, pois durante semanas a maioria da mídia, se fiando nos institutos de pesquisas, apontava que ele perderia para Lula, provavelmente no primeiro turno.

Alguns especialistas acreditam que o erro das pesquisas, mostrando Bolsonaro atrás, pode até ter motivado mais sua militância, mas não é isso que está em discussão e sim a credibilidade dos levantamentos eleitorais e seu efeito danoso, deseducador sobre a população.

O quadro abaixo mostra o resultado da eleição e o que previam as pesquisas de cada instituto, publicadas mais próximo do dia da urna.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -