- Publicidade -
21.8 C
Balneário Camboriú
Waldemar Cezar Neto
Waldemar Cezar Neto
O autor é jornalista
- Publicidade -
- Publicidade -

Prefeitura deposita tubos nos dois lados da rua prejudicando moradores e comerciantes da rua 2448

A Secretaria de Obras da prefeitura de Balneário Camboriú pretende asfaltar a rua onde moro, a 2448, uma das poucas do Centro que é pavimentada com lajotas.

Na semana passada, eles depositaram tubos de um lado da rua e hoje espalharam tubos dos dois lados, prejudicando moradores, empresários e clientes que ficaram com pouco espaço para estacionar.

O esgoto pluvial será de um lado só da rua, mas não se sentiram constrangidos em espalhar tubos, como se não morasse ninguém naquela rua.

Uma obra com boa logística deve prever a chegada do material -no caso os tubos- conforme ela avança, mas essa sequer iniciou.

É prática habitual da prefeitura empilhar tubos em ruas e calçadas e eles ficarem ali semanas, como se o espaço público fosse depósito de material de construção. 

Na esquina da rua 2448 com a Terceira Avenida, tem um grande terreno vazio, onde poderiam armazenar tubos, mas soluções simples e práticas parecem não interessar à Secretaria de Obras.

Hoje de manhã, às 7h59, enquanto um trator distribuía os tubos dos dois lados ao longo de toda a rua, reclamei com o secretário de Obras, Osmar Nunes, o Mazoca, e ele respondeu que “será determinado sua sugestão”.

Agora são 13h. Se Mazoca determinou alguma coisa não lhe deram atenção porque o trator foi embora e os tubos continuam no mesmo lugar.

Virou praxe em Balneário Camboriú empresas a serviço da prefeitura realizarem obras e reparos sem a menor preocupação com o impacto que causam às pessoas. 

É falta de comando, de gerenciamento e de respeito por quem paga os salários dos secretários e dos prestadores de serviços, nós cidadãos.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -