- Publicidade -
17 C
Balneário Camboriú

Um péssimo acordo com a promotoria e finalmente Rogério Rosa será nome de rua

Em 2019, prefeito e vereadores seguindo a ideia de que é melhor um mau acordo do que uma boa briga, fizeram um péssimo acordo com a promotoria, que exigia compensações relativas aos adicionais construtivos Icon/Icad, devido a irregularidades formais na lei que os criou.

Pelo acordo, a maioria dos recursos vai para a Polícia Militar Ambiental, um órgão do Estado e não do município.

Nesta semana, o promotor que conduziu o acordo, Isaac Sabbá Guimarães, se reuniu com os vereadores pois tramita na Câmara projeto de doação de um terreno, na Barra Sul, para construção, às custas do município, de um quartel para a PM Ambiental.

Tudo certo, mas logo na Barra Sul, um dos metros quadrados mais caros do país?

Lembrando, minhas nove leitoras, que a Guarda Municipal -que tem uma divisão de Guarda Ambiental- não possui quartel próprio.

ROGÉRIO

Será discutido nesta quarta-feira, projeto do vereador Omar Tomalih que dá o nome do construtor Rogério Rosa ao Calçadão da Avenida Central.

Rogério, fundador da Embraed, faleceu há oito anos, deixando como legado uma revolução na construção civil de Balneário Camboriú e que se espalhou pelo litoral catarinense: o conceito de que apartamento de praia pode ser luxuoso e custar caro.

O impacto de imóveis de alto valor no cotidiano dessas comunidades é espantoso, ainda que pouco percebido pela maioria da população. São compradores que investem grandes quantias em apartamentos, capitalizando o empresariado local; pagam impostos salgadíssimos; geram empregos diretos e indiretos em serviços condominiais e -o grande segredo da fórmula bem sucedida- não pressionam serviços públicos como saúde e educação.

Parênteses: é um jogo de ganha-ganha, como definiu o engenheiro Auri Pavoni, que colocou o conceito no papel e construiu o excelente Plano Diretor de Balneário Camboriú com essa visão: edifícios de apartamentos não podem ser pombais, se isso acontecer a cidade vai morrer em médio prazo.

Voltando: Rogério Rosa era um sofisticado detalhista, escolhia até o som ambiente e os aromas dos salões de entrada dos prédios que construía. Penso que o vereador Tomalih foi feliz em propor a homenagem.

VOU VOTAR NO AGRIPINO

Meu amigo Jamil, bolsonarista impenitente, acha estranha minha escolha para presidente da República, o Agripino. Eu também acho a escolha dele bizarra, mas isso é assunto para outra ocasião.

Agripino é filiado ao meu partido, o PSDB, é meu colega jornalista e tem grande experiência em algo importante para o país, o turismo. Foi fundador e vice-presidente do São Paulo Convention & Visitors Bureau; foi secretário de turismo de SP e presidente da Embratur. Homem de sucesso no mundo empresarial, gestor competente, foi um visionário na pandemia de Covid-19 e ajudou a salvar milhares de vidas, ao insistir em vacinas, enfrentando todas as dificuldades impostas pelo governo federal. João Agripino da Costa Doria Junior é meu voto para o primeiro turno. O segundo a Deus pertence e não sei em quem votar, mas tenho certeza que não será no candidato do Jamil.

BOMBANDO   

De acordo com o Sinduscon, 2021 foi o melhor ano para o setor desde o início dos registros do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Na crise econômica decorrente da pandemia, o imóvel foi uma reserva de valor para os compradores em busca de um porto seguro.

AIR PAVAN

Entrará em funcionamento nesta quinta-feira, 10, o Gitanna Lounge Air, “restaurante” suspenso por uma grua a 50 metros de altura, no mirante da Interpraias.

Segundo o texto de divulgação, é um empreendimento do Leonel Pavan com outros investidores e eu espero que eles sejam bem sucedidos, embora me pareça claro que o tempo está errado, tinha que funcionar dois meses atrás. 

Os preços para café da manhã, almoço ou jantar variam de R$ 300 a R$ 600 por pessoa. Algo semelhante começou a funcionar dias atrás em Capão da Canoa, no litoral gaúcho.

SÓ VAI

O Centro de Eventos Júlio Tedesco tem três eventos confirmados para este ano e outros 17 em negociação. É importante para Balneário Camboriú que o empreendimento decole.

VAI A JÚRI

O caminhoneiro que matou uma mulher e arrastou a motocicleta com o marido entre Penha e Itajaí, irá a júri popular por homicídio doloso, com uma série de agravantes. Na acusação, consta que o sujeito teria passado aquele dia e a noite anterior consumindo cocaína e um derivado de anfetamina.

É O BOLSO IDIOTA

No mesmo dia em que a pesquisa Genial/Quaest mostra Lula com 45% das intenções de voto e Bolsonaro com 23%, este discursa do Nordeste colocando a culpa em um monte de gente, do STF ao FHC, sem atentar que o problema é ele mesmo que não conseguiu entregar o que o povo brasileiro esperava.

É O BOLSO IDIOTA 2

Qualquer pessoa com mais de dois neurônios sabe que o povo vota com o bolso; se a economia vai bem, reelege o governante. O governo Bolsonaro promoveu desastres simultâneos na saúde pública, na economia e no meio ambiente. Para coroar, se juntou ao Centrão, a fina-flor da desfaçatez nacional. Até me admira que Bolsonaro consiga ter 23% nas pesquisas.

É O BOLSO IDIOTA 3

A pesquisa mostra a frustração dos brasileiros com Bolsonaro, 64% dos entrevistados afirmam que não votariam nele de jeito nenhum.

EU ESPERAVA

Que Sérgio Moro decolasse e fosse uma opção no segundo turno, mas não é e nem vai ser, ficou estacionado abaixo de 10% e com rejeição de 62% (a pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob número BR-08857/2022).

ACREDITE SE QUISER

Brasileiro só acredita em pesquisas se elas favorecem seu candidato. Mas faz cinco ou seis meses que os resultados de vários institutos se repetem, com Bolsonaro marcando passo e Lula vencendo -e às vezes no primeiro turno.

O professor Magru Floriano autorizou que eu reproduzisse sua foto que demonstra o quanto as pessoas podem ser insensatas.

- Publicidade -
Waldemar Cezar Neto
O autor é jornalista
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
%d blogueiros gostam disto: