- Publicidade -
- Publicidade -
23.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Economia na Semana

Turista inseguro 

Os cônsules da Argentina e do Uruguai em Florianópolis expuseram às autoridades de SC as dificuldades que os turistas dos dois países enfrentam em território catarinense. Não é o assédio de pedintes e ambulantes, a exploração em bares, restaurantes, estacionamentos, borracharias, oficinas mecânicas, etc. O que eles tem medo mesmo é dos furtos e dos arrombamentos em seus veículos. 

Pobreza extrema 

- Publicidade -

O IBGE acaba de divulgar que SC tem o menor percentual de pessoas em pobreza extrema no Brasil, com apenas 1,8% da população nesta faixa. Esse percentual representa cerca de 136 mil pessoas. Vive em extrema pobreza quem tem ou recebe US$ 2,15 por dia (cerca de R$ 11), conforme parâmetro definido pelo Banco Mundial. 

Move SC

Desde 2017, o custo logístico em Santa Catarina aumentou 75% – uma das consequências dos problemas crônicos de infraestrutura que o Estado enfrenta. Tem mais: SC foi o segundo estado no país que mais registrou acidentes nas rodovias federais em 2022. A degradação do transporte rodoviário, aliada à falta de modais alternativos, tem feito da infraestrutura o principal gargalo do Estado. Por isso é tão importante o movimento Move SC. É hora de unir esforços para preparar SC para o futuro. 

Vital 

A questão da infraestrutura vai se tornar ainda mais vital nos próximos anos, quando a Reforma Tributária interditar a possibilidade de guerra fiscal entre estados, um modelo que beneficiou SC ao longo das últimas décadas. Serão mais competitivos os estados que oferecerem as melhores condições de operação à indústria, incluindo transporte. 

Aviação 

A Assembleia Legislativa de SC aprovou, dentro do Pacote Tributário do Governo do Estado, um novo incentivo fiscal para a aviação, com desconto no ICMS do combustível das aeronaves. Santa Catarina tenta igualar as políticas válidas nos estados vizinhos para aumentar a competitividade por novas rotas. O Estado oferecia imposto mínimo de 7%, enquanto o Paraná oferece 4% e o Rio Grande do Sul, até 2%. Com o novo benefício, o ICMS pode cair para 1,5% em SC, dependendo do número de voos e aeroportos atendidos. 

- Publicidade -

Água imprópria 

No Fórum Catarinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos, realizado na Assembleia Legislativa, os presentes foram surpreendidos com uma informação impactante: em pesquisa envolvendo 175 municípios de SC, em 60 detectou-se resíduos de agrotóxicos na água consumida pela população e 50  não poderiam sequer pensar em fornecer água se estivessem localizados na União Europeia. Outro espanto: engenheiro agrônomo da Cidasc, já pegou amostra de água com 29 produtos diferentes. 

Pressa 

Sem perder um dia de seu extraordinário momento econômico, a administração municipal de Balneário Camboriú informa que as obras de revitalização da Praia Central da cidade estão a todo vapor. O primeiro trecho, de 230 metros de extensão, deverá ficar pronto no primeiro semestre de 2024. O parque linear terá mais de 600 mil m2. O mercado imobiliário local diz que a obra deve impactar em cerca de 20% na valorização de imóveis, assim como ocorreu com o alargamento da faixa de areia. 

Os chineses 

Vai e volta os chineses “namoram” SC há tempos. Agora é a vez da montadora BYD, que quer marcar presença forte com lojas de seus carros elétricos nas maiores cidades daqui. Num passado recente houve outros “namoros” que não foram adiante, como da Geely, de automóveis, em Imbituba; da Great Wal Motor Company, de utilitários, em Joinville; e da Sinotruk, de caminhões, em Lages. 

Idiomas 

Mesmo considerando que quase 5 milhões dos 7,2 milhões de catarinenses tem ascendência italiana, espanta saber que risíveis 1.500 estudantes frequentam aulas de italiano em algumas das mais de 1.100 escolas públicas de SC no momento. O novo embaixador da Itália no Brasil, promete fazer esforços para mudar tal realidade. Há anos se discute a possibilidade de introduzir a língua italiana como opção de idioma nas escolas públicas daqui. Pouco ou nada foi adiante. Um projeto de lei no Congresso Nacional quer estabelecer o espanhol como segunda língua a ser ensinada nas escolas. Mas há questionamentos para que um segundo idioma seja escolhido conforme a colonização de cada região. O italiano ou alemão em SC, por exemplo. 

Aluguel nas alturas 

O Índice FipeZap, que capta o valor médio de locação em 25 cidades com base nos anúncios publicados em plataforma, aponta que Goiânia é a capital com maior crescimento do preço do aluguel nos últimos 12 meses, 38,40%. Nesse pódio o segundo lugar ficou para Florianópolis (28,14%) e Fortaleza (21,35%). Um recorte da pesquisa mostra que no Centro de Florianópolis o aumento foi quase um recorde nacional, com 40,2%. Só superado pelo bairro Oeste, de Goiânia, com 61,8%. 

Destinos 

A operadora de turismo Decolar, a partir da demanda de sua clientela, já sabe os 20 destinos mais procurados para janeiro de 2024 no Brasil. Em primeiro lugar está o Rio de Janeiro, depois Florianópolis e São Paulo. Balneário Camboriú está em oitavo lugar.

Teto limite 

Entrou em vigor o novo teto de juros do consignado para aposentados e pensionistas do INSS. A medida aprovada em 4 de dezembro pelo Conselho Nacional da Previdência Social, estabeleceu que o novo limite de juros é 1,8% ao mês para essas operações. O valor é 0,04 ponto percentual menor que o antigo limite, de 1,84% ao mês, que vigorava desde outubro. O teto de juros para o cartão de crédito consignado caiu de 2,73% para 2,67% ao mês. As mudanças foram propostas pelo próprio governo. 

Governo de SC 

A economia de SC sentiu os impactos das catástrofes climáticas que causaram prejuízos a 70% dos municípios catarinenses nos últimos dois meses. Em novembro, a governo do estado arrecadou R$ 3,7 bilhões, o que corresponde a 5% menos do que registrado em outubro, quando a receita foi de R$ 3,9 bilhões. O desempenho menor na comparação entre outubro e novembro é atribuído à postergação do ICMS e também à queda na arrecadação do IPVA-SC que arrecadou R$ 171 milhões a menor com este imposto em razão do fim dos pagamentos em cota única que se encerrou nos dois últimos meses do ano. 

Primeira no Brasil 

O Judiciário de SC instalou em Rio do Sul, com atuação em todo o Alto Vale do Itajaí, a primeira Vara de Garantias do Brasil. Nela o juiz controla a legalidade dos procedimentos de investigação, garantindo direitos individuais dos investigados. Pode decidir sobre a concessão, prorrogação ou revogação de prisões cautelares, prorrogação do prazo de investigações, quebra de sigilos, autorização de operações de busca e apreensão e arquivamento de investigações. 

Cautela: cenário para 2024 (1)

Após registrar crescimento muito acima do esperado nos anos de pandemia 2021 e 2022, a indústria catarinense está encerrando 2023 com recuo em função de cenários mais difíceis. A produção industrial deste ano, até outubro, teve recuo de 2,1%, mas as expectativas para o ano que vem são positivas, embora com cautela. O presidente da Fiesc explica que o resultado deste ano foi afetado pela questão política, falta de uma âncora fiscal do governo e consequências do endividamento das famílias. Para o ano de 2024, a situação também será desafiadora, de baixo crescimento, novamente com impacto da questão fiscal, ou seja, se o governo federal seguir gastando mais do arrecada. Apesar das dificuldades, a indústria catarinense conseguiu crescer um pouco e está fechando o ano de 2023 um pouco acima da média da pré-pandemia. 

Cautela: cenário para 2024 (2)

Temos uma indústria que exporta bastante e um dos setores que foi muito afetado pelas dificuldades econômicas do exterior foi o de móveis de madeira, que enfrentou a redução de atividade da construção civil nos Estados Unidos e isso fez com que o setor comprasse menos de empresas de SC. Outro setor em dificuldades para exportar foi o de carnes, em especial de frango, do qual o Estado é grande exportador. Entre os dados apresentados pela Fiesc, um que preocupa por ter relevante impacto econômico no presente e no futuro é a intenção de investir. Pela pesquisa feita junto a empresários de SC, 57% tem planos para investir nos próximos seis meses. No Brasil, esta média está em 55,6% em dezembro. Essa diferença favorável de SC costumava ser maior. 

Inadimplência 

Em outubro, o impressionante número de 1,08 milhão de empresas de SC, Paraná e Rio Grande do Sul fecharam o mês no vermelho, segundo o Indicador de Inadimplência das Empresas da Serasa Experian. O maior número de contas em atraso foi do Paraná (420 mil) e o menor registro ficou com SC (291 mil). Em todo o Brasil  foram contabilizados 6,6 milhões de CNPJs no vermelho, com dívidas alcançando R$ 125,8 bilhões. Muito preocupante. 

Sustentabilidade 

Florianópolis e Blumenau, são, respectivamente, primeira e segunda colocadas na edição 2023 do Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU), entre as cidades com mais de 250 mil habitantes de todo o país. O índice é desenvolvido pela Associação Nacional de Resíduos e Meio Ambiente para medir o grau de aderência dos municípios brasileiros às diretrizes e metas da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Dado estarrecedor: dos 3,9 mil municípios pesquisados em todo o Brasil, 43% continuam destinando o lixo incorretamente.

Emprego e renda 

A posição destacada da indústria de SC no cenário nacional também está em sintonia com o fato de o setor ser grande gerador de empregos diretos. De acordo com dados do Observatório Fiesc apresentados pela entidade, a indústria de SC ficou em quarto lugar na criação de vagas no setor frente aos demais estados no período de janeiro a outubro deste ano. Nesse período, criou 32,1 mil novos postos de trabalho. Outro dado que mostra a destacada atividade econômica catarinense é o PIB per capita, em que SC no ano de 2021 alcançou o terceiro maior do país com R$ 58,4 mil por pessoa, atrás apenas do Distrito Federal (R$ 92,7 mil) e Mato Grosso do Sul (R$ 65,4 mil). São Paulo ficou com R$ 58,3 mil. Para o presidente da Fiesc, SC apresenta distribuição de riqueza mais equilibrada pelo perfil da sua economia. 

Argentina 

O pacote de medidas econômicas do novo governo argentino poderá ajudar a aumentar as exportações catarinenses para o país vizinho. Essa expectativa positiva é do presidente da Câmara de Comércio Exterior da Fiesc, quando destaca duas medidas favoráveis a essa expansão. Uma é o fim das licenças prévias para exportações, que retardavam em até oito meses as liberações de negócios. Outra é a elevação da alíquota de importação, medida que, espera vir somente para países de fora do bloco comercial do Mercosul. Esse acordo comercial prevê isenção de alíquotas. Se a Argentina quiser cobrar uma taxa, terá que explicar as razões aos demais países do bloco econômico. 

Turismo 

A Secretaria de Turismo de SC, presente no Salão Nacional do Turismo, em Brasília, com algo mais que o de sempre do Estado que muitos brasileiros desconhecem e certamente irão se surpreender. Foram exibidos o turismo cultural em Treze Tilias; o geoparque da Unesco; georota Canions do Sul; a cultura da erva-mate de Jaborá; a oficina de pintura de bolachas de São Martinho; o turismo rural na Serra de Garopaba, como capital do surf catarinense e de aventuras; os circuitos ciclo turísticos e a produção de arte com conchas. 

Encontro com embaixador 

A reitora da Unifebe e presidente da Febe, professora Rosemari Glatz, se reuniu com o novo embaixador da Itália no Brasil, Alessandro Cortese, e com a Cônsul Geral da Itália para os estados do Paraná e Santa Catarina. O encontro, realizado em Florianópolis contou com a presença de autoridades do poder executivo e legislativo catarinense, lideranças empresariais e universitárias. A reitora da Unifebe participou a convite da agente consultar honorária italiana de Blumenau e região, que esteve recentemente na instituição acompanhada da Cônsul Geral da Itália, em uma visita ao campus Santa Terezinha, em Brusque. A importância das relações com a embaixada italiana, destaca a reitora da Unifebe, dá-se pelos vínculos históricos que Brusque possui com o país europeu, visto que o município recebeu um expressivo contingente de imigrantes italianos durante as primeiras três décadas de fundação. Em 1878, aproximadamente 66% da população era etnicamente italiana e essa superioridade quantitativa prevalece até os dias atuais. Em 2022, por exemplo, 37% dos acadêmicos da Unifebe se identificam descendentes de italianos. 

Temporada de verão 

A Zurich Airport Brasil, concessionária que administra o Aeroporto Internacional de Florianópolis, apresentou a malha aérea para a alta temporada e os principais destaques do próximo verão. Com expectativa de receber 2 milhões de passageiros no período entre dezembro e março, o aeroporto deve registrar o maior movimento de sua história. Serão oito companhias aéreas operando e até 17 voos internacionais por dia. Um crescimento de 83% na movimentação internacional em relação a temporada de 2018/2019, antes da pandemia. Números que consolidam o Aeroporto Internacional de Florianópolis como o 5º aeroporto do Brasil com maior movimento de passageiros internacionais. 

Negócios na indústria 

O município de Brusque ficou em 30º lugar no estudo das Melhores Cidades para Fazer Negócios 2023, na categoria Indústria. A pesquisa foi elaborada pela Urban Systems e pela revista Exame. Em primeiro lugar ficou Joinville, sendo a primeira vez que uma cidade de SC ocupa a liderança no setor industrial, desde a criação do ranking em 2014. Na categoria de Indústria, são examinados 10 indicadores distintos, abrangendo empregos no setor industrial, empregos com remuneração média e alta, renda dos trabalhadores na indústria, número de estabelecimentos industriais, exportação industrial, proximidade do aeroporto, distância até o porto de exportação mais próximo, interrupções no serviço de água, condições das rodovias federais e a concentração de empregos no setor.

Celular proibido 

Tem sido notícia nacional nas últimas horas decisão da prefeitura do Rio de Janeiro que vai fazer uma consulta popular para decidir se proíbe ou não o uso de celular por alunos em suas escolas a partir de 2024. O que poucos sabem é que SC está anos-luz à frente no assunto. Tal vedação existe desde janeiro de 2008, pela lei estadual 14.363, sancionada pelo então governador Luiz Henrique da Silveira. A lei contudo, precisa ser aprimorada. Há um movimento para que se proíba aos estudantes de terem acesso aos aparelhos durante todo o horário escolar. Hoje ainda é liberado antes do início das aulas e nos intervalos. Outros querem que os aparelhos nem entrem nas escolas. 

Motivos há 

Motivos há para que o STF tenha, no momento, uma das piores avaliações populares de toda sua história, com apenas 17% considerando seu desempenho bom ou ótimo. Pudera. Soltar traficantes e corruptos, tentar se sobrepor à Constituição, cancelar processos, descondenar quem já foi condenado por juízes e instâncias … E o Congresso (Câmara dos Deputados e Senado) não tem moral nenhuma para criticar o Judiciário: apenas 18% dão desempenho bom ou ótimo. Vergonhoso. 

O vendedor de cachorro-quente 

Um homem vivia à beira de uma estrada e vendia cachorro-quente. Ele não tinha rádio, não tinha televisão e nem lia jornais, mas produzia e vendia o melhor cachorro-quente da região. Ele se preocupava com a divulgação do seu negócio e colocava cartazes pela estrada, oferecendo seu produto em voz alta e todos gostavam. As vendas foram aumentando, ele comprava o melhor pão e a melhor salsicha. Ele comprou um fogão maior para atender a grande quantidade de fregueses. E o negócio prosperava a olhos vistos. Seu cachorro-quente era o melhor! Vencedor, ele conseguiu pagar uma boa escola ao filho. O mesmo cresceu e foi estudar Economia numa das melhores Faculdades do país. Anos depois, o filho já formado, voltou para casa, notou que o pai continuava vendendo e prosperando e teve uma séria conversa com o pai. – Pai, você não houve rádio? Não vê televisão? Não acessa à Internet? Há uma grande crise no mundo. A situação do nosso País é crítica. Depois de ouvir seu filho Doutor, pensou: – Bem, se meu filho que estudou Economia na melhor Faculdade, lê jornais, vê televisão e internet, participa de redes sociais, acha isto, então só pode estar com a razão, a coisa deve estar feia mesmo! Com medo da crise, o pai procurou um fornecedor de pão mais barato (e é claro, de pior qualidade). Começou a comprar salsichas mais baratas (que era também, a pior). Para economizar, parou de fazer cartazes de propaganda na estrada. Assim, as vendas começaram a cair e foram caindo, caindo até chegaram a níveis insuportáveis e o negócio de charro-quente do velho, que antes gerava recursos até para fazer o filho estudar Economia na melhor Faculdade quebrou. O pai, triste, então falou para o filho: você estava certo, meu filho, nós estamos no meio de uma grande crise e comentou com os amigos orgulhoso: bendita a hora em que eu fiz meu filho estudar Economia, ele me avisou da crise!  

Moda consciente 

A Ventana, marca catarinense de upcycling, apresentou a coleção O Conto De Helena no último desfile do Brasil Eco Fashion Week, em São Paulo. Três meses após estrear na semana da moda de Nova York, a marca das sócias Brenda Peixoto, Gabrielle Pilotto e Pamela Moreira apresenta coleção baseada em um texto homônimo da escritora Helena Clarão, “O Brasil Eco Fashion Week é um evento importante, que valoriza a economia circular e criativa no mundo da moda, fortalecendo o propósito sustentável e consciente”, declara Pamela Moreira Tomasi, sócia da Ventana. 

Destinos internacionais 

Florianópolis terá seis destinos internacionais: Buenos Aires, Córdoba, Santiago, Montevidéu, Lima e Assunção. Um dos destaques é a inédita rota para Lima, no Peru, com parada sem troca de aeronave em Montevidéu, operada pela companhia Sky. A estreia será dia 2 de janeiro de 2024. E Navegantes terá um destino internacional, para Buenos Aires, e quatro frequências semanais operadas pela Gol. O Aeroporto atingiu em setembro a marca de 1,6 milhão de passageiros, feito que o impulsionou à 21ª posição no ranking dos terminais aéreos mais movimentados em todo o Brasil, considerando-o como o quarto mais movimentado no Sul do país, atrás apenas dos aeroportos das três capitais da região. 

Apelo à Câmara 

Governadores do Sul, entre eles de SC, divulgaram carta na qual pedem para a Câmara dos Deputados excluir veículos movidos à combustão dos benefícios a montadoras de automóveis mantidos pela reforma tributária. Argumentam que não faz sentido dar incentivo tributário a veículos movidos a combustíveis fósseis, cujas emissões de carbono são um dos principais causadores do aquecimento.

Um deboche 

A CDL de Florianópolis emitiu nota de repúdio diante da votação relâmpago em que vereadores da cidade aprovaram projeto que aumenta os vencimentos dos legisladores municipais em quase 50% a partir de janeiro de 2025. Se fosse hoje seriam R$ 26 mil. Cá entre nós: não merecem, com uma ou outra exceção. Apesar do repúdio, nada mudará. Um deboche. 

Pix automático 

Com a possibilidade de permitir pagamentos recorrentes e até mesadas, o Pix automático entrará em vigor em 28 de outubro de 2024, segundo o Banco Central. O órgão publicou há cerca de 10 meses antes da entrada em vigor do serviço. Entre as regras gerais de funcionamento do Pix Automático, esclareceu o BC, estão os procedimentos de autorização prévia; as normas para o cancelamento da autorização; as regras para a rejeição e para a liquidação da transação; as funcionalidades a serem oferecidas ao usuário pagador e ao usuário recebedor; as regras de devolução e de responsabilidade em caso de erros; o limite diário para as transações relacionadas ao produto, entre outras. 

Saldo positivo de empregos 

Em outubro de 2023, Brusque registrou um saldo positivo na geração de empregos. No total, foram 112 pessoas contratadas a mais do que desligadas na cidade. Os dados são do Caged. No mês, houve 2.343 admissões, número maior que de outubro de 2022, onde foram registradas 2.246. O setor que mais realizou demissões foi na construção civil, com 208 desligados e 82 admitidos. O número de desligamentos também foi menor que o setembro de 2022. Em 2023 foram registrados 2.231 contra 2.233 em 2022. Neste ano, três meses ficaram com saldo negativo. O maior foi em maio com 143 desligamentos a mais que contratações, seguido de junho com 95 e, por fim, abril com 13.Em outubro,  nos cinco setores, apenas na construção (-126) e comércio (-12). Nos demais, todos ficaram positivos. O maior saldo foi o da indústria (169), seguido pelo serviços (77) e agropecuária (4). 

Corrupção 

Essa praga que se chama corrupção foi e está sendo combatida em SC neste ano. A Polícia Civil intensificou ações em todo o Estado, fazendo 23 operações em 28 municípios, com 21 prisões nos 11 primeiros meses do ano. Cinco agentes públicos foram afastados dos cargos. Foram cumpridos 172 mandados de busca e apreensão, 115 pessoas indiciadas, sete veículos e dois imóveis sequestrados e 778 medidas cautelares cumpridas. A PC-SC recebe denúncia por meio do whatsapp, pelo número 181; pelo site pc.sc.gov.br ou em até mesmo conversas nas delegacias de polícia. Noutra frente de combate está o Ministério Público de SC, com seus grupos de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Anticorrupção, que realizaram 18 operações específicas, cumprindo 47 mandados de prisão e 380 mandados de busca. Neste ano, até agora, foram 517 ações, 274 na área cível e 243 na área criminal. Todas em defesa do patrimônio público em diversas frentes: dano ao erário, enriquecimento ilícito, corrupção passiva, peculato, prevaricação, concussão, entre outros ilícitos. 

Milei e SC 

O governador de SC foi o único governador brasileiro recebido pelo novo presidente da Argentina, na véspera da posse, em Buenos Aires, quando entregou uma placa com a inscrição: “Javier Milei, também eleito presidente de Canasvieiras”, em alusão ao fato do balneário florianopolitano e a Ilha de SC receber em todo verão milhares de argentinos. A propósito: Milei afirmou, felicíssimo, que tem ótimas lembranças porque conhece e já esteve em Canasvieiras. Detalhes: o novo presidente argentino recebeu o governador de forma exclusiva. A Argentina é o único país que faz fronteira com SC e o governador fez a viagem com recursos próprios, sem dinheiro público. 

Mais notícias 

acdiegoli.blogspot.com

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -