- Publicidade -
- Publicidade -
18.9 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Economia na Semana

Enxergando o Brasil 

O Brasil andou tão dividido, tão machucado, que perdemos a noção de quem somos. A dor dos gaúchos fez o país inteiro se olhar no espelho e reencontrar o brasileiro de quem havia esquecido. Enquanto o Rio Grande do Sul era inundado pelas águas da Bacia do Prata, o Brasil era tomado por uma onda de solidariedade. De SC e de tantos outros lugares em todo o país, o socorro chega de todas as formas. Pelas mãos dos socorristas. Pela doação de alimentos, de água, de dinheiro. Pelas preces. 

Mel falsificado 

- Publicidade -

Santa Catarina tem excelência na produção de mel de qualidade. Os produtores, entretanto, estão convivendo com a concorrência desleal. No último ano, mais de 20 marcas de mel foram identificadas como fraudulentas. É o chamado “mel falsificado”. Segundo a engenheira agrônoma e coordenadora da Feira do Mel, encerrada recentemente em Florianópolis, explica que os fraudadores utilizam rótulos, serviços de inspeção federal e registro do Ministério da Agricultura e Pecuária clonados. Há um trabalho muito sério em SC e que envolve apicultores, Epagri, Cidasc, Sebrae, Senac e UFSC. O mel de Santa Catarina já recebeu o prêmio de melhor do mundo por seis vezes, mais uma prova de sua excelente qualidade. Neste sentido, é fundamental que haja um trabalho de investigação para identificar e punir quem vende mel falsificado no Estado e pratica a concorrência desleal.

Direto da fonte 

O mercado livre de energia elétrica segue trajetória de crescimento em SC. Em março, 2,3 mil unidades consumidoras no Estado recorreram à compra de insumo diretamente das geradoras, alta de 23,6% em relação ao mesmo mês de 2023. Neste modelo, indústrias e comércios, por exemplo, têm mais flexibilidade para negociar volumes e preços, já que compram energia “direto da fonte”, sem passar por uma distribuidora como a Celesc. A própria empresa, aliás, foi quem divulgou os dados. 

Estado e empresas 

É notável e digna de aplausos a comovente mobilização de empresas, associações, entidades representativas, profissionais liberais e grupos de incansáveis voluntários em prol das vítimas das chuvas que vêm castigando o Rio Grande do Sul. Somente de Santa Catarina, há incontáveis registros de doações de equipamentos, mantimentos e recursos financeiros destinados aos vizinhos gaúchos. Catástrofes dessa natureza escancaram que o Estado, sozinho, é incapaz de dar o suporte necessário à população atingida. Dentro do espírito comunitário que deveria nos caracterizar enquanto pessoas, não deve somente ao poder público a provisão do auxílio. O que se vê agora, porém, é um exemplo da boa união entre esses dois entes, algo que a polarização tantas vezes faz questão de tentar afastar. 

Setor têxtil 

Forte no setor têxtil, empresas das regiões de Blumenau e Jaraguá do Sul estão doando roupas de cama, banho e vestuário, além de outros itens. A Karsten, através de sua diretoria, diz que essa ação conjunta inclui também empresas Altemburg, Senior, Copa, Malwee, Lunelli, Sintex, Núcleo de Toalheiros de Brusque e Clube de Mães. A Karsten dedicou uma célula inteira de produção para fazer itens aos gaúchos. 

- Publicidade -

Expectativa boa 

Neste mês de maio, a Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região (AmpeBr) promove a 66ª Pronegócio. Realizada no Pavilhão de Eventos, em Brusque, entre os dias 13 e 16, a edição apresenta peças da coleção Primavera Verão/24. A entidade projeta alto número de compradores e boas vendas, já que as vagas para fornecedores na maior rodada de confecção do país foram todas preenchidas. São esperados cerca de 650 a 700 compradores que chegam de todas as regiões do Brasil. 

No fundo do mar 

Duas vinícolas do Sul do país se uniram e trouxeram uma inovação para o Brasil: a maturação de vinhos no fundo do mar. Para isso, criaram uma espécie de adega no oceano, em que as garrafas são mergulhadas e ficam por meses até que atinjam o ponto de consumo. Depois, são retiradas e comercializadas de forma que saem da água. Todo esse processo é feito na costa catarinense. O projeto foi elaborado pelas vinícolas Fama, localizada em São Joaquim, na Serra Catarinense e Videiras Carraro, de Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha. Com as uvas produzidas a 1,3 mil metros de altitude, as empresas fabricam as bebidas e após o engarrafamento, lacram as garrafas com cera, para evitar a contaminação e as comportam em caixas de aço inoxidável. Na sequência, com auxílio de um barco, as gaiolas são colocadas no fundo do mar, a 12 metros de profundidade. 

Arrecadação no Azambuja 

O Hospital Azambuja registrou uma arrecadação de R$ 351,3 mil com o bazar beneficente realizado em abril em que disponibilizou a venda de uma variedade de produtos apreendidos pela Receita Federal. Diversos itens estavam disponíveis para compra, incluindo produtos de perfumaria, vestuário, artigos de bazar, eletrônicos, brinquedos, itens de decoração e muito mais. Todo o valor arrecadado será destinado a projetos de melhorias do Hospital, incluindo a compra de equipamentos médico-hospitalares e materiais de uso diário pelos profissionais que atuam diretamente no atendimento ao paciente, entre outras necessidades. 

Cesta básica 

Em abril, a cesta básica da cidade de Brusque custou R$ 644,35 tendo registrado uma queda de -0,19% em relação ao mês anterior. A queda acompanha o movimento verificado em sete capitais das 17 pesquisadas pelo Dieese, sendo que as quedas mais expressivas foram observadas em Brasília (-2,66%), Rio de Janeiro (-1,37%) e Florianópolis (-1,22%). Nas capitais onde foram registradas elevações em relação a março, os maiores aumentos foram verificados em Fortaleza (7,76%), João Pessoa (5,40%), Aracaju (4,84%), Natal (4,44%), Recife (4,24%) e Salvador (3,22%). Entre os itens da cesta, os produtos que registraram queda de preço foram: feijão (-14,21%), banana (-2,10%), açúcar (-1,82%) e tomate (-0,61%). Os itens que tiveram aumento foram: leite (3,60%), pão (3,31%), café (2,24%), óleo (1,33%), arroz (0,61%), carne (0,59%), batata (0,48%), farinha de trigo (0,26%) e manteiga (0,19%). 

Até quando? 

Até quando seremos vítimas dos nossos gestores públicos? Em 2012 criou-se um plano nacional de prevenção contra catástrofes. E desde então SC (inúmeras vezes), Brumadinho, Mariana, Paraty, São Sebastião e agora o Rio Grande do Sul sofrem as consequências desse plano, que pouco ou quase nada concretizou, enquanto nesse tempo, sequenciaram-se tragédias, que não são suavizadas com uma efetiva campanha de arrecadação de doações. Vem o depois e os dramas solitários de enfermidades físicas e mentais, traumas e lutos, sem contar o peso da reconstrução elementar da vida de milhões. 

Prevenção 

A propósito da presente tragédia dos gaúchos: uma auditoria operacional na Defesa Civil de SC feita pelo Tribunal de Contas apontou que, desde o distante ano de 2014, as barragens públicas estaduais apresentavam deficiências e as informações sobre projetos e execução delas eram acessadas apenas por pedidos de informação. Ainda assim, de forma insuficiente e pouco satisfatória. Uma caixa preta. 

Entre os grandes 

A Private Brauerein Bayern, entidade que tutela, chancela e organiza o padrão de excelência da tradição cervejeira da Alemanha, principalmente junto aos venerados produtores artesanais, reconheceu a importância da Ablutec em recente publicação em seu portal. Enalteceu os benefícios ao mercado mundial pela parceria firmada na organização do Concurso Brasileiro de Cervejas, anualmente realizado em SC e reconhecido como um dos mais conceituados do planeta. 

Prevenção 

Quem já não emprestou seu carro para um amigo e se arrependeu? Um caso: a Justiça Federal negou a devolução de veículo apreendido na zona aduaneira de Dionísio Cerqueira porque foi usado, por terceiro, que o pediu emprestado, para transportar contrabando de mercadoria estrangeira. Sua culpa: forneceu o meio material para o ilícito fiscal, concorrendo para a sua existência. 

Animais 

Ficou pronto para decisão em plenário mais um projeto que castiga pessoas condenadas por crimes de maus-tratos aos animais em SC: ficarão impedidas de serem nomeadas para funções gratificadas. Quem sabe a violência diminua. 

Concurso fajuto 

Há dois meses, o município de Arroio Trinta, no Meio-Oeste, fez concurso público e contratou os aprovados. Só que depois descobriu-se que de 30 questões de uma das provas, 24 eram cópias literais disponíveis na internet, enquanto outras seis apresentavam diferenças apenas na ordem de alternativas de resposta. O certame será anulado. Imagina-se quantos outros seguem a mesma malandragem por parte das empresas contratadas para realizá-los. E ninguém fica sabendo ou denuncia. 

M2 caro 

Saiu o ranking atualizado das 10 cidades brasileiras com o metro quadrado de imóvel novo mais caro em abril deste ano. Balneário Camboriú, com R$ 12.993 e Itapema com R$ 12.806, estão em 1º e 2º lugar. Depois de Vitória (ES) em 3º, vem Florianópolis, em 4º (R$ 11.144) e Itajaí, em 5º (RS 10.894).  

Voleibol 

A Havan se tornou patrocinadora master do time da Abel Moda Vôlei, de Brusque, que luta para obter R$ 3 milhões necessários, no mínimo, para disputar a Superliga A, a elite da modalidade no país. 

Adotando cidade 

Entendimentos mantidos entre as câmaras de vereadores de Bombinhas (SC) e de Eldorado do Sul (RS) permitirão que o município catarinense adote o gaúcho, duramente atingido pelas cheias dos rios da bacia do Guaíba. Bela iniciativa. 

Reconhecimento da ONU 

O Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades (PGC), entidade que elabora estudos para concessão do tratamento de esgoto sanitário em Brusque, teve três trabalhos reconhecidos pela ONU. A informação é do Valor Econômico. Trata-se de um reconhecimento pelos projetos do instituto que implantam soluções por meio de parcerias público-privada (PPP). Os projetos foram selecionados para o 8º Fórum Internacional de Parcerias Público-Privadas. O evento ocorrerá em Istambul, na Turquia. 

Recursos bloqueados 

O governo federal bloqueou recursos para prevenção de desastres em SC, segundo publicação em O Globo. O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional contingenciou quase 90% dos R$ 95 milhões destinados por deputados catarinenses para estudos, obras e projetos de contenção de inundações. Trata-se da única verba de bancada estadual destinada à prevenção de desastres do Brasil neste ano. Deveria ser aplicada na região metropolitana do Alto Vale do Itajaí e na contenção de erosões marinhas e fluviais. Conforme o jornal, a média de contingenciamento de recursos de emendas de bancadas estaduais naquele ministério é de 30%, três vezes menos que o bloqueio a SC.   

Insensatez 

O simples fato de multar e depois anular, diante da execração geral, expõe o quanto uns burocratas são insensíveis e cruéis, até. Foi o caso envolvendo caminhões de SC transportando donativos para o Rio Grande do Sul, retidos por “excesso de peso”. Não é só inacreditável, como repugnante e revoltante. Será que a ANTT fez outra “fiscalização” mais rigorosa que essa nos últimos dias e semanas? Provavelmente não. 

Havan entrega produtos salvos 

O empresário Luciano Hang, esposa e filho estiveram na Havan de Lajeado (RS) onde fizeram a entrega dos produtos que não foram atingidos pelas enchentes do Rio Grande do Sul, ao Lions e ao Rotary Club. Diversos caminhões foram carregados com os itens, os quais serão compartilhados entre os municípios de Lajeado, Cruzeiro do Sul, Estrela, Arroio do Meio, Muçum, Roca Sales. São mais de 300 voluntários entre as duas entidades que estão atuando desde o primeiro dia das cheias. 

Fim da 2ª Guerra Mundial

Há 79 anos, em 8 de maio, terminava na Europa a Segunda Guerra Mundial, conflito que causou a maior tragédia das muitas vezes, sangrenta história da humanidade. Com a capitulação da Alemanha, era enterrado o macabro projeto nazista de construção do império da Grande Germânia ariana. Para o genocida Adolfo Hitler, a Alemanha nazista, haveria de durar por mil anos. Não passou de uma dúzia de anos. Mesmo que no Japão a guerra ainda continuasse por mais quatro meses, os povos de todo o mundo festejaram a grande vitória do bem, da paz e da fraternidade sobre o mal, a intolerância política e a ideia odiosa de existência de uma raça superior. 

Concessão ampliada 

Em audiência pública no Congresso Nacional, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) anunciou que está estudando estender em 15 anos a concessão da BR-101 em SC para a empresa Arteris Litoral Sul, com o objetivo de contemplar a construção de dois túneis na região do Morro dos Cavalos, no município de Palhoça. A agência recebeu proposta de extensão do contrato da Arteris e deve protocolar o pedido na Câmara de Solução Consensual do Tribunal de Contas da União (TCU) em breve. Se realizada ainda neste contrato, que durará mais nove anos (até 2033), a obra teria forte impacto sobre a tarifa de pedágio. 

Déficit 

O governo federal apresentou um déficit primário de R$ 230,5 bilhões em 2023, equivalente a 2,1% do PIB, marcando o pior resultado desde 2020: déficit primário ocorre quando os gastos governamentais excedem a arrecadação de impostos, excluindo o pagamento de juros da dívida pública. 

Governo gastador

Quanto mais se lê nos jornais sobre o governo gastador, um Judiciário em excursão a Londres, a falta de vacina da dengue, a insegurança, sobre déficits públicos bilionários, apoios a ditadores e terroristas e ainda vendo o rumo para o qual o Brasil vai seguindo, percebe-se que Bolsonaro não era tão perigoso assim. Pensando bem …

Receitas de Brusque 

O Observatório Social de Brusque (OSB) realizou o levantamento de dados dos últimos cinco anos, para analisar as principais fontes de receitas do município de Brusque. Foram pesquisados os valores recebidos referentes aos pagamentos de IPTU, ISS, ITBI, Cosip, FPM, ICMS, IPVA e Fundeb. A pesquisa abrange as receitas nos anos de 2019, 2020, 2021, 2022 e 2023, apontando a evolução dos recursos recebidos. As informações foram coletadas no aplicativo do Portal da Transparência da prefeitura. Das receitas pesquisadas, o IPTU, ITBI, ISS e Cosip são tributos próprios municipais, ou seja, cobrados diretamente pela prefeitura e aplicados integralmente no município. Já o ICMS e IPVA são impostos estaduais e quem recebe é o tesouro do estado, o qual repassa um percentual dos valores arrecadados no município (ICMS retorna em torno de 25% e o IPVA 50%). As demais receitas apresentadas na pesquisa são referentes a repasses do governo federal. Os valores dos repasses têm como referência o número de pessoas atendidas em nível municipal. 

Celular em sala de aula 

Vários projetos de lei tramitando no momento na Assembleia Legislativa envolvendo restrições ao uso de celulares nas escolas e sobre o combate à dependência tecnológica entre crianças e adolescentes. Para não ficar perdendo tempo em assuntos já deliberado, uma dica: há em SC a lei estadual 14.363, uma das primeiras do Brasil, de quase 20 anos, permitindo que os estudantes levem o aparelho consigo, desde que permaneça guardado nas mochilas, no modo silencioso, enquanto na sala de aula. 

Produtividade 

A Vara do Trabalho de Fraiburgo retomou o primeiro lugar do Índice Nacional de Gestão de Desempenho da Justiça do Trabalho, que avalia todas as cerca de 1,6 mil varas do trabalho do Brasil. É a quinta vez que a unidade alcança essa posição. A análise é atualizada a cada trimestre, sempre levando em conta um período de 12 meses. Além de Fraiburgo, a VT de Videira também teve um desempenho de destaque, ficando com a terceira colocação. 

Status 

Autointitulados “bilionários” e “milionários” de uma conhecida região de SC pediram a alguns dos trocentos colunistas sociais e influencers que não fossem mais definidos assim, já que entre outros dissabores vinham recebendo visitas inesperadas de cobradores e de auditores da Receita Federal, em busca de “incongruências” em suas declarações de renda. Pediram que, no máximo, fossem definidos como “magnatas”. 

Mais notícias acdiegoli.blogspot.com

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -