- Publicidade -
- Publicidade -
21.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Economia na Semana

Turismo do Vale 

A semana que passou trouxe duas boas notícias para o turismo do Vale Europeu. Bem na foto, Blumenau e Pomerode estão em alta na avaliação de viajantes, revelaram pesquisas de alcance nacional. No primeiro caso, um levantamento do Booking.com, uma das maiores plataformas de viagens do mundo colocou, com base no aumento do número de reservas, a terra da maior Oktoberfest das Américas na lista dos 10 destinos brasileiros que serão tendência em 2023. Já a mais alemã das cidades brasileiras figurou em uma relação dos 10 melhores destinos do país, segundo ranking da Melhores Destinos, site de promoções de passagens aéreas. Neste caso, a avaliação, que contou com a participação de quase 15 mil pessoas, considerou quesitos como custo-benefício, atrações, receptividade, gastronomia e segurança. As eleições populares atestam o potencial turístico da região, potencial este muitas vezes subestimado por que maqui vive. Mais do que um reconhecimento, ambas servem também como alerta. A rede hoteleira ainda pode evoluir e a chegada dos turistas principalmente por terra, pela BR-470 ainda não totalmente duplicada, são desafios para melhor receber quem escolhe o Vale Europeu para passear. 

Gás em SC 

- Publicidade -

A fabricante de bebidas Fruki anunciou crescimento de 61% em Santa Catarina em 2022. Gaúcha de origem, a empresa desembarcou no Estado em 2019, com a implantação de um centro de distribuição em Blumenau. Desde então, as vendas para clientes catarinenses passaram a representar 11% do resultado total. Com um portfólio que inclui refrigerantes, refrescos e energéticos, a Fruki não abre valores do faturamento, mas diz que o balanço do último ano apresentou crescimento recorde, com alta de 28% e volume de vendas 18% superior ao resultado de 2021. Para este ano, a empresa projeta a inauguração, em novembro, de uma nova fábrica em Paverama (RS), que está demandando investimentos de R$ 175 milhões. Lá serão produzidos 200   milhões de litros por ano, que se somarão à capacidade de 420 milhões de litros da matriz de Lajeado (RS). 

Bem posicionada 

A Intec Brasil acaba de divulgar o Ranking das Maiores Construtoras do Brasil, Edição 2023. O Ranking das 100 Maiores Construtoras do Brasil visa apresentar e homenagear as principais construtoras que se destacaram, com base na metragem quadrada construída. A lista está disponível no site oficial 100maioresconstrutoras.com.br. A construtora FG Empreendimentos, com sede em Balneário Camboriú, é destaque no ranking, figurando como a maior em SC, a segunda no sul do país e a 14§ no ranking nacional. Entre as catarinenses, aparecem ainda a Rôgga Empreendimentos (36ª posição), de Joinville e a Lotisa Empreendimentos (63ª posição), de Itajaí. 

Águas internacionais 

Mal finalizou uma ampliação no parque fabril em 2022 e o estaleiro catarinense Armatti Yachts já projeta uma nova expansão em São José, na Grande Florianópolis. A ideia é dobrar a área de produção de embarcações de luxo, hoje de 10 mil metros quadrados. Isso inclui novos galpões e pátios para abrigar os iates. A direção está convicta de que o investimento vai acontecer em breve, embora ainda não crave uma data para tal. As projeções são motivadas pela abertura de novos mercados, principalmente na Austrália e nos Estados Unidos, onde um cliente recentemente encomendou 12 iates de 39 pés e há planos para abrir uma filial. A Armatti também confirmou a participação em importante feira náutica americana, que servirá como vitrine para prospecção de novos negócios. A alta demanda acabou limitando a produção dos barcos, o que justifica a nova ampliação. A empresa acabou escolhendo fabricar iates maiores, de 39 pés, por serem mais rentáveis. Os modelos partem de R$ 1,7 milhão, enquanto iates menores ficaram em segundo plano. A empresa espera superar os R$ 54 milhões de faturamento em 2023, com a produção de 100 embarcações, e também conversa com potenciais clientes na Arábia Saudita e em Cingapura. 

Leilão da Buettner 

Os ex-funcionários da Buettner, em Brusque, que ainda têm créditos a receber, poderão ter uma boa notícia no dia 3 de abril. Nesta data está agendado o leilão da massa falida, com oito imóveis avaliados em R$ 75,2 milhões. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Têxteis da região, com a venda dos imóveis,  1.135 trabalhadores poderão ser beneficiados. Muitos deles, estão aguardando seus direitos desde 2011. Destes, 64 já receberam parte do valor, mas também possuem créditos a receber. Alguns estão esperando há mais de 10 anos pelo pagamento. O leilão será realizado pela Central Sul de Leilões e teve seu edital publicado dia 1º de fevereiro. A previsão é de que com R$ 40 milhões se possa liquidar todo o passivo trabalhista existente.  

- Publicidade -

Viagens domésticas 

O Brasil tem um potencial enorme para o turismo, e as viagens domésticas interestaduais e intermunicipais de ônibus são uma ferramenta incrível para conectar pessoas e turistas a lugares em todo o país de forma segura e barata, completamente integradas a negócios digitais e aplicativos. O interesse e a compra de viagens domésticas de ônibus quintuplicou em 2022, agregando valor a todos os perfis de viagens, inclusive no segmento corporativo. O crescimento do modal ônibus no turismo representa um verdadeiro salto no segmento de transporte, mas para o Brasil virar uma potência do turismo ainda é preciso mais do que um rico capital natural e cultural, é preciso investimento, infraestrutura, segurança e estímulos aos negócios do turismo. 

Trabalho x capital 

O nosso presidente, como se sabe, nunca foi afeito ao trabalho e não gosta de patrão. Ele não ajuda em nada a criar os tão necessários empregos quando diz, como fez recentemente, que empresas de aplicativos “exploram trabalhadores como jamais visto”. No mesmo dia o Tribunal Superior do Trabalho rejeitou recurso de motorista de Porto Alegre contra decisão que não reconheceu seu vínculo de emprego com a Uber do Brasil. Os ministros concluíram que não estavam presentes os requisitos que formam a relação de emprego, principalmente o da subordinação jurídica., porque o motorista tinha a liberdade de escolher as viagens que iria fazer, seus dias e seus horários de serviço. 

Cerveja 

A Semana da Cerveja Brasileira de 5 a 11 deste mês no Parque Vila Germânica, em Blumenau, chega a sua 16ª edição com conquistas a comemorar pelo segmento em SC: 30% das 105 marcas inscritas para participar do evento tem o Estado como origem. 

Carne de laboratório 

O presidente do JBS Biotech Inovation Center, localizado em Florianópolis, está fazendo o maior investimento no Brasil para o desenvolvimento e produção de carnes de laboratório, anunciou em reunião da diretoria da Fiesc, que a empresa vai gastar US$ 62 milhões em um empreendimento no norte da Ilha de SC. 

Upper Trade 

A empresa brusquense Upper Trade Import & Export foi uma das 107 brasileiras a participar da 28ª Gulfood, a maior feira de alimentos e bebidas do Oriente Médio. O evento aconteceu entre os dias 20 e 24 de fevereiro, em Dubai, nos Emirados Árabes. A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil), estima que o volume negociado durante a feira chegue a R$ 4,5 bilhões, somando o valor dos negócios imediatos com o dos 12 meses seguintes ao evento. A empresa brusquense decidiu participar como expositora na Gulfood 2023 pela oportunidade de expansão dos negócios em nível global. A empresa montou um estande focado na exportação de grãos, apresentando esses produtos para um público internacional. 

Fusões e aquisições 

As fusões e aquisições, M&A na sigla em inglês, seguem aquecidas no setor de tecnologia de SC. Nos últimos dias, o Grupo Sofplan anunciou a aquisição da Prevision, de Florianópolis, líder nacional em planejamento e eficiência de obras. Já integrante da plataforma Sienge da Softplan, a a construtech tem quase 300 clientes no país e 100 empregados, que foram incorporados ao grupo. Outro negócio foi a venda da startup Pulses, de Itajaí, para a Gupy, líder nacional em tecnologia para gestão de recursos humanos. Maior HRTech do país em soluções para clima e engajamento empresarial, a Pulses foi adquirida pela eficiência dos seus seus sistemas com inteligência artificial. Os valores dos dois negócios não foram revelados. 

Indústria pressiona 

Apesar de fazer lobby intensivo, a indústria brasileira enfrenta dificuldades para ser ouvida, tanto pelos parlamentares, quanto por governos e o STF. Por isso, os presidentes das federações das indústrias de SC, do Paraná e do Rio Grande do Sul se reuniram em Brasília, com o presidente do Senado, para apresentar um manifesto em defesa do respeito a decisões julgadas e à segurança jurídica. Eles mostraram preocupação com a decisão do STF, sobre a Cofins, em 8 de fevereiro, pela qual um contribuinte que consegue decusão favorável com trânsito em julgado na Justiça perde esse direito diante de novo entendimento do STF. 

Sem aumento 

O consumidor não pagará taxa extra sobre a conta de luz em março. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) manteve a bandeira verde para o mês para todos os consumidores conectados ao Sistema Interligado Nacional (SIN). A conta de luz está sem essas taxas desde o fim da bandeira de escassez hídrica, que durou de setembro de 2021 até meados de abril de 2022. Segundo a Aneel, na ocasião a bandeira verde foi escolhida devido às condições favoráveis de geração de energia, com os reservatórios das usinas hidrelétricas em níveis satisfatórios. Caso houvesse a instituição das outras bandeiras, a conta de luz refleteria o reajuste de até 64% das bandeiras tarifárias aprovado em junho de 2022 pela Aneel. Segundo a agência, os aumentos refletiram a inflação e o maior custo das usinas termelétricas neste ano, decorrentes do encarecimento do petróleo e do gás natural nos últimos meses. 

Palhoça avança 

Com localização estratégica na Grande Florianópolis, ampla área territorial com extensão à margens da BR-101 e natureza exuberante no mar e nas montanhas, Palhoça vem registrando acelerado crescimento econômico e populacional. Segundo o último Censo de 2022, é o sétimo município mais populoso do Estado, com 236 mil habitantes, é o nono município que mais gera empregos e está em sexto lugar entre os que mais abrem empresas. Quem está consolidando na cidade e contabiliza resultados crescentes é o shopping Via Catarina, do grupo Sibara, de Balneário Camboriú. O empreendimento registrou crescimento de 15% em faturamento no ano passado, o melhor resultado da história. 

Projeto Qualifica 

Mais de 60 pessoas passaram por capacitações gratuítas do Projeto Qualifica em Botuverá, em 2022. A iniciativa é resultado pela Prefeitura do município em parceria com o Senai, que disponibiliza uma carreta equipada para as aulas e professores capacitados. A estrutura é do Senai Móvel e dois cursos foram realizados no último ano: de panificação e de corte e costura. A intenção é oferecer qualificação para inserção dos moradores no mercado de trabalho ou proporcionar a possibilidade de que famílias possam ter uma renda extra. Trata-se de um curso bem produtivo, pois muitas pessoas certificadas pela capacitação de corte e costura conseguiram arrumar emprego. Muitos moradores que vem de outras cidades e conseguiram fazer o curso. 

Obras iniciadas 

Sábado dia 25, foi dado início às obras de alrgamento da rodovia SC-486, entre Botuverá e Vidal Ramos. Pontos críticos da rodovia, que ficam nas localidades de Ourinho, Vargem Pequena e Vargem Grande, serão ampliados. O trajeto é uma opção para quem viaja entre o Alto Vale e o Médio Vale do Itajaí. A obra é uma parceria entre o governo do estado e a prefeitura. 

Negócios 

A parceria entre a Abrasel, o Sebrae-SC e o programa Boot Lab, fechou uma turma do projeto Acelera, que compreende a região entre Balneário Camboriú e Joinville. São mentorias aos mais diversos aspectos do mundo de bares e restaurantes, do financeiro ao marketing. Com valores 75% subsidiados, o projeto conta com conselheiros exclusivos, diversos mentores e reuniões presenciais e on-line. 

Rastro de pobreza 

A Guerra do Contestado (1912-1916) é considerado o maior conflito armado do país. Ocorreu na divisa de Santa Catarina com o Paraná. A construção de uma estrada de ferro desalojou famílias que viviam basicamente da agricultura, como o cultivo da erva-mate. A ferrovia também atraiu milhares de pessoas, mas que perderam o emprego à medida que os trechos eram finalizados. Essa situação provocou uma crise social e que se agravou com o messianismo, a partir do aparecimento de monges que formaram comunidades com os sertanejos. A formação desses redutos preocupou o governo federal, que enviou várias tropas para a região. Quando o cerco se apertou, começou a faltar comida, remédios e munição para os rebeldes. Sobreviventes relataram que, no final, comeram até couro de cintos e arreios para não morrer de fome. O reduto de Santa Maria foi destruído em 1915. Em telegrama, o capitão responsável pelo ataque detalha: “Tomei e arrastei 13 redutos com enormes sacrifícios do meu heróico destacamento. Matamos em combate perto de 600 jagunços, não contando o grande número de feridos, arrasei perto de 5 mil casas e 10 igrejas”. O Contestado ganhou este nome porque os dois estados disputavam o território. Após diversos conflitos e perseguições que teriam matado cerca de 10 mil pessoas, a guerra chegou ao fim em outubro de 1916 com a assinatura, no Rio de Janeiro, do Acordo de Limites PR-SC. O Contestado foi um dos primeiros movimentos políticos-sociais do país e deixou um legado de pobreza e desassistência que persiste até hoje no Planalto Norte, com os mais baixos IDH de SC. 

Fla-Flu

Saiu mais um índice atualizado Fipe-zap sobre o preço médio nacional do metro quadrado de novas construções, referente a dezembro de 2022, dando Balneário Camboriú a liderança. Mas há uma novidade: Itapema, sua vizinha, desbancou Vitória (ES) e agora tem o segundo lugar, com R$ 10.614 em janeiro deste ano. A lamentar que enquanto o mercado imobiliário explode, a preocupação com o saneamento, em ambos, está longe de ser uma prioridade em políticas públicas. 

Justificativa 

O governador de SC tem seus argumentos para criar a Secretaria de Estado de Portos, Aeroportos e Ferrovias, que será comandada pelo ex-prefeito de Imbituba, Beto Martins. Quanto a Portos, pelo menos, parece necessária: SC é dona de um recorde nacional, com seis deles em seu litoral. São os de Laguna, Imbituba, Itajaí, Navegantes, São Francisco do Sul e Itapoá. 

Apelo 

Comunidades, empresários, artesãos e entidades da sociedade organizada da cidade histórica de São Francisco do Sul estão numa angústia só quanto à situação de seu grande atrativo, o Museu Nacional do Mar, que para eles tem a importância do que é o Coliseu para Roma. Está fechado e com licitação em trâmite para dar continuidade à sua restauração. Não tem uma forma de que seja emergencial? Um atrativo desses não pode ficar fechado nunca. 

Volta das ideias erradas 

Mais conhecido pelos livros infantis, o escritor José Bento Monteiro Lobato (1882-1948) também teve uma vocação empresarial não muito bem-sucedida. Tentou ser fazendeiro e proprietário de escolas. Buscou uma maneira de monetizar o Viaduto do Chá, no centro de São Paulo. E sua segunda atividade mais conhecida, além de escrever as histórias do Sítio do Picapau Amarelo, foi tentar criar a indústria petrolífera brasileira. Lobato lutou com as armas que tinha. Escritor conhecido, em 1936 ele lançou um de seus maiores sucessos editoriais, “O Escândalo do Petróleo”, em que denunciava a política oficial de dizer que não havia petróleo no Brasil. Quando o país ainda nem sonhava com um mercado de capitais, Lobato tentou colocar em funcionamento nada menos que quatro empresas petrolíferas, para as quais buscou recursos por meio de subscrições públicas (mas pode chamar de vaquinhas). Apenas em 1953, cinco anos após a morte de Lobato, seria criada a Petrobrás, por meio da campanha “O Petróleo é nosso”. Esse breve apanhado de uma longa história mostra que, no Brasil, o petróleo sempre foi um assunto politicamente incandescente. Por isso, não é de surpreender que assuntos técnicos como a formação de preços e a política de dividendos da Petrobrás sejam motivos de tanto alvoroço em Brasília. 

Mercado de Pulgas 

A 19ª edição do Mercado de Pulgas acontece em Brusque nos dias 10, 11 e 12 deste mês, no pavilhão de eventos, o pavilhão da Fenarreco. Neste ano haverá uma nova atração: o 1º baile dos anos 70 e 80. Exposições, vendas e trocas de antiguidades no evento, que é o maior do Sul do Brasil, acontecerão durante os três dias de realização. 

Otto Atacarejo

O Otto Atacarejo vai inaugurar mais uma unidade em Brusque. O estabelecimento de atacado e varejo, trata-se da maior unidade, que será de 2,5 mil m2 e contará com espaço para cinco lojas menores. A unidade, que ainda não tem data para ser inaugurada, será localizada no bairro Souza Cruz, na região próxima ao bairro Dom Joaquim, localização com um grande potencial na cidade. 

Alcance 

Para conhecimento dos muitos contribuintes de tributos que estão se sentindo um pouco vingados com a Operação Mensageiro: mesmo correndo em segredo de justiça, sabe-se que ela chegou em Joinville, Itapoá, Barra Velha, Campo Alegre, Três Barras, Corupá, Canoinhas, Mafra, Schroeder, Guaramirim, Papanduva, Balneário Barra do Sul, Major Vieira, Bela Vista do Toldo, Lages, Agrolândia, Apiúna, Ibirama, Presidente Getúlio e Brusque. Mas outras virão. Os estoques de Rivotril nas farmácias destas cidades devem estar à mingua. 

Adultério 

Sem caracterizar humilhação pública e vexatória, a relação extraconjugal vivida por uma mulher antes da oficialização do divórcio não implica o dever de indenizar o ex-marido. Foi com esse entendimento, que no Juizado Especial da Comarca da Capital, foi negada compensação por danos morais pleiteada pelo ex em processo contra a ex. 

Alô, prefeitos 

Com medidas simples, muitos prefeitos podem economizar milhões em saúde, fazendo prevenção. Como? Consertando ou ampliando calçadas de ruas e praças para que a população possa, simplesmente. caminhar. Conforme notícia divulgada mundialmente há poucos dias, as pessoas que reservam apenas o fim de semana para fazer atividades físicas alcançam quase tantos benefícios quanto quem faz o mesmo volume de esforço todos os dias. O principal benefício é a redução, no mínimo, de 30% no risco de morte. 

Áreas de risco 

Até janeiro deste ano o Serviço Geológico do Brasil mapeou áreas de risco em 1.632 municípios. Desses 1.575 foram identificados como áreas de risco alto e muito alto. Nesta identificação estão três catarinenses entre os 20 com mais risco: Brusque, 199; Joinville, 140 e Lages, 66. 

Brasis

O IBGE divulgou a renda per capita dos brasileiros, mostrando que enquanto moradores do Distrito Federal acumulam R$ 2.913 mensais, a maior do Brasil, os maranhenses recebem R$ 814. A dos catarinenses é a quarta mais alta (depois de São Paulo e Rio Grande do Sul): R$ 2.018. Renda per capita significa renda por cabeça. Mede o que ganha cada indivíduo, dentro de uma determinada população, calculando-se uma média geral desse valor. É possível, portanto, medir a sua renda com relação ao país, ao Estado e ao município. 

Filme velho 

O novo presidente da Casan tomou posse com a promessa de em quatro anos fazer com que SC avance mais 25% na cobertura de esgoto sanitário e assim permitir que pelo menos 50% da população tenha acesso aos serviços de coleta e tratamento. Hoje SC amarga nisso, vergonhosamente, as últimas posições entre todas as unidades da federação.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -