- Publicidade -
- Publicidade -
18.5 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Economia & Negócios 

Criação de empregos em SC

O mapa do emprego em Santa Catarina neste ano mostra diferentes cidades na liderança, conforme o setor. A nova rodada do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) manteve Joinville na liderança, na criação de vagas neste ano, com 7,5 mil novos postos de trabalho. O dado é referente ao conjunto dos setores, com atualização até o final de abril. Líder geral, Joinville tem o melhor desempenho do Estado no setor de serviços, com 5,1 mil novas vagas neste ano. O número representa o saldo entre contratados e demitidos. Em segundo lugar está Itajaí, com 3,6 mil empregos criados até abril. A cidade do Litoral Norte lidera em SC, no ano, no setor de comércio, com 472 novas vagas, seguida de Chapecó. O setor industrial tem a liderança de Blumenau no Estado neste ano, com 1,8 mil novos empregos. Em segundo lugar está Brusque com 1,7 mil vagas até abril, com quase mil postos de trabalho criados no setor. São Joaquim está na frente no setor agropecuário, com Itajaí em segundo. Na construção civil, Itapema está em primeiro na cidade, foram abertas 1,3 mil vagas. Balneário Camboriú está em segundo lugar, com 926 postos. No ano, até agora, Santa Catarina registra a abertura de 79,9 mil novos empregos. 

Onda paraense

- Publicidade -

A Folha de São Paulo (FSP) divulgou um fato que os próprios catarinenses não sabiam, ou seja, que há uma onda de paraenses em direção a Florianópolis em busca de emprego e melhores condições de vida. Foi o que apontou estudos da socióloga e professora Andréa Bittencourt Pires Chaves, da Universidade Federal do Pará. Ela apurou, com base no Censo do IBGE de 2022, que os filhos de mães paraenses já representam 2,2% dos nascimentos em SC, atrás apenas dos nascidos com mães com origem no Paraná (9,4%), Rio Grande do Sul (7,9%) e São Paulo (3,1%). A “colônia” do Pará em Brusque fala-se em mais de 10 mil pessoas. 

Escolas cívicas

Por onde vai, o governador de SC recebe pedidos de prefeitos, mesmo estando em final de mandato, para que suas cidades sejam contempladas com escolas cívico-militares. Se espelham nas nove já existentes no Estado, com imensa repercussão nas respectivas comunidades, por diferentes motivos, entre eles a disciplina, segurança e ambiente escolar sadio e pacífico. 

Incertezas

Ciente de que o industrial catarinense tem pela frente desafios e incertezas relevantes para planejar novos investimentos e definir rumos para seus negócios, a Federação das Indústrias de SC decidiu pela realização de dois eventos em junho, um com o cientista político e ganhador do prêmio Liberdade de Imprensa em 2024, Fernando Schuler. Outro com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado. 

SC é referência em Defesa Civil 

Desde que o Rio Grande do Sul teve como pensar em se reconstruir, depois que as águas começaram a baixar, um exemplo de reação a desastres naturais passou a ser latente para as autoridades gaúchas: o que é feito em Santa Catarina desde 2008, quando catarinenses perderam a vida, principalmente no Vale do Itajaí, e diversas cidades foram devastadas pelas chuvas. A Defesa Civil em SC foi estruturada a partir daquele momento, com uma consolidação de estrutura nos últimos anos. É por isto que, atualmente, os catarinenses que gerem o órgão são procurados para aconselhamentos e sugestões do que deve ser feito em outras partes do país. A principal receita, entretanto, não é simples. O que o RS ainda não tem e sentiu falta para a reação ao desastre foi governança de Defesa Civil. Em SC, isto se construiu desde 2008, com uma estrutura que independe do agente político que está à frente do governo do Estado. Com o modelo atual, o monitoramento, o alerta a resposta funciona 24 horas por dia. As equipes internas e externas são referência por conta do modelo adotado.

- Publicidade -

Expansão em Pomerode 

A Lamitec, indústria de embalagens plásticas, vai ampliar a fábrica instalada no bairro Texto Central, em Pomerode. A unidade praticamente dobrará de tamanho, passando dos atuais 2,8 mil metros quadrados para 5,6 mil metros quadrados. Dois novos galpões serão acrescentados à estrutura já existente. Um estudo para a expansão já tramita na prefeitura e será discutido em audiência pública convocada para 13 de junho. Um dos galpões será usado para armazenamento de mercadorias e o outro, para o setor administrativo. Eles serão erguidos em etapas diferentes. 

Unimed compra hospital 

Uma negociação com condições amigáveis, considerando a dimensão do negócio, facilitou a venda do Hospital Santa Catarina para a Unimed Blumenau, sacramentada em assembleias na última semana. Pela centenária e tradicional unidade hospitalar, a cooperativa de médicos vai desembolsar R$ 225 milhões. O pagamento será feito em 180 parcelas mensais de R$ 1,25 milhão, ou seja, por um período de 15 anos, com correção de juros. O alongamento é pouco habitual em transações desta natureza. Para a Unimed, o negócio é particularmente favorável porque preserva o caixa em curto prazo, sem comprometimento imediato de um grande volume de dinheiro. O negócio inclui apenas as instalações já existentes e não abrange o projeto do novo edifício que deve ser erguido em um terreno na frente. Este novo empreendimento, que abrigará salas comerciais voltadas à clínicas e laboratórios, permanecerá no guarda-chuva da União Paroquial Luterana, mantenedora do hospital. 

Terrenos de marinha 

O prefeito de Florianópolis foi um dos convidados de audiência pública no Congresso Nacional, para discutir a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 3/2022 que transfere os chamados terrenos de marinha, mediante pagamento aos seus ocupantes particulares, e, gratuitamente, quando ocupados por estados ou municípios. Os terrenos de marinha, estima-se que sejam 90 mil no litoral catarinense, são as áreas situadas na costa marítima que contornam as ilhas, as margens dos rios e das lagoas, em faixas de 33 metros medidos a partir da posição da preamar (maré cheia) média de 1831. 

Vendas on-line

Santa Catarina, que atingiu R$ 40 bilhões em vendas on-line no ano passado ganhou uma credencial: Blumenau receberá pela primeira vez a ExpoEcomm, dia 11 de junho. É um prestigiado evento itinerante, que percorre diversas cidades do interior do Brasil reunindo líderes do bilionário comércio eletrônico brasileiro. 

Economia de SC 

O ritmo da dinâmica economia catarinense segue acima da média brasileira. O Estado alcançou no primeiro trimestre deste ano crescimento econômico de 3% de acordo com o Índice de Atividade Econômica Regional (BCR-SC), apurado pelo Banco Central e considerado uma prévia do PIB. A alta foi maior do que a média nacional no mesmo período, que subiu 1%. No acumulado dos últimos 12 meses até março, segundo esse indicador, SC cresceu 2,7%. No mesmo período, o Brasil alcançou crescimento de 1,7%. A alta de SC foi puxada pelos três setores que mais pesam na composição do PIB: serviços, comércio e indústria. A maior alta foi do setor de serviços, que cresceu 5,9% no primeiro trimestre frente ao mesmo período de 2023. Nesta mesma comparação, a indústria teve alta de 3,5% e o comércio ampliado cresceu 4,1%. Neste mesmo indicador, no Brasil, os serviços cresceram 1,2%, a indústria 1,9% e o varejo ampliado, 4,6%. 

Comércio 

Duas das principais federações empresariais de SC, a Facisc e a Fecomércio, estão se mobilizando para barrar os efeitos da portaria 3.665 do Ministério do Trabalho, que restringe o funcionamento do comércio aos domingos e feriados. Adiada algumas vezes e agora prevista para entrar em vigor no segundo semestre, impacta vários setores, como lojas, supermercados e farmácias, que só poderão abrir mediante autorização dos sindicatos. 

Vigarista 

Vai e volta e Balneário Camboriú pontua no noticiário como paradeiro de vigaristas. O personagem da vez se autointitulava “Dr. Money”, de apenas 16 anos, que vivia em uma cobertura de R$ 2,5 milhões na cidade. Está sendo investigado por aplicar golpes ao simular apoio à população vitimada pelas cheias no Rio Grande do Sul. Por enquanto, via ordens judiciais, foram bloqueados R$ 1 milhão de contas dele e de empresas vinculadas a ele. 

Ficando para trás 

Surpreende como SC vem perdendo seguidamente posições no nível de alfabetização infantil no país em comparação com outras unidades da federação. Por anos, no passado, estava sempre e orgulhosamente, nos três primeiros lugares. O MEC acaba de divulgar os dados por Estado, com o Ceará no teto do ranking: 85% das crianças do 2º ano do ensino fundamental são alfabetizadas, isto é, sabem ler e escrever. Em SC 61%, na sétima posição. 

Novas leis 

Novas leis foram sancionadas pelo governo de SC na área de inclusão social. A 18.918 altera a legislação atual que dispõe sobre os direitos das pessoas com deficiência, para inserir a categoria de deficiência auditiva unilateral. Assim, este segmento passa a ter acesso prioritário a ações e serviços de saúde, educação e inserção no mercado de trabalho, entre outros. A 18.917 assegura ao atleta voluntário em serviço de apoio à atleta cadeirante ou com deficiência visual, isenção no pagamento de inscrição em programas ou eventos esportivos voltados à inserção e integração da pessoa com deficiência. 

Feira Tecnológica da Construção Civil 

A cidade de Brusque se prepara para sediar mais uma edição da Feira Tecnológica da Construção Civil (Fairtec 2024), que acontece de 12 a 15 de setembro no Pavilhão de Eventos. Organizada pelo Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Brusque, Guabiruba, Botuverá e Nova Trento, em parceria com a Andrade Eventos, a feira promete ser um marco para o setor, oferecendo uma excelente oportunidade de negócios para as empresas participantes. A Fairtec 2024 está sendo cuidadosamente planejada para proporcionar uma experiência única aos visitantes e expositores. A expectativa é reunir mais de 80 empresas, que apresentarão soluções tecnológicas e inovações em produtos e serviços para a construção civil. 

Confusão 

Alguns municípios catarinenses têm estabelecido, em leis, a data de Corpus Christi como feriado, como em Florianópolis. Contudo, o Sindilojas local liberou. Quem quiser poderia abrir seus negócios cumprindo cláusulas das convenções coletivas de trabalho em vigor. Nisso quem fica tonto é o consumidor. 

Inspiração 

É bom ver a mídia estadual dar destaque a uma iniciativa pioneira de Jaraguá do Sul diante da presente tragédia gaúcha. Trata-se do Parque Linear Via Verde, criado na gestão do então prefeito Lunelli e ampliado por seu sucessor. Inspirado no que se fez em Nova Iorque e na Holanda, funciona diariamente como um espaço de lazer e de mobilidade e, quando chove um pouco mais, se transforma em área de escape da água, dando vazão e reduzindo os estragos nas áreas habitáveis e de circulação no entorno. 

Reajuste no pedágio 

A Arteris Litoral Sul, concessionária da BR-101, anunciou aumento da tarifa de pedágio em Santa Catarina. Todas as cinco praças de pedágio das rodovias administradas pela Arteris no Sul passam por reajuste. A medida foi publicada no Diário Oficial da União. Sendo assim, a tarifa básica do pedágio passa de R$ 4,90 para R$ 5,20. Os pagamentos dos pedágios podem ser efetuados por dinheiro em espécie e cartão de débito. Segundo a Arteris, o reajuste corresponde à variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Outros motivos também são o reequilíbrio de projetos extracontratuais, instalação de novos radares e a reconstrução do quilômetro 699 da BR-376. Na prática, os preços sobem nos pedágios de Porto Belo, no Litoral catarinense, de Palhoça, na Grande Florianópolis e de Araquari e Garuva, ambos em municípios do Norte do Estado. Fora de SC, o aumento ocorre no pedágio de São José dos Pinhais (PR). Os valores já haviam aumentado de R$ 4,70 para R$ 4,90 em agosto de 2023. O novo reajuste ocorre após nove meses de alteração anterior do valor. 

Roland Garros

O Brasil está representado neste ano com seis tenistas em Roland Garros, no que é a sua maior participação em 36 anos. Motivo para mais brasileiros praticar tênis? Apesar de Gustavo Kuerten, que foi tricampeão, dos mais de 5 mil municípios apenas 115 tem quadras de tênis públicas, totalizando 350. 

Salário 

Sete governadores resolveram agora, sem completar a metade de seus mandatos, aumentar seus salários, com anuência de seus respectivos Legislativos. O maior se deu em Minas Gerais, que passou de R$ 10.500 para R$ 41.845. Por aqui (SC), 16 dias após assumir, o Executivo foi contemplado com aumento de 68%. Desde então recebe R$ 25,3 mil. 

Agronegócio catarinense 

Santa Catarina é referência nacional quando o assunto é agronegócio. Com a economia baseada na agricultura familiar e com a forte atuação das cooperativas, o estado é responsável por produzir alimentos para o Brasil e para o mundo. O setor primário da economia, principal motor das exportações estaduais, responde por cerca de 64% dos produtos que ultrapassam as fronteiras nacionais. De acordo com informações divulgadas pelo Governo de SC em 2022, o setor produtivo obteve um faturamento de US$ 7,5 bilhões, com destaque aos produtos de origem animal. Já em 2023, ainda segundo o Governo Estadual, o Valor da Produção Agropecuária de Santa Catarina alcançou um recorde histórico R$ 64,3 bilhões, representando um crescimento nominal de 6,6% sobre o VPA de 2022, que era até então o maior índice registrado no estado. Todo esse potencial econômico resulta em um resultado significativo para a economia. Conforme informações da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina, a produção catarinense é responsável por 30% do PIB estadual. 

Pit bull

Como a lei estadual 14.202 de 2007, ainda não foi regulamentada, a Diretoria de Bem Estar Animal Estadual e o Ministério Público de SC resolveram agir. Todos os municípios do Estado estão recebendo um protocolo de atendimento da lei, que dispõe sobre importação, comercialização, criação e porte de cães da raça pit bull. Contém orientações diversas e até mesmo quanto ao modelo de notificação. A principal: é proibida a criação e comercialização da raça, bem como das raças que resultem de seu cruzamento. 

Corrupção liberada 

Conclusão que se tira, nitidamente, da assombrosa decisão do ministro Dias Toffoli, que anulou todas as decisões judiciais relativas ao escândalo de corrupção na Petrobrás, que originaram na operação Lava Jato: está liberada a corrupção geral em empresas estatais do Brasil. Que sejam roubadas à vontade, que não acontecerá nada. Socorro! 

Desfile das Costureiras 

O tradicional Desfile das Costureiras ocorreu na noite do dia 24 no Z Nobless, em Brusque. Com a participação de cerca de 76 profissionais da costura, o evento chega a sua 11ª edição com o tema “Ilumine-se: você nasceu para brilhar”. O desfile é um espaço destinado à celebração dos profissionais de costura. Acostumados a confeccionar as roupas usadas por modelos na passarela, o evento é uma oportunidade de promover o empoderamento a visibilidade e o conhecimento dos trabalhadores. Sob os holofotes, a cartela de cores usada nos figurinos foi pensada a partir das tendências do inverno 2024. 

Círculos Trentinos 

O Encontro dos Círculos Trentinos do Brasil ocorreu no final de semana dias 1 e 2 de junho, em Nova Trento. O evento discutiu temas importantes para a comunidade de descendentes italianos, como os 150 anos da grande imigração (comemorados em 2025), a formação de professores para o ensino da língua italiana e a ajuda humanitária para o Rio Grande do Sul. Também teve momentos culturais e movimentação em prol do voluntariado. O resultado será dividido com a comunidade através das diretorias dos círculos trentinos. 

Malha emergencial 

Os aeroportos de Florianópolis e Jaguaruna, no sul do estado, renovaram a malha emergencial com companhias aéreas como Latam, Azul e Gol. Para a capital, 14 novos voos enquanto para Jaguaruna, sete novos voos semanais para São Paulo foram implantados para dar suporte a população do Rio Grande do Sul. Em Florianópolis, a Eucatur ainda administra uma rota rodoviária do aeroporto até Porto Alegre. A expectativa é que o Aeroporto Salgado Filho retome as atividades somente em setembro, após as chuvas que assolaram o estado gaúcho. 

Expocentro 

O Expocentro está comemorando dois anos neste mês de maio, com um crescimento exponencial e com prospecção para 2030, se consolidando como um dos mais equipamentos para eventos no País. Sob a concessão para Eventos, o espaço realizou em 2023 63 eventos e para 2024 os números são ainda mais positivos, com eventos agendados. Em pouco tempo, o Expocentro já é uma referência. Moderno e muito flexível, ocupa um lugar ocioso em turismo de negócios, segundo o gestor do Expocentro, em Balneário Camboriú. O portfólio do espaço conta atualmente com 18 eventos fixos de calendário dos mais diversos segmentos civil, supermercadista, variedades e utilidades, calçadista, vestuário, holístico, moveleiro, veículos e insumos para o vestuário. Desde sua inauguração o Expocentro tem contribuído para o desenvolvimento do turismo de negócios diversos segmentos da economia, desde hotelaria, restaurantes, comércio e fornecedores o setor de eventos tem vindo com a família e acabam ficando mais dias para desfrutar dos atrativos de toda a região. O Expocentro surpreende com sua estrutura moderna e funcional: são 33,5 mil metros quadrados em uma área total de 67,9 mil metros quadrados. 

Engajamento 

As 19 lojas da rede de supermercados Imperatriz fazem uma campanha de estímulo a compras de produtos do Rio Grande do Sul, como forma de contribuir para a recuperação do Estado e da população, que sofre as graves consequências das enchentes. Nas prateleiras, as marcas estão identificadas como “Origem Gaúcha”, com a mensagem “Compre este produto e ajude o povo do Rio Grande do Sul a se recuperar das enchentes”. A campanha também acontece nas redes sociais. 

Arquitetura

A regional catarinense da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura está à frente da edição deste ano da quinta convenção nacional da entidade, de 19 a 22 de junho, em Florianópolis. Sua programação envolve a participação de profissionais do Brasil, México e Colômbia. Em paralelo, entre os dias 15 e 23 de junho, será realizado o Festival de Arquitetura de Florianópolis. 

Alfabetização 

Entre as unidades da federação, as maiores taxa de alfabetização foram registradas em Santa Catarina, com 97,3% e no Distrito Federal, com 97,2%, e as menores em Alagoas, com 82,3% e no Piauí, com 82,8%. Em 2010, a diferença entre a maior e a menor taxa de alfabetização, isto é, entre o Distrito Federal e Alagoas, era de 20,9 pontos percentuais, enquanto que em 2022, esse diferencial caiu para 15,0 p.p. entre Santa Catarina e Alagoas. Entre os censos de 2010 e 2022, Alagoas foi a unidade da federação que mais aumentou o percentual de pessoas de 15 anos ou mais alfabetizadas, com uma expansão de 6,7 p.p., resultado que, no entanto, não foi suficiente para retirá-la da última posição. 

Imagem 

De tudo que se viu, em fotos principalmente, de Magda Chambriard, a nova presidente da Petrobrás, a impressão que se tem à primeira vista é que ela padece de dor de cabeça, azia e má digestão. E que nada sobra de simpatia. 

Mais notícias acdiegoli.blogspot.com

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -