- Publicidade -
14.1 C
Balneário Camboriú

Amizades que vão. Saudades que ficam.

Homenagem 1

Neste retorno à coluna que escrevi durante muitos anos no impresso e depois no online por algum tempo, quero fazer uma homenagem póstuma a um velho amigo, leitor de três décadas do Página 3 e frequentador assíduo da redação. 

Estou falando de Armando Borges de Abreu, bancário aposentado, que faleceu no último dia 15, aos 77 anos, vitimado por uma fibrose pulmonar idiopática, diagnosticada em 2017, que agravou nos últimos dois anos. 

Armando era uma pessoa especial e participativa nas coisas da comunidade. Sempre interessado, acompanhava tudo de perto e depois fazia seus comentários. 

O último foi em novembro do ano passado, quando ele comentou sobre uma reportagem publicada no Página 3:

“Estou apoiando os que reclamam da falta de providências no sentido de não liberar certas casas / bares / restaurantes em locais residenciais. Música ao vivo em bar / restaurante é para ser tocado DENTRO do ambiente comercial e NÃO NA CALÇADA”.

Homenagem 2

No Estaleiro, um sonho realizado. (Arquivo pessoal)

Foi neste contato de novembro que Armando me falou da doença: ‘Fui sorteado com a tal Fibrose pulmonar idiopática, que costuma dar em fumantes…’. Detalhe: ele não era fumante. 

Morador da praia do Estaleiro desde 1985, ele costumava dizer que ‘este era um sonho realizado’. 

Apaixonado pela natureza, ele vivia dentro dela, mas nos últimos anos precisou dividir seu tempo entre o Estaleiro e o apartamento no centro de Balneário Camboriú, para facilitar consultas médicas etc. Por aqui, apreciava passear de bike. 

Homenagem 3

Com sua paixão, Maria Luiza (Arquivo Pessoal)

Casado com Maria Luiza Rizzon, que foi professora do João Goulart, depois desempenhou atividades extra classe da Univali, graduou-se em Turismo e Hotelaria e foi coordenadora de grupos para o exterior, Armando sempre se definia como ‘eterno apaixonado’. Era um cara de bem com a vida. 

Homenagem 4

Com Alex, Elisa e Maria Luiza (Arquivo Pessoal)

Armando deixa a viúva Maria Luiza, os filhos Alex e Leandro e a neta Elisa Rizzon.

Pessoa do bem, com grande círculo de amigos, ele deixa saudades e mais do que isso: um exemplo de vida. 

Fique em paz amigo!


Eleições

Chegando perto a hora das decisões no cenário político. Parece que tem uma ‘penca’ de candidatos se preparando… mas a dúvida maior é qual o rumo que o prefeito Fabrício vai tomar?

Para ocupar o trono de Moisés tem bastante pré-candidato, a maioria na insistência mesmo, tipo já vimos esse filme… e neste cenário Fabrício seria uma novidade e bem jovem.

Contudo, acho que ele vai esperar mais 4 anos, mas nunca fui boa no chute. Então é aguardar mais uns dias…


Frase que gosto

“Livros não mudam o mundo, quem muda o mundo são as pessoas. Os livros só mudam as pessoas.

Mário Quintana
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -