- Publicidade -
- Publicidade -
27.5 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Arquivo Histórico de Balneário Camboriú comemora 30 anos com um rico patrimônio cultural

O Arquivo Histórico de Balneário Camboriú comemora três décadas na próxima quarta-feira (29) e a Fundação Cultural realizará uma exposição na prefeitura (de 28 a 30), para mostrar um pouco desta trajetória e do acervo acumulado nestes 30 anos.

Inaugurado em 20 de julho de 1992, no governo Leonel Pavan, o Arquivo Histórico passou a existir de fato depois que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou a sua criação (Lei 1293), em 29 de novembro de 1993.

O começo

Arquivo Histórico e Câmara de Vereadores, Rua 1061, ano de 1993 (Divulgação/Arquivo Histórico)

|O engenheiro civil Jurandir Knabenn é o responsável pela criação do Arquivo Histórico. Ele conta que começou a gostar de coisas antigas, quando decidiu resgatar a história da família. O interesse o levou para cursar a faculdade de História na Univali, quando surgiu a ideia de resgatar a história de Balneário Camboriú.

- Publicidade -

Na época só existia o livro de Isaque de Borba Corrêa sobre a história da praia. O historiador Ângelo Christoffoli e o escritor Isaque de Borba Corrêa foram importantes na busca e na formação do Arquivo Histórico.

Luiz Carlos Chedid (in memoriam), Isaque de Borba Corrêa, Jurandir Knabben e Ângelo Christofoli, na reinauguração do prédio em 2007 (Divulgação/Arquivo Histórico)

“A ideia foi se formando quando fui resgatar documentos da prefeitura que estavam em um barraco na avenida do Estado, na antiga Secretaria de Obras. Com ajuda de dois funcionários que o prefeito Pavan liberou, começamos a selecionar os documentos e levamos para a Biblioteca. Depois fui nos jornais pedir quem tinha fotos e documentos para doar para fazer o Arquivo Histórico. Cheguei a resgatar cinco pastas, arquivos do jornal O Sol que consegui com a família Mendes de Brusque. Esse foi um dos principais resgates da época, além de jornais antigos de Balneário”, contou Jurandir.

Arquivo Histórico Municipal,3ª Avenida, nº 965, ano 1998 (Divulgação/Arquivo Histórico)

Com mais documentos e fotos, a Secretaria da Educação comandada por Etelvina Julian, deu apoio para formação e conseguiu materiais, como arquivos, prateleiras, e começou a se criar o ambiente para guardar os documentos.

Jurandir foi vereador e autor do projeto que criou oficialmente o Arquivo Histórico em 1992. Ele disse que muitas fases passaram e de algumas nem tem saudades.

Ele contou que na administração do prefeito Luís Castro, conseguiu funcionários que eram deslocados para o Arquivo Histórico por questões políticas, entre eles a então ex-primeira dama, Bernardete Pavan e a funcionária Rosiane Buerger que não era do mesmo partido do governo… e outras servidoras e todas elas foram muito importantes no desenvolvimento do Arquivo.

“Mas depois dessa fase teve coordenadores que não tinham nada a ver com história, não gostavam daquilo, fiquei chateado…sempre pedi para colocarem professores de história, que gostavam desse assunto. Felizmente tudo passou. Depois veio o prefeito Rubens Spernau, que construiu o novo ambiente, melhorou muito mais, automatizou alguma coisa e o Arquivo seguiu crescendo, desenvolvendo. Hoje estou muito contente, porque tudo está andando bem, sob boa administração, são pessoas que gostam do que fazem. Fiquei muito contente com a iniciativa do Página 3 doando todo seu acervo para o Arquivo Histórico em 2021. Não tem dinheiro que pague tudo isso que vocês produziram. Então hoje posso afirmar que valeu muito a pena a criação do Arquivo Histórico”, concluiu Jurandir.

Sede da Galeria Municipal de Arte e do Arquivo Histórico de Balneário Camboriú, ano 2006 (Divulgação/Arquivo Histórico)

Muitas mudanças

Sede do Arquivo Histórico e Biblioteca Pública, ano de 2008 (Divulgação/Arquivo Histórico)

“Muitas coisas mudaram desde o início”, disse a diretora de Arte da Fundação Cultural de Balneário Camboriú, Lilian Martins, responsável pelo Arquivo Histórico, a começar pela ampliação dos diversos serviços prestados à comunidade, através do órgão. Não só internamente, externamente também houveram mudanças importantes.

- Publicidade -

“ O Arquivo Histórico é o órgão responsável pela gestão, guarda, preservação e divulgação do patrimônio histórico do município. Possui acervo composto por documentos, fotografias, jornais, mapas, plantas arquitetônicas, que preservam a memória das pessoas, dos lugares, do desenvolvimento da cidade”, comentou.

Jamille Liz, coordenadora do Arquivo e Lilian Martins, diretora responsável pelo Arquivo Histórico (Divulgação/FCBC)

Lilian disse que o Arquivo guarda e preserva documentos produzidos ou recebidos pelos órgãos que compõem a Administração Pública Direta e Indireta da Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú, no exercício das suas atribuições, ou de origem privada considerados de interesse público. 

“Uma boa parcela do nosso acervo vem de doação de pessoas da comunidade, além de instituições, como o Página 3, que são conscientes que memória e informação devem ser compartilhadas. 

Maior doação recebida

(Divulgação/Arquivo Histórico)

Em julho de 2021, quando o jornal Página 3 completou 30 anos, presenteou Balneário Camboriú que, no mesmo mês comemorou 57 anos, doando todo seu acervo ao Arquivo Histórico. 

Composto por fotografias em papel, jornais impressos, revistas e arquivos digitais, tornou-se o maior registro contínuo da história de Balneário Camboriú realizado em qualquer época.

Sede 2007

Antigo Centro Municipal de Cultura Poeta Castro Alves (Divulgação/Arquivo Histórico)

Em 22 de junho de 2007, foi inaugurada a sede do Arquivo Histórico, na Terceira Avenida, esquina com a Rua 2500. 

O prédio do Centro Municipal de Cultura foi reformado e reestruturado, onde também passou a funcionar a Biblioteca Municipal Machado de Assis.

Café com Historia

(Divulgação)

“O Café com História é uma das ações do Arquivo Histórico, que reúne pessoas que foram testemunhas de fatos históricos da cidade para reconhecer imagens e fatos históricos”, disse Lilian.

Criado em 2016, com  o objetivo de auxiliar na identificação de imagens do Arquivo Histórico, por meio do reconhecimento de pessoas, lugares, eventos e períodos retratados, o Café com História identificou centenas de fotos e documentos.

Atendimento ao público

Luís que trabalha no Arquivo trabalhando com alunos visitantes (Divulgação)

Outra importante ação é o atendimento ao público, tanto de pesquisa quanto escolar. Mediante agendamento, a equipe prepara ações dentro e fora do arquivo, com o foco nos temas que a escola esteja trabalhando, como forma de complementar o conteúdo trabalhado.

Os materiais são consultados para finalidades diversas, desde ações judiciais a projetos arquitetônicos, ambientais, sociais, entre outros. 

(Divulgação)

Consulta aberta ao público – Dia e horário de atendimento: de segunda a sexta, das 8h30min às 19h

O acervo ainda pode ser consultado pelo site, através do Sistema Pergamum e também possui atendimento pelo what-app +55 47 9982-2289

Prêmio Álvaro da Silva

(Reprodução)

Dentro das comemorações pelas três décadas do órgão, a Fundação Cultural lançou em maio de 2023 o Prêmio Álvaro Antônio da Silva de Incentivo a Publicações de Obras Relacionadas à Memória e ao Patrimônio Histórico-Cultural de Balneário Camboriú. 

Seis projetos literários foram contemplados com um recurso de R$ 200.000,00 investido, e os livros estão no prelo para serem lançados. 

O prêmio homenageia o ex-prefeito e ex-vereador de Balneário Camboriú, Álvaro Antônio da Silva, falecido em dezembro de 2020, aos 81 anos. Álvaro substituiu o prefeito Higino Pio de março a agosto de 1969.

Incentivador da cultura, Álvaro foi um dos responsáveis pela criação da Fundação Cultural em 2004 e fez doações significativas ao acervo do Arquivo Histórico.

Adequações & Serviços

Além disso, o prédio está passando por diversas adequações. Uma delas foi, há dois anos, passar o acervo do 3º pavimento para o 2º, atendendo orientações de conservação preventiva do CONARQ – Conselho Nacional de Arquivos.

Exemplo de acervo: imagens do aerofotogramétrico de 1964 que são bastante pesquisadas para processos judiciais, Estudos de Impacto, etc (Reprodução)

Reprodução de documentos autorizados que estejam em perfeito estado de conservação. No caso em que não for possível a fotocópia, os documentos poderão ser fotografados ou digitalizados. 

Conservação

As fotos, por exemplo, são acondicionadas em jaquetas de poliéster estruturadas, ideais para a conservação de fotografias (ampliadas em técnicas tradicionais), em gavetas que facilitam a identificação e o manuseio (Divulgação)

“Sobre a conservação, temos uma estrutura apropriada para a guarda de acervos documentais. Utilizamos um sistema de arquivos de metal, que correm em trilhos, e fecham completamente, garantindo estabilidade ambiental ao acervo, minimizando a instabilidade de temperatura, protege quanto à incêndio e água”, segue Lilian. 

Ela destacou que todos os materiais de conservação são inertes e adequados à conservação dos acervos. 

“A equipe tem um trabalho primoroso no acondicionamento e na manipulação dos acervos”, acrescentou. 

A hemeroteca: os jornais locais e regionais são importantes fontes de consulta, em diversas pesquisas. Estão organizados e sistematicamente acondicionados em material próprio. 

Exposição no Paço 

(Divulgação/Arquivo Historico)

Para comemorar os 30 anos do Arquivo Histórico de Balneário Camboriú, a Fundação Cultural promove uma exposição, na prefeitura, com amostras do acervo, na próxima semana (28 a 30), das 14h às 17h.

Será uma oportunidade de conhecer materiais, ver fotos antigas aéreas da cidade de diferentes épocas e documentos originados na estrutura administrativa da Prefeitura, além de conhecer um pouco sobre as técnicas de conservação de documentos, fazer consultas e pesquisa e os demais serviços prestados pelo órgão.

Onde fica

O Arquivo Histórico está localizado na Terceira Avenida esquina com a Rua 2500, no mesmo prédio da Biblioteca Municipal Machado de Assis.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -