- Publicidade -
- Publicidade -
27.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Grupo paulista apresenta espetáculo espírita no Teatro Municipal de Itajaí

O espetáculo “Uma mulher… um olhar… Abigail, Paulo e Estevão” será apresentado nesta quarta-feira (14), às 20h, no Teatro Municipal de Itajaí. Os ingressos custam R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia ou promocional com 1kg de alimento), e estão à venda no site Ingresso Nacional.

A história é baseada no livro espírita ‘Paulo e Estevão’, ditado pelo espírito Emmanuel e psicografado por Chico Xavier. A adaptação para o teatro é de Alberto Centurião, com direção de Lucienne Cunha. 

O grupo de teatro vem de São Paulo para única apresentação em Itajaí, que tem classificação livre e 90 minutos de duração.

- Publicidade -

O espetáculo fala de fé, resiliência, perdão e amor. 

“Quem já leu a obra ‘Paulo e Estevão’ sabe o quanto a história emociona e nos faz refletir sobre os ensinamentos de Jesus Cristo, nosso modelo e guia. Essa adaptação para o teatro é uma forma de alcançar o público com uma história incrível e despertar o interesse naqueles que ainda não leram o livro”, enfatizou Ricardo Gerstner, presidente do Centro Espírita Allan Kardec (CEAK), parceiro da iniciativa.

Os alimentos doados na entrada da peça serão revertidos para o CEAK, que atende famílias em vulnerabilidade social com diversos programas, entre eles, a doação de cestas básicas.

Sinopse

Quais teriam sido as emoções de Abigail ao saber que o noivo amado havia causado a morte de seu irmão? 

Qual a reação de Saulo ao perceber que Estêvão era Jeziel, o irmão perdido de sua noiva? 

E Estêvão, ao despertar no plano espiritual, seria capaz de perdoar Saulo, o fanático religioso?

Esse trágico acontecimento foi o ponto de partida para a trajetória luminosa daquele que viria a ser conhecido como ‘O Apóstolos dos Gentios’. 

Despertado para a luz às portas de Damasco, Paulo escreveria um dos mais relevantes capítulos da história do cristianismo. Qualquer semelhança com o mundo em que vivemos é trágica coincidência.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -