- Publicidade -
- Publicidade -
26.1 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Campanha por um curso superior (gratuito) de Belas Artes em Balneário Camboriú está lançada

O movimento é liderado por Hélvion Ribeiro, o mesmo que comandou a campanha pela vinda da Udesc para Balneário Camboriú em 2002

O cirurgião-dentista Helvion Ribeiro, presidente do Movimento Voluntário Universidade Pública (gratuita), ocupou a Tribuna Livre da Câmara Municipal de Balneário Camboriú, nesta terça-feira (3), e pediu apoio aos vereadores para a campanha de implantação de um curso superior de Belas Artes na cidade.

Ele defende a instalação de um Campus Federal voltado para Belas Artes com cursos em nível de Bacharelado, presenciais, acompanhados de conhecimento e prática tecnológica, que seja viabilizado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) ou pela projetada terceira Universidade Federal Multicampi para Santa Catarina.

Estão apontados na campanha 11 cursos: 1) Cinema e Audiovisual; 2) Letras; 3) Expressão Gráfica; 4) Design; 5) Pintura;  6) Música; 7) Dança; 8) Artes Cênicas; 9) Arquitetura e Urbanismo; 10) História da Arte e 11) Paisagismo.

- Publicidade -

“Nos últimos 20 anos surgiram centenas de cursos na área de Ciências Exatas, Biológicas e Tecnológicas em nosso Estado e no país, o que é muito bom. Mas a realidade é que não existe nenhum curso de Belas Artes em nosso Estado e eles são raros no Brasil. Nosso último grande movimento para Artes é o Bolshoi de Joinville, portanto, nossa região é carente de Arte de alto  nível. Necessitamos de um  Centro de Artes vigoroso, que sirva como ponto de convergência para unir os artistas, ajudar no seu desenvolvimento, facilitar o seu potencial, prover espaços para exposições, acolher jovens, adultos ou idosos com inclinação para a Arte, aumentar o conhecimento público em arte”, justificou Hélvion.

Ao Página 3, Hélvion disse que foi muito boa a recepção  por parte dos vereadores, funcionários e assistentes.

“Foi animador, senti que vamos ter forte apoio ali, que a causa ganhou um reforço fundamental e que o movimento vai crescer”, disse.

A largada em 2002

O vice-presidente do Movup, Ramiro Álvaro Mayer, considera a retomada deste assunto, que começou em 2002, uma ótima oportunidade para Balneário Camboriú e para as cidades do entorno.

O vice-coordenador do Movup, Ramiro Mayer na Câmara Municipal nesta terça-feira (3) (Foto Waldemar Cezar Neto)

Ele lembrou que a já consolidada Udesc é hoje um Centro de Educação Superior da Foz do Itajaí (CESFI), no Bairro Nova Esperança e é fruto do apoio de milhares (25.376 assinaturas colhidas em abaixo-assinado), em 2002. O campus oferece hoje três cursos: bacharelados em Administração Pública e Engenharia do Petróleo e licenciatura em Pedagogia.

“A oportunidade agora surge pela intenção do governo federal em incrementar o número de universidades federais pelo país e podemos nos alinhar com esse desejo, demonstrando interesse e buscando o apoio e colaboração das instituições e autoridades públicas e privadas”, colocou Ramiro.

Turismo&Arte

Hélvion destacou em seu pronunciamento que um Centro de Belas Artes abre a possibilidade para exposições, convênios com universidades brasileiras, como a própria UDESC, a UFSC,  USP,  UFRJ,  UnB, UFRGS, com Academia de Belas Artes de Florença, com o Ermitage de São Petersburgo, com o Museu do LOUVRE de Paris e outras.

- Publicidade -

“Existe uma avenida gigantesca de possibilidades. Está aí, uma arquitetura de construção civil dando um salto de qualidade em Balneário Camboriú, uma cidade com comércio excepcional, famosa por suas baladas. Cidade boa para qualquer idade e atrativa para milhares de visitantes. Está pronta para ser um polo de arte, porque a arte existe para tornar melhor a vida das pessoas”, afirmou.

Um sonho a caminho

O presidente do Movup, Hélvion Ribeiro, na Câmara de Vereadores: apoio é fundamental (Foto Divulgação/CVBC)

Por fim, o presidente do Movup faz um apelo para que a população invista em um sonho de 21 anos,  já subscrito por  25.736 pessoas envolvidas de forma voluntária pela Universidade Pública e Gratuita, que sem partidarismo, trabalham para ver nesta região um Campus de Universidade Federal, voltado para Belas Artes,  em  Balneário Camboriú.

“Nossa cidade recebe milhões de visitantes, em busca de merecido descanso e lazer, mas carece de instituições voltadas para Cultura e Arte de alto nível. Em um raio de 20 km a partir desta cidade, 700.000 pessoas poderão ser diretamente beneficiadas de forma permanente. Belas Artes  tem a ‘cara’ de Balneário Camboriú”, enfatizou.

O que precisa fazer

Hélvion defende que ‘todos nós temos nosso campo de influência’ e este é o ponto de largada para alcançar êxito. A partir daí o Movup sugere os próximos passos para a campanha: 

“Primeiro, que o pleito seja conhecido, nas nossas famílias, entre os amigos e as autoridades públicas ou privadas, instituições e sem partidarismo. Segundo, é importante atuar junto aos políticos de seu relacionamento. Terceiro, que este assunto seja levado às instituições a que pertencemos para conhecimento, aprovação, preparação e encaminhamento de documentos”, colocou Hélvion.

Ele acrescenta que estes documentos sejam enviados de preferência por Sedex para três autoridades:  

Ministro Camilo Sobreira de Santana (Ministério da Educação, na Esplanada dos Ministérios, Edifício Sede, CEP 70047-900 Brasília/DF); 

Denise Pires de Carvalho, secretária de Educação Superior (SESU, na Esplanada dos Ministérios, edifício sede, sala 300, CEP 70047-900, Brasília/DF);

Irineu Manoel de Souza, Reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC, Bairro Trindade, CEP 88040-900, Florianópolis/SC).

O Movup já enviou vários ofícios, inclusive ao prefeito Fabrício Oliveira, e realizou reuniões sobre o assunto em Balneário Camboriú, Itajaí, Blumenau e Florianópolis.

Terceira Universidade Federal/SC

Em sua fala na Tribuna Legislativa, Hélvion listou nomes de políticos envolvidos com a criação da Terceira Universidade Federal em SC: Renato Vianna (década de 90), Leonel Pavan (2010), Jorginho Mello (2022) e Pedro Uczai, da Comissão de Educação (2023).

Atualmente quem lidera o assunto é Pedro Uczai, Ana Paula Lima, Décio Lima e Luciane Carminatti.

Mais informações: MOVUP

Hélvion A Ribeiro – Coordenador [email protected]  ( Watsapp 47 99250 9293)

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -