- Publicidade -
- Publicidade -
22.8 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Univali tem projeto aprovado em chamada pública da Fapesc

Recurso será investido na modernização da infraestrutura física do Herbário Barbosa Rodrigues

A Universidade do Vale do Itajaí (Univali) foi contemplada no edital de chamada pública nº 12/2023 da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) – Programa de Apoio à Infraestrutura e ao Uso de Tecnologias para Inventário, Monitoramento e Conservação das Florestas e Formações Vegetacionais de Interface Marinho-Costeira de Santa Catarina.

O recurso de R$ 250.000,00 será investido na modernização e na otimização da infraestrutura física do Herbário Barbosa Rodrigues (HBR), administrado pela instituição desde 2022.

“O projeto aprovado pela Fapesc visa a aquisição de equipamentos, materiais e tecnologias capazes de dar suporte apropriado às pesquisas de campo e condições para a digitalização do acervo de exsicatas, visando a ampla utilização dos dados retidos no Herbário para pesquisadores do mundo todo, bem como a otimização do processo de organização e curadoria da própria coleção”, explica o botânico do HBR, Luís Adriano Funez.

O Herbário Barbosa Rodrigues, fundado em 1942 pelo padre e botânico Raulino Reitz, abriga o registro de cerca de 95% das espécies de plantas existentes no território de Santa Catarina. É um dos mais completos acervos da flora catarinense com cerca de 70 mil espécies de plantas e um dos maiores centros de informações referentes à botânica do Brasil.

Herbário (Foto Dales Hoeckesfeld)

“A atualização dos equipamentos para a pesquisa em botânica e para a manutenção do acervo é crucial, visto que muitos recursos são os mesmos desde que o Herbário foi inaugurado. Com esse investimento será possível preservar a história e o conhecimento ali desenvolvido, bem como transformar o Herbário em um moderno centro de pesquisas”, afirma o vice-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão, professor Rogério Corrêa.

- Publicidade -

Com o projeto aprovado na Fapesc serão adquiridos equipamentos como estufa, câmera digital, câmera para captura de imagens de microscopia, impressora a laser, aparelhos de ar condicionado, uma televisão para uso nas apresentações educativas e materiais para acomodação dos espécimes depois de desidratados.

O proponente do projeto e reitor da Univali, professor Valdir Cechinel Filho, destaca a importância deste recurso para a conservação das espécies abrigadas no local.

“Os herbários são fundamentais para compreendermos a perda de biodiversidade e as bases de dados desses espaços são as ferramentas mais eficientes e confiáveis para monitorar a conservação das espécies. Com este recurso iremos fortalecer a capacidade do HBR e contribuir para a qualidade das atividades de pesquisa e divulgação científica desenvolvidas. É uma ótima notícia para terminarmos o ano”.

Texto Roberta Ramos

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -