- Publicidade -
- Publicidade -
29.2 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Dia dos Namorados: casais de Balneário dividem histórias de amor e expectativas para a data

O Dia dos Namorados é comemorado nesta segunda-feira (12) e para lembrar a data o Página 3 conversou com casais que estão juntos há bastante tempo e também com outros que estão passando o primeiro Dia juntos como namorados. 

Os entrevistados dividem suas expectativas sobre a data e também muito amor. Acompanhe abaixo!

A hoteleira Margot Rosenbrock Libório é casada com Rubens, há 33 anos. Eles comemoram ‘antecipadamente’ o Dia em grande estilo, com uma temporada na Europa.

Arquivo Pessoal

“Quando somos muito jovens as comemorações têm um significado diferente do que têm hoje para nós, porque o que dá significado às datas são os 365 dias entre uma data e outra. Eu e o Rubens somos muito parecidos e muito diferentes também, é engraçado e verdadeiro. 

O desafio é diário, mas o balanço da relação é que dá valor a cada data comemorativa. Se não formos namorados talvez a relação perca o sentido, pois é, acima de tudo, uma relação de amor. 

O amor que não é perfeito, mas que resiste dentro de nós, que nos une, nos alegra e dá sentido a todos os dias, dias de luta e outros de glória”.


Juliana Schiavon Meireles, 24 anos, estudante, namora com o professor Carlos Alberto Barni Júnior, 29 anos, há quatro meses e vão passar o primeiro ‘Dia’ juntos

Arquivo Pessoal

 “Nos conhecemos em um pagode por amigos em comum, que me chamaram para a festa, há três anos. Então, nesse meio tempo a gente sempre ficou, mas nada sério porque os dois tinham medo de entrar em um relacionamento e sempre acabávamos nos afastando. 

Ano passado, em novembro, nós nos encontramos e começamos mais uma vez a ficar e foi quando ambos cederam e resolvemos que queríamos um ao outro. 

Em janeiro/2023, mais ou menos, assumimos para todo mundo que estávamos ficando e em fevereiro, no dia do Valentine’s Day (Dia dos Namorados ‘internacional’) ele me pediu em namoro. 

Estamos bem ansiosos, pois gostamos de datas comemorativas que nem essa e de trocar presentes. Inclusive o Dia dos Namorados cai perto do nosso aniversário de namoro, então vamos aproveitar as duas datas para comemorar junto. Planejamos um final de semana romântico, para comemorar não só na segunda mas todo o find juntos, cada dia vamos fazer algo diferente que nunca fizemos para ter mais momentos novos juntos e experiências”.


A empresária Ciça Müller está com o ‘namorido’ Flávio Junior Pavan há 23 anos

Arquivo Pessoal

 “Desde sempre fomos muito parceiros pra tudo, e não somos consumistas, então a gente sempre vai combinando como será o Dia dos Namorados. Sempre ganho flores que adoro, a gente comemora a sós, ele prepara o jantar e a gente brinda a relação. Um momento de celebrar! 

Lembro dos primeiros anos, a gente estava na pendura, tive que usar a criatividade e decorei a mesa com diversos cartões com frases e declarações de amor, a comida era apenas um detalhe”.


O músico e fotógrafo Celso Peixoto está com sua Nina há 34 anos

Arquivo Pessoal

“Nós não nos importamos muito com datas comemorativas. Gostamos de comemorar pequenas coisas, em qualquer dia. Um objetivo alcançado, um desejo realizado, uma dificuldade superada, amizades, viagens. Somos muito parceiros. Um sempre apoia e incentiva o outro em tudo. Nós não namoramos como nos relacionamentos convencionais. Quando nos conhecemos, foi paixão e amor à primeira vista. No terceiro encontro já estávamos morando juntos e nunca mais nos separamos. São 34 anos de muito amor e admiração um pelo outro”.


A psicóloga Mayane Oliveira da Silva, 29 anos, está comemorando neste domingo (11) um ano do primeiro encontro com o assessor jurídico Mário Lúcio Conceição Júnior, 31 anos; os dois se conheceram incentivados por amigos

Arquivo Pessoal

“Eu estava desacreditada de relacionamentos. Estava almoçando com a minha amiga, Laura, que também é psicóloga e ela perguntou que tipo de cara eu gostava e disse que tinha a pessoa ideal para me apresentar – o Mário, amigo dela e do marido há anos. Ela falou de mim para ele também. Eu olhei o Instagram dele e achei muito estranho (risos) porque tinha uma foto da bunda dele, mas ele me mandou mensagem e me chamou para um café, e eu aceitei por consideração à minha amiga (risos). 

Levei a Amora, minha cachorrinha, porque se ele fosse chato, qualquer coisa eu saía correndo dizendo que a Amora tinha que ir embora. Fomos tomar nosso café às 17h e ficamos conversando até meia-noite. Tivemos sete encontros seguidos na primeira semana que nos conhecemos. Consideramos o primeiro encontro como o primeiro dia de namoro praticamente. Desde então não nos desgrudamos. 

Estamos fazendo um ano do primeiro encontro nesse dia 11 e um ano de namoro dia 15 de julho e ele é a pessoa mais especial que já conheci na vida! 

As expectativas para o primeiro Dia dos Namorados juntos é de que seja mais um dia maravilhoso, porque é assim que a gente faz – o nosso relacionamento é saudável e estável e a gente sabe que esses momentos são dias comuns, mas que nossos dias comuns são extraordinários. A gente provavelmente vai fazer uma janta em casa, ficar juntos, e que seja o primeiro Dia dos Namorados de muitos”.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -