- Publicidade -
20.7 C
Balneário Camboriú

“É impossível controlar o uso de máscara em ambiente festivo”

"Mas é preciso cuidado e respeito", recomenda a secretária de Saúde

Ainda em 2020, no ‘auge’ da pandemia, as fiscalizações eram constantes em casas noturnas, com aglomerações e festas clandestinas sendo reprimidas. Mas hoje, após quase dois anos de pandemia, é evidente que cuidados como uso de máscara e distanciamento social diminuíram, não só em Balneário Camboriú, mas em todo o país.

A vacinação vem aumentando

Em Balneário, já foram aplicadas 209.576 doses da vacina contra Covid-19. Destes, 111.701 são da primeira dose, 82.899 são da segunda dose, 4.800 são da dose única e 10.176 são dose de reforço (dados divulgados em 03/11). O número de vacinados está totalmente atrelado a dias melhores, inclusive influenciando na temporada de verão, mas a secretária de Saúde, Leila Crócomo, e o diretor da Fiscalização de Posturas, Artur Gayer, destacam que o público precisa ser consciente.

.

Vacinação é imprescindível, assim como o isolamento em casos positivos

.

Balneário está imunizando adolescentes e a terceira dose para idosos, mas quem não se vacinou em sua faixa etária também pode procurar os postos (foto PMBC)

A secretária de Saúde de Balneário Camboriú, Leila Crócomo, explica que é preciso que as pessoas tenham consciência da importância da vacina, que serve para prevenir casos graves de Covid-19, lembrando que quem se vacinou também pode contrair a doença e transmiti-la.

“Assim mantemos o mapa de risco em situação favorável e para que consigamos isso, todos precisam ajudar. Quem é antivacina precisa ter consciência e ficar em casa. Se vacinar é realmente o mais importante, assim como quem tem sintomas deve ir ao Centro Covid e testar, e se positivar deve se isolar, não pode ficar circulando, indo ao trabalho, etc”, diz.

Leila pontua que diminuíram muito os óbitos e internações em Balneário Camboriú. Nesta quinta-feira (4) estavam internadas no Centro Covid 15 pessoas, sendo cinco deles moradores de Balneário e os outros 10 de cidades da região.

“O progresso na vacinação também ajudou. Mas precisamos seguir nos cuidando, os idosos precisam tomar a terceira dose de reforço também. Entre as internações, em média um terço é de pessoas que tomaram as duas doses, um terço que tomou somente a primeira e o último terço de não vacinados. Vale lembrar que não adianta somente Balneário vacinar, os turistas precisam ser vacinados, os trabalhadores e moradores da região também, todos que vierem para a nossa cidade”, acrescenta.

Normas flexibilizadas, mas é preciso atenção

Cuidados como o uso de máscara precisa continuar (foto Renata Rutes)

A secretária vê que diante de tudo que já passou é ‘complicado’ exigir o uso de máscara constantemente, ainda mais em bares e casas noturnas.

“As normas e decretos já flexibilizaram muito e vão ser ainda mais flexibilizados próximos do verão, tanto que deve sair um novo decreto sobre isso no início de dezembro. É impossível controlar o uso de máscara em ambientes festivos, mas é necessário que as pessoas utilizem pelo menos ao circularem pelo espaço, e que mantenham as mãos higienizadas, o que acaba sendo positivo para diminuir também outras doenças. Esse cuidado de limpar as mãos constantemente realmente ajuda muito”, afirma.

Questionada sobre a clássica frase ‘posso ficar sem máscara porque já tomei as duas doses’ – dita por muitos nos últimos tempos, Leila afirma que o risco continua, mas que a contaminação será em um grau menor (quadro menos grave da doença).

“Porém, pode passar para quem não se vacinou. Por isso, manter o distanciamento quando possível e usar máscara é uma questão de segurança, assim como se vacinar e se isolar se positivar para Covid”, afirma.

Ações para o verão

Campanha do último verão. Balneário reforçará visualmente os cuidados com a disseminação do vírus (foto PMBC)

A secretária antecipou ao Página 3 que o prefeito Fabrício Oliveira vem fazendo reuniões semanais com o secretariado, e que a Saúde pretende ampliar as equipes nas portas de urgência e emergência (UPA Nações, PA da Barra e Hospital Ruth Cardoso), e ainda fazer campanhas de conscientização com ações visuais em locais da cidade, como na praia central, com o uso de faixas.

“É importante relembrarmos visualmente, entendo que é importante e necessária a retomada de eventos, mas para isso precisamos de cuidado e respeito, assim conseguiremos ter uma temporada melhor e uma rotina cada vez mais próxima do ‘normal’”, completa.

Fiscalização também vai estar presente

.

Em 2020, a Fiscalização e forças da segurança atuaram de forma intensa em Balneário (foto PMBC)

O diretor da Fiscalização de Posturas, Artur Gayer, cita que estão baseando os trabalhos na portaria 1063, que regulamenta os eventos com pista de dança mediante plano de contingência apresentado na Vigilância.

“Sobre planejamento na fiscalização, sim continuamos com nossas equipes atendendo às denúncias, que estão sendo apuradas em conjunto com as forças de segurança do município. Vejo que as casas (baladas e bares) estão respeitando os decretos sim, a população na sua maioria está usando máscara e álcool gel. Acreditamos que será um grande movimento, e as ações serão intensas quando necessário. A Fiscalização vai estar presente”, informa.


- Publicidade -
- Publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -