- Publicidade -
- Publicidade -
26.4 C
Balneário Camboriú
- Publicidade -

Leia também

- Publicidade -

Alcaraz derruba série invicta de Medvedev, ganha Indian Wells e lidera o ranking

Não deu graça a tão esperada final entre Daniil Medvedev e Carlos Alcaraz no Masters 1000 de Indian Wells. Perfeito em quadra, errando pouco e encaixando pontos incríveis, o espanhol acabou com a sequência de 19 vitórias do russo de maneira imponente, com triunfo rápido de 6/3 e 6/2 em 1h12 para recuperar a liderança do ranking mundial.

Depois de perder a decisão do Rio Open para o britânico Cameron Norrie após sentir uma lesão, Alcaraz mostrou-se totalmente recuperado na Califórnia. Com uma competição perfeita, fechou as duas semanas de jogos com o troféu e de volta ao topo do ranking, superando o sérvio Novak Djokovic, que não esteve na competição por não ter se vacinado contra a covid-19. Ele também não estará em Miami, em competição a partir desta segunda-feira

Medvedev vinha de três títulos seguidos. Ganhou em Roterdã, Doha e Dubai. Na competição americana, reclamou da quadra dura que era lenta o tempo todo. E essa condição com menos rapidez atrapalhou seu jogo diante de Alcaraz. Sem conseguir definir os pontos rápidos, sofreu nos games.

- Publicidade -

Mais ambientado, o espanhol foi logo abrindo 3 a 0 no primeiro set. Confirmou seus saques rápidos e abusou das devoluções vencedoras para quebrar. Depois de obter a vantagem, bastou trocar saques para fechar o set em somente 36 minutos.

A esperada reação do russo não veio no set seguinte, ainda mais dominado por Alcaraz. Colocando Medvedev para correr e com um impressionante jogo ofensivo, o espanhol abriu logo 4 a 0. O russo evitou o vexame do pneu ao confirmar duas vezes.

Com 5 a 2, Alcaraz foi para o saque com a pressão de fechar a partida. Depois de cometer um erro não forçado, abriu 30 a 15 com saque e voleio. Vibrando a cada ponto, tentou uma curta e acabou irritando Medvedev, que empatou com golpe forte na rede. Em devolução na rede, surgiu o primeiro match point. Exagerou na força. Fechou na segunda chance, com devolução para fora do russo.

O jovem festejou o terceiro título de Masters 1000 de braços abertos. Celebrou com fortes abraços em sua equipe. Depois, bateu palmas ao público, enquanto Medvedev, incrédulo, tentava absorver uma dura derrota.

- Publicidade -
- publicidade -
- publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -